Rolim de Moura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o décimo vice-rei do Brasil, veja Antônio Rolim de Moura Tavares.
Município de Rolim de Moura
"Capital da Zona da Mata"
Bandeira de Rolim de Moura
Brasão de Rolim de Moura
Bandeira Brasão
[[2]]
Aniversário 5 de agosto
Fundação 05 de agosto de 1983 (35 anos)
Emancipação 5 de agosto de 1983
Gentílico rolimourense
Padroeiro(a) Nossa Senhora Aparecida
CEP 76940-000
Prefeito(a) Luiz Ademir Schock[1] (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Rolim de Moura
Localização de Rolim de Moura em Rondônia
Rolim de Moura está localizado em: Brasil
Rolim de Moura
Localização de Rolim de Moura no Brasil
11° 43' 31.55" S 61° 46' 39.93" O11° 43' 31.55" S 61° 46' 39.93" O
Unidade federativa Rondônia
Mesorregião Leste Rondoniense IBGE/2008 [2]
Microrregião Cacoal IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Castanheiras, Cacoal (N), Pimenta Bueno, São Filipe d'Oeste (L), Santa Luzia d'Oeste, Alta Floresta d'Oeste (S) e Novo Horizonte do Oeste (O).
Distância até a capital
Características geográficas
Área 1 457,885 km² [3]
Área urbana 17,5 km² (BR: 164º) – est. Embrapa[4]
Distritos Rolim de Moura (sede) e Nova Estrela de Rondônia
População 54 702 hab. estimativa IBGE/2018[5]
Densidade 37,52 hab./km²
Altitude 261 m
Clima equatorial úmido Af
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,7 elevado PNUD/2010 [6]
Gini 0,440 est. IBGE 2003[7]
PIB R$ 810 559,000 mil IBGE/2012[8]
PIB per capita R$ 15,849 18 IBGE/2012[8]

Rolim de Moura é um município brasileiro do estado de Rondônia. Com uma população de 54 702[5] habitantes, segundo estimativas do IBGE de 2018, resultando na 7° cidade mais populosa de Rondônia e sustentando o 14º maior PIB de Rondônia. Possui IDH de 0,700.


História[editar | editar código-fonte]

Em meados dos anos 1970, os governos militares criaram, através da propaganda, com base na Lei de Segurança Nacional, a necessidade de ocupar a Amazônia. Foi daí que, em 1979, originou-se o Projeto de Colonização Rolim de Moura (destinado ao assentamento de colonos excedentes da extensão do Projeto Integrado de Colonização GY Paraná ou Ji-Paraná), implantado na área pelo INCRA, que distribuiu lotes de terras rurais a milhares de famílias. A partir de então as pessoas que chegaram às centenas começaram a erguer a cidade, inicialmente formada de barracos, mucambos, de pau a pique. Rolim de Moura foi elevada a categoria de município através do Decreto Lei Estadual nº 71,[9] de 5 de agosto de 1983, desmembrado da área de Cacoal.

Seu primeiro prefeito foi Valdir Raupp de Matos, eleito em 9 de dezembro de 1984, e tomou posse no dia 1º de janeiro de 1985.

O nome da cidade foi dado em homenagem ao Visconde de Azambuja (ou Dom Antônio Rolim de Moura Tavares), segundo governador da capitania de Mato Grosso, pelos relevantes serviços prestados à região do vale do Guaporé.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 11º48'13" Sul e a uma longitude 61º48'12" Oeste, estando a uma altitude de 225 metros.

Possui uma área de 1487,35 km².

Limites[editar | editar código-fonte]

Ao Norte: com os municípios de Castanheiras e Cacoal. Ao Leste: com os municípios de Pimenta Bueno e São Felipe d'Oeste. A Oeste: com os municípios de Novo Horizonte do Oeste e Alta Floresta d'Oeste. Ao sul: com o município de Santa Luzia d'Oeste e Alta Floresta d'Oeste.

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Beira Rio
  • Boa Esperança
  • Bom Jardim
  • Centenário
  • Centro
  • Cidade Alta
  • Industrial
  • Jardim Eldorado
  • Jardim Tropical
  • Nova Morada
  • Olímpico
  • Planalto
  • São Cristóvão
  • Nova Esplanada
  • Jatobá I
  • Jatobá II

Distritos[editar | editar código-fonte]

Nova Estrela de Rondônia (ou Jabuti) é o único distrito de Rolim de Moura, situado na RO-010 a 25 km da sede do município. É um dos mais modernos distritos de Rondônia, dotado de Posto de Saúde, Posto Policial e um pequeno terminal rodoviário entre a rodovia que liga Rolim de Moura a Pimenta Bueno e Cacoal.

Zona Rural[editar | editar código-fonte]

A zona rural rolimourense é traçada por estradas vicinais paralelas numeradas chamadas na região de "linhas". A distância entre uma linha e outra é em média 4 km. No centro da cidade no sentido Norte-Sul passa a linha 184, as demais linhas são paralelas e sua numeração acompanha a quilometragem.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação dominante é a Floresta Equatorial Amazônica com presenças esparsas de campos e cerrados.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

A hidrografia é representada pelos rios: Anta Atirada, Palha, Bambu, São Pedro e Rolim de Moura. Ambos afluentes do rio Machado, sendo que, o município é cortado ainda, por vários riachos e igarapés.

Clima[editar | editar código-fonte]

Gráfico climático para Rolim de Moura
JFMAMJJASOND
 
 
324
 
31
21
 
 
302
 
30
22
 
 
308
 
30
22
 
 
204
 
32
22
 
 
81
 
31
20
 
 
27
 
30
18
 
 
12
 
31
17
 
 
23
 
33
18
 
 
103
 
33
20
 
 
183
 
33
21
 
 
218
 
32
22
 
 
263
 
31
22
Temperaturas em °CPrecipitações em mm

Equatorial quente e úmido atua na região. No período entre junho e agosto às massas de ar polar conseguem penetrar na região, assim derrubando os termômetros com temperaturas inferiores aos 20°C. Esse fenômeno e caracterizado como friagem pode durar de 2 a 7 dias dependendo da situação, mesmo assim a friagem não provoca grandes mudanças nas médias mensais. [carece de fontes?]

Economia[editar | editar código-fonte]

O PIB de Rolim de Moura é de R$ 810.559,000 e o PIB per capita R$ 18.189,90 (IBGE 2014).[10]

Composição econômica de Rolim de Moura
Serviços

64 %

Agropecuária

16 %

Indústria

20 %

É um importante polo regional, sendo a cidade mais populosa e economicamente ativa da Zona da Mata Rondoniense, uma região de influência que abrange os municípios de Alta Floresta d'Oeste, Alto Alegre dos Parecis, Castanheiras, Nova Brasilândia d'Oeste, Novo Horizonte do Oeste, Parecis, Santa Luzia d'Oeste e São Filipe d'Oeste e que totaliza uma população de aproximadamente de 151.000 habitantes e área de 19.664 km².

As principais fontes de recursos da microrregião é a agropecuária e a indústria madeireira, as lavouras de relevância são as de arroz, café, milho e feijão, a pecuária extensiva ocupa grande espaço geográfico que abriga 1.572.113 cabeças de gado, o crescimento do rebanho microrregional está estagnado pela superlotação das pastagens, existe um forte movimento de migração do rebanho de corte para o leiteiro devido a instalação de novas indústrias de processamento de leite.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Entre os principais eventos que movimentam a economia e o turismo na cidade, estão a "Festa do Milho"[11], evento gastronômico, e a "Feira Agropecuária de Rolim de Moura", uma feira agropecuária com shows, queima de fogos e rodeio profissional em touros.[12]

Educação[editar | editar código-fonte]

A rede pública teve investimentos na educação, como a criação de escolas, reformas, ampliações, contratações e investimentos na capacitação dos profissionais de educação para melhorar a qualidade de ensino. Rolim de Moura possui o centro de reabilitação "Centro de Educação de Rolim de Moura", para crianças de jovens com necessidades especiais.

O sistema educacional municipal possui 03 (três) Creches, 27 (vinte e sete) escolas de ensino infantil, fundamental e médio 01 (um) centro profissionalizante, 01 (um) centro educacional e 04 (quatro) faculdades.

De acordo com os dados oferecidos pelas escolas, o Município conta com um total de 15.576 (quinze mil quinhentos e setenta e seis) alunos matriculados na educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, o qual 70,0 % dos alunos correspondem a rede estadual, 24,62 % a rede municipal e 5,38 % a rede privada.

Instituições[editar | editar código-fonte]

Municipais[editar | editar código-fonte]

  • Escola de Ensino Fundamental Dionísio Quintino
  • Escola de Ensino Fundamental Francisca Duran
  • Escola de Ensino Fundamental José Veríssimo
  • Escola de Ensino Infantil Altenir Tavares
  • Escola de Ensino Infantil Balão Mágico
  • Escola de Ensino Infantil Benta Idalvina Pepinele Peres
  • Escola de Ensino Infantil e Fundamental Dina Sfat
  • Escola de Ensino Infantil e Fundamental João Batista Dias
  • Escola de Ensino Infantil e Fundamental Pequeno Príncipe

Estaduais[editar | editar código-fonte]

  • Escola de Ensino Fundamental Maria Comandoli Lira
  • Escola de Ensino Fundamental Monteiro Lobato
  • Escola de Ensino Fundamental Ulisses Guimarães
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio Cândido Portinari
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio Carlos Drummond de Andrade
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio Cel. Aluízio Pinheiro Ferreira
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio José Rosales
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio Maria do Carmo de Oliveira Rabelo
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio Nilson Silva
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio Priscila Rodrigues Chagas
  • Escola de Ensino Fundamental e Médio Tancredo de Almeida Neves
  • Centro de Ensino Fundamental e Médio de Jovens e Adultos Cel. Jorge Teixeira.

Particulares[editar | editar código-fonte]

  • Centro Educacional de Rolim de Moura – Educação Especial (Filantrópico)
  • Colégio Benedito Cruz (BENEC) - Educação Infantil, Fundamental e Médio
  • Colégio Clarice Lispector – Educação Infantil, Fundamental e Médio
  • Delta – Educação Profissional
  • FASPTEC – Educação Profissional

Particular / Públicas[editar | editar código-fonte]

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Jornal Impresso

  • Correio Rondoniense
  • Correio da Mata
  • Folha da Mata

Televisão[editar | editar código-fonte]

Rádio[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Rondônia FM - 93,1 FM
  • Rádio Liberdade FM - 94,5 FM
  • Rádio Getsêmane - 99,9 FM
  • Rádio Rolim FM - 104,9 FM
  • Rádio Educadora AM - 1020

Política[editar | editar código-fonte]

Administradores[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1]. Página visitada em 02/01/2017.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  4. «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de Julho de 2008. 
  5. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2018. 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 8 de agosto de 2013. 
  7. «Indice GINI». Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2000. Consultado em 6 de agosto de 2011. 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2008-2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2012. 
  9. «DECRETO-LEI Nº 71, DE 5 DE AGOSTO DE 1983». Consultado em 26 de novembro de 2014. 
  10. Estatísticas Economia IBGE - acesso 12 de maio de 2011
  11. 20ª FESTA DO MILHO Site Tribuna Top - acessado em 3 de setembro de 2018
  12. Exposição Agropecuária de Rolim de Moura começa nesta quarta-feira Portal G1 - acessado em 3 de setembro de 2018

Ligações externas[editar | editar código-fonte]