Forever (álbum de Spice Girls)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde maio de 2014).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Forever
Álbum de estúdio de Spice Girls
Lançamento 6 de novembro de 2000 (2000-11-06)
Gravação 1998—2000
Gênero(s)
Duração 48:28
Idioma(s) (em inglês)
Formato(s)
Gravadora(s) Virgin Records
Produção
Cronologia de Spice Girls
Spiceworld
(1997)
Greatest Hits
(2007)
Singles de Survivor
  1. "Goodbye"
    Lançamento: 11 de dezembro de 1998 (1998-12-11)
  2. "Holler/Let Love Lead the Way"
    Lançamento: 23 de outubro de 2000 (2000-10-23)

Forever é o terceiro e último álbum de estúdio grupo feminino britânico de música pop Spice Girls, lançado em 6 de novembro de 2000. É o primeiro e único álbum delas sem a integrante Geri Halliwell, que mais tarde voltou ao grupo para o álbum Greatest Hits, em 2007. Apesar de não vender tão bem como seus dois álbuns anteriores,[3] ele vendeu 4 milhões de cópias em todo o mundo,[4] alcançando o número dois, no Reino Unido e mais tarde foi certificado de platina por lá, pelas vendas superiores a 300.000 cópias. Dois singles foram lançados "Goodbye" e o lado duplo "Holler"/"Let Love Lead the Way", que chegou ao número um no UK Singles Chart.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Durante a Spiceworld Tour, no início de 1998, o grupo assumiu um projeto inicial para escrever e gravar músicas para um possível terceiro álbum e um álbum ao vivo. O conceito original para este "3º Álbum", foi mostrar canções solo, duetos e covers com as cinco integrantes, a fim de promover a idéia de que as Spice Girls eram todas indivíduais, mas poderiam se unir como um só. As garotas foram a Dublin's Windmill Lane Studios, com Richard Stannard e Matt Rowe para trabalhar em um novo álbum e criar gravações para um álbum ao vivo. Com a partida repentina de Geri Halliwell, o projeto tomou uma volta principal, com muitas das canções já produzidas sendo desfeitas e o álbum ao vivo, cancelado.

As Spice Girls gravaram seu single de Natal, "Goodbye", em julho de 1998, durante a etapa norte-americana da Spiceworld Tour. Mais uma vez, as meninas se uniram com Stannard e Rowe. Elas também gravaram "My Strongest Suit", para o álbum conceitual para o musical Aida. Nos dois anos entre o lançamento de "Goodbye" em dezembro de 1998 e o lançamento de Forever em novembro de 2000, o grupo, juntamente com a imagem da música pop em geral, mudou dramaticamente. Esperando cultivar uma imagem mais madura, o grupo uniu-se com uma equipe de novos produtores americanos para dar Forever um som mais R&B. Isto significou que muito do que foi gravado com Eliot Kennedy, Richard Stannard e Matt Rowe seria excluído de Forever.

Entre as faixas excluídas está uma canção intitulada "W.O.M.A.N.", Ainda em dezembro de 1999, parecia que o grupo tinha a intenção de incluí-lo em seu próximo álbum, como elas realizaram em sua turnê de Natal, na Spiceworld. A música foi pensada para ser muito na veia de Spiceworld e, finalmente, é por isso que não foi incluído. Em uma entrevista com o biógrafo David Sinclair, Stannard relata sua decepção com a omissão de "MULHER": "Eu pensei que a música era realmente interessante liricamente, porque estava fazendo a progressão de meninas para mulheres, o que era algo que Matt e eu pensávamos, que era o que elas precisavam, de algo para sugerir que ainda eram o mesmo grupo de amigas, mas elas estavam ganhando mais maturidade."[5]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic (45/100)[6]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 2 de 5 estrelas.[7]
Amazon (negativo)[8]
Billboard (positivo)[9]
CDNOW (positivo)[2]
Entertainment.ie 2 de 5 estrelas.[10]
Entertainment Weekly (C)[11]
Rolling Stone 2.5 de 5 estrelas.[12]
Sonic Net (misto)[2]
Sputnikmusic 3.5 de 5 estrelas.[13]

Após a seu lançamento, o álbum recebeu críticas mistas a negativas da maioria dos críticos de música, com base em uma pontuação agregada de 45/100 de Metacritic.[6] Stephen Thomas Erlewine, editor da AllMusic, classificou dois doe cinco estrelas e disse: "Claro, elas fazem todos os movimentos certos, contratando o produtor de super-estrela Rodney Jerkins, para controlar a maioria das partes e tentar parecer maduras, mas isso resulta em um disco que é curiosamente auto-consciente e plano."[7] Erlewine concluiu:"Forever mostra como as meninas percebeeram que esse é o seu álbum final, e elas colocaram em apenas o suficiente esforço para torná-lo palatável, mas não o suficiente para torná-lo apetitoso.[7] A revisão de Billboard foi positiva, observando: "O disco transborda com batidas de funk oportunas e o tipo de canções bem-crafted que são feitos de No.1 batidas."[9] Courtney Kemp do Amazon deu ao disco a ctegoria negativa, julgando isso "A estratégia da Forever é um pouco diferente dos outros dois álbuns anteriores e este álbum poderia decepcionar seus antigos fãs e alienar os novos".[8] Uma crítica do CDNOW, foi positiva, sentindo que Forever é "um suflê espumoso de um álbum pesado Sobre os groovy, dance, beats e go-girl goodwill, luz sobre profundidade."[2] Andrew Lynch do Entertainment.ie, deu ao álbum uma classificação de três e meia-estrelas (de cinco) e comentou:" A produção é tão liso Como sempre, mas uma parte enorme desse velho entusiasmo do Poder da Menina parece ter drenado e caído - e com ele a maior parte da diversão que costumava resgatar sua pegajosidade fundamental. Uma péssima nota de rodapé para um fenômeno pop verdadeiramente notável."[10]

James Hunter, da Rolling Stone, deu uma crítica mista, escrevendo: "Forever provavelmente provocará uma reação em algum lugar no meio, com uma exceção, é apenas OK."[12] David Browne do Entertainment Weekly, deu ao álbum uma classificação "C", Resumindo: "Todo clichê de gênero, desde as harmonias homogeneizadas a instrumentos de cordas delicadamente arrancados, até interjeições de rapper masculino, está firmemente no lugar. A música é tão de bom gosto, contendo uma linha de montagem proficiente que faz singles como Say You'll Be There, Há um som como o mais punk rock."[11] A revisão da Sonic Net, julgou:"Sim, este é o seu álbum mais "maduro", aquele onde o combo efervescente, fez o que poderia ser contado para o suficiente hooky, com insinuações para excitar meninas pré-adolescentes e jovens sujos, aspirantes a aspirar a algum tipo de relevância pop mais duradouro. Que se traduz em baladas e uma dose enorme de R&B-lite. Tudo parece muito profissional, embora apenas um fã hardcore pode negar que a flor é definitivamente Off the rose".[2] Uma revisão positiva veio da Sputnikmusic, opinando:" Com Forever as Spice Girls mostrou que cada ato pop tem sua vida útil. Eles soam um pouco cansado e seus corações não estavam no álbum. Forever também mostra o que poderia ter sido se elas realmente deram o tudo de si e fez um álbum que era verdadeiramente elas. As cinco boas músicas de Forever podem segurar o álbum, mas não completamente."[13]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Spice Girls performando "Holler" em Cologne, Alemanha.

Forever vendeu 4 milhões de cópias em todo o mundo tornando-se um álbum de enorme sucesso, mas as vendas cairam significativamente em comparação com seus dois primeiros álbuns. O álbum alcançou o número 2 no Reino Unido e passou um total de oito semanas nos charts.[14] Foi certificado Platina lá pelas vendas superiores a mais de 300.000 cópias lá.[15] Na Austrália, atingiu o pico no número nove,[16] e foi certificado de ouro lá. O álbum alcançou o número dez na Áustria,[17] e também foi certificado de ouro lá. No Canadá, chegou ao número seis,[18] e foi certificado platina dupla lá, tornando-se a mais alta certificação para Forever. O álbum também atingiu o sexto lugar na Alemanha,[19] mas foi certificado de ouro lá. Na Irlanda, atingiu um pico no número 25.[20] O álbum alcançou o número quinze nas paradas da Nova Zelândia,[21] ele foi certificado Ouro lá. Na Suíça, chegou ao número onze,[22] e foi certificado Platina. Nos Estados Unidos, o álbum alcançou sucesso altamente moderado, só atingiu o número 39, vendendo 207.000 cópias.[23]

Singles[editar | editar código-fonte]

"Holler" e "Let Love Lead the Way", foram escolhidos para servir como o singles principais de Forever. Lançado como um single de dupla A-side, eles apareceu no número um no UK Singles Chart e se tornou o número um das Spice Girls mais um número um do grupo, no Reino Unido. Ele também atingiu o pico entre os 10 melhores em nove outros países. Nos Estados Unidos, não conseguiu ganhar muito sucesso e não figurava no Billboard Hot 100.

"Goodbye", lançado dois anos antes como um single em 1998, foi incluído no álbum como a décima primeira faixa. "Goodbye" atingiu o pico no número um no UK Singles Chart e às onze no Billboard Hot 100. Os singles promocionais para "Tell Me Why" e "If You Wanna Have Some Fun", foram lançados em novembro de 2000 e início de 2001,[24] No entanto, esses singles nunca foram lançados comercialmente. Um vídeo de montagem promocional foi lançado para "If You Wanna Have Some Fun" em novembro de 2000.[25]

Promoção[editar | editar código-fonte]

As garotas performaram "Holler" e "Let Love Lead the Way" na edição de 2000 do MTV Europe Music Awards, Top of the Pops, o National Lottery e CD:UK.

Durante a promoção do álbum, Melanie Brown promoveu Forever e seu álbum solo Hot, no Reino Unido e Japão, enquanto Melanie C estava no meio de sua turnê européia.

Emma Bunton e Victoria Beckham, promoveram Forever nos Estados Unidos e apareceram no Showbiz Today, no The Daily Show, no Entertainment Tonight e no VH1 Vogue Fashion Awards.[26] A aparição de Bunton e Beckham no VH1 Vogue Fashion Awards foi usada no filme Zoolander.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "Holler"  
  • Jerkins
  • Daniels[a]
4:15
2. "Tell Me Why"  
  • Jerkins
  • Jerkins III
  • Daniels
  • Mischke Butle
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Jerkins
  • Daniels[a]
4:13
3. "Let Love Lead the Way"  
  • Jerkins
  • Daniels
  • Jerkins III
  • Harvey Mason Jr
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Chisholm
  • Mason Jr
  • Jerkins
  • Daniels
4:57
4. "Right Back at Ya"  
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Chisholm
  • Eliot Kennedy
  • Tim Lever
  • Fred Jerkins III
  • Daniels
  • Kennedy[a]
  • Sue Drake[a]
4:09
5. "Get Down with Me"  
  • Jerkins
  • Daniels
  • Jerkins III
  • Robert Smith
  • Butle
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Jerkins
  • Smith
  • Daniels[a]
3:45
6. "Wasting My Time"  
  • Jerkins III
  • Daniels
  • Brown
  • Bunton
  • Chisholm
  • Uncle Freddie
  • Daniels
4:13
7. "Weekend Love"  
  • Jerkins
  • Jerkins III
  • Daniels
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Chisholm
  • Jerkins
  • Daniels[a]
4:04
8. "Time Goes By"  
  • Jerkins III
  • Jerkins
  • Daniels
  • Butle
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Jerkins
  • Uncle Freddie
  • Daniels
4:51
9. "If You Wanna Have Some Fun"  
  • James Harris III
  • Terry Lewis
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Chisholm
Jimmy Jam and Terry Lewis 5:25
10. "Oxygen"  
  • Harris III
  • Lewis
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Chisholm
Jimmy Jam and Terry Lewis 4:55
11. "Goodbye"  
  • Beckham
  • Brown
  • Bunton
  • Chisholm
  • Richard Stannard
  • Matt Rowe
  • Stannard
  • Rowe
4:35
Duração total:
48:28

Singles[editar | editar código-fonte]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. David Browne (6 de novembro de 2000). «Forever (Spice Girls) - News - EW». Entertainment Weekly. Consultado em 10 de março de 2011 
  2. a b c d e «Critic Reviews for Forever at Metacritic». Metacritic. 7 de novembro de 2000. Consultado em 25 de abril de 2011 
  3. resultpage=1&table=SEARCH_RESULTS&action=&title=&artist=spice%20girls&format=&debutLP=&category=&sex=&releaseDate=&requestNo=&type=&level=&label=&company=&certificationDate=&awardDescription=&catalogNo=&aSex=&rec_id=&charField=&gold=&platinum=&multiPlat=&level2=&certDate=&album=&id=&after=&before=&startMonth=1&endMonth=1&startYear=1958&endYear=2010&sort=Artist&perPage=25 US RIAA Spice Girls' certifications]
  4. Griffe David and Victoria Beckham: Carreira com as Spice Girls (Portugues). Perfumes - A Moda Invisível. [S.l.: s.n.] Consultado em 5 de janeiro de 2014 
  5. «Spice Girls Revisited». google.com.br 
  6. a b Forever (2000): Reviews. Metacritic. Retrieved on 2011-04-25.
  7. a b c Erlewine, Stephen (7 de novembro de 2000). «Forever - Spice Girls - Review». AllMusic. Consultado em 25 de abril de 2011 
  8. a b Kemp, Courtney (7 de novembro de 2000). «Amazon.com: Forever - Spice Girls - Review». Amazon.com. Consultado em 25 de abril de 2011 
  9. a b «Forever - Spice Girls - Billboard Review». Billboard. 7 de novembro de 2000. Consultado em 25 de abril de 2011 
  10. a b Andrew Lynch (11 de novembro de 2000). «Spice Girls - Forever. Review by Andrew Lynch». Billboard. Consultado em 25 de abril de 2011 
  11. a b David Browne (6 de novembro de 2000). «Forever (Spice Girls) - News - EW». Entertainment Weekly. Consultado em 10 de março de 2011 
  12. a b James Hunter (21 de novembro de 2000). «Forever by Spice Girls - Rolling Stone». Rolling Stone. Consultado em 25 de abril de 2011 
  13. a b «Spice Girls - Forever (album review) #128; Sputnikmusic». Sputnikmusic. 26 de outubro de 2006. Consultado em 4 de março de 2012 
  14. «Chart Stats - Spice Girls - Forever». The Official Charts Company. 5 de fevereiro de 2000. Consultado em 13 de julho de 2009. Cópia arquivada em 5 de maio de 2015 
  15. «Certified Awards». bpi.co.uk. Arquivado do original em 15 de março de 2015 
  16. a b «Australian Albums Chart». Australian Recording Industry Association. 18 de julho de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  17. a b «Austrian Albums Chart». Austrian Charts. 4 de abril de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  18. a b «Spice Girls > Charts & Awards > Billboard Albums». RPM. Consultado em 31 de janeiro de 2011 
  19. a b «Chartverfolgung / Spice,Girls / Longplay». musicline.de. Consultado em 3 de agosto de 2011 
  20. a b «Irish Albums Chart». Irish Albums Chart. 30 de maio de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  21. a b «New Zealand Albums Chart». Recording Industry Association of New Zealand. 30 de maio de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  22. a b «Swiss Albums Chart». Swiss Charts. 28 de março de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  23. a b «Billboard charts». Allmusic. Rovi Corporation. 20 de janeiro de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  24. Spice Girls – If You Wanna Have Some Fun (Compact disc). Virgin Records. 2001. LC03098 
  25. Spice Girls – If You Wanna Have Some Fun (PAL) (VHS Tape). Tele Cine. 15 de novembro de 2000. Em cena em 4:00 
  26. «Victoria Beckham's Jon Stewart Interview Is Squirm-Inducing (VIDEO)». The Huffington Post 
  27. «Belgian Flemish Albums Chart». Ultratop. Hung Medien. 31 de julho de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  28. «Belgian Walloon Albums Chart». Ultratop. Hung Medien. 7 de agosto de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  29. «French Albums Chart». Syndicat National de l'Édition Phonographique. 1 de janeiro de 2000. Consultado em 13 de julho de 2009 
  30. «Official Scottish Albums Chart Top 100». officialcharts.com 
  31. «Finnish Albums Chart». Finnish Charts. 2000. Consultado em 13 de julho de 2009 
  32. Italiancharts.com (30 de outubro de 2003). «Italian Albums Chart». Consultado em 25 de julho de 2010 
  33. «Norwegian Albums Chart». VG-lista. 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  34. «Dutch Albums Chart». MegaCharts. 13 de março de 1999. Consultado em 13 de julho de 2009 
  35. a b «Chart Stats - Spice Girls - Forever». The Official Charts Company. Consultado em 13 de julho de 2009. Arquivado do original em 5 de maio de 2015 
  36. «Swedish Albums Chart». Sverigetopplistan. 29 de janeiro de 2000. Consultado em 13 de julho de 2009 
  37. «ARIA Charts - End of Year Charts - Top 100 Albums 2000». ARIA. Consultado em 7 de agosto de 2014. Arquivado do original em 28 de maio de 2011 
  38. «Gold-/Platin-Datenbank ('Forever')» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 16 de abril de 2010. Cópia arquivada em 23 de novembro de 2012 
  39. «ARIA Chart Report > Week Commencing 1st January 2001» (pdf). Australian Recording Industry Association. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  40. «IFPI Austria» (em (em alemão)). Ifpi.at. Consultado em 31 de julho de 2011. Cópia arquivada em 26 de setembro de 2012 
  41. Belgian Certifications
  42. «Certificados — Spice Girls» (em Portuguese). Associação Brasileira dos Produtores de Discos. Consultado em 28 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2012 
  43. «CRIA». Cria.ca. Consultado em 31 de julho de 2011. Cópia arquivada em 26 de setembro de 2012 
  44. «Spanish Gold & Platinum Certification Database». Spanish Videographic and Phonographic Association. Consultado em 4 de setembro de 2009. Arquivado do original em 11 de dezembro de 2005 
  45. «December 17th, 2000». RIANZ. Consultado em 31 de julho de 2011. Cópia arquivada em 31 de julho de 2012 
  46. «NVPI: Goud/Platina». NVPI. Consultado em 28 de novembro de 2011 
  47. «BPI: Certified Awards Search». BPI. Consultado em 28 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2012 
  48. Jones, Alan. «X Factor acts dominate charts». Music Week. Consultado em 27 de março de 2012. Cópia arquivada em 26 de setembro de 2012 
  49. Steffen Hung. «IFPI Switzerland». Swisscharts.com. Consultado em 31 de julho de 2011. Cópia arquivada em 26 de setembro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Spice Girls é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.