Fright Night (2011)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fright Night
Noite de Medo (PT)
A Hora do Espanto (BR)
 Estados Unidos
2011 •  cor •  120 min 
Direção Craig Gillespie
Roteiro Marti Noxon
História Tom Holland
Elenco Anton Yelchin
Colin Farrell
Toni Collette
Imogen Poots
David Tennant
Christopher Mintz-Plasse
Sandra Vergara
Género terror
Lançamento Reino Unido 14 de agosto de 2011
Estados Unidos 19 de agosto de 2011
Portugal 8 de setembro de 2011
Brasil 7 de outubro de 2011[1]
Idioma inglês
Cronologia
Fright Night II (1988)
Fright Night 2: New Blood (2013)
Site oficial

Fright Night (Noite de Medo (título em Portugal) ou A Hora do Espanto (título no Brasil)) é um filme de terror estadunidense de 2011, remake do sucesso Fright Night de 1985. A classificação pedida para distribuição do filme no Brasil foi "Livre", porém recebeu o selo "10 anos".[2] Mais tarde foi reclassificado com o selo "14 anos", destacando a violência do filme.[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Charley Brewster é um adolescente que vive em um subúrbio de Las Vegas, Nevada, que descobre que um novo vizinho se mudou na porta ao lado. O melhor amigo de Charley, Edward "Evil Ed" Lee, informa que muitos estudantes desapareceram, incluindo seu outro amigo de infância, Adam Johnson. Quando Charley vai para casa depois da escola, sua mãe, Jane, o apresenta a Jerry Dandrige, seu novo vizinho. Irritado com Ed depois que ele alega que Jerry é um vampiro, Charley diz que ele é louco e que ele não quer mais ser amigo. Em seu caminho para casa, Ed é confrontado por Jerry, que afirma que ele tem assistido Ed e tem consciência de Ed assistindo ele. Jerry logo persegue Ed até uma piscina próxima e convence-o a acreditar que sua vida seria muito melhor se ele fosse um vampiro. Ed sucumbe e de bom grado permite Jerry para mordê-lo. No dia seguinte, Charley percebe que Ed está desaparecido e decide investigar, começando a acreditar nas afirmações de Ed quando descobre gravações de objetos em movimento por conta própria, com a voz de Ed revelando que está gravando Jerry para provar que seu reflexo não aparece nas gravações. Quando Jerry começa a atacar mais pessoas em todo o bairro, Charley entra furtivamente na casa de Jerry e descobre que ele mantém suas vítimas em salas secretas. Charley vai para o mago de Las Vegas Peter Vincent, um suposto especialista em vampiros. Peter, no entanto, não levá-lo a sério e chuta-lo.

Jerry chega à casa de Charley e ateia fogo à ela para tentar entrar. Charley, Jane, e sua namorada, Amy Peterson, fogem pelo deserto em sua minivan. Jerry alcança eles e arma uma emboscada para parar a minivan. Ele tenta matar Charley, mas é ferido por Jane com uma estaca de placa de imóveis. Jane desmaia e é internada em um hospital, onde Charley é convocado por Peter. Ao chegar na cobertura de Peter Ed aparece. Agora, Ed foi totalmente transformado em um vampiro e ele auxilia Jerry para atacar Charley, Amy e Peter. Enquanto lutam, Ed deixa toda sua raiva para fora em seu oponente e Charley relutantemente mata Ed. Enquanto isso, Amy machuca Jerry com água benta. Eles então correm para um clube, onde eles se separam na multidão. Amy é beijada, mordida e possuída por Jerry, que procede a tomá-la.

Peter se recusa a ajudar Charley e revela que ambos os seus pais foram mortos por um vampiro (mais tarde revelou ser Jerry mesmo). Ele, no entanto, dá Charley uma estaca abençoada por São Miguel que vai matar Jerry e transformar todas as suas vítimas de volta em seres humanos. Charley vai para a casa de Jerry, onde Peter decide se juntar a ele, afinal.

Eles são levados para o porão de Jerry, onde são atacados por muitas das vítimas de Jerry, incluindo Amy. Charley confronta Amy e ela explica como eles podem ser um com o outro para sempre. Assim que ela está prestes a morder Charley, ele a apunhala, abaixo do coração e depois escapa. Enquanto isso, Peter é emboscado por Jerry e muitas de suas vítimas. Peter é capaz de matar alguns antes que sua arma seja contraproducente. Charley retorna ao porão só para ver Peter sendo comido pelos vampiros restantes. Ele decide atirar no teto para criar buracos no telhado, a partir do qual a luz do sol brilha e mata-los. O remendo da luz solar protege Charley e Peter dos vampiros que não foram destruídos. Jerry aparece, explicando que a busca de Charley está de fato terminada. Charley, tendo-se equipado em um terno retardador de chama, tem Peter acendê-lo no fogo e aborda Jerry apenas como Amy está alimentando fora dele. Uma luta entre os dois segue enquanto os outros vampiros assistem. Peter o auxilia atirando em outro buraco no chão acima para permitir a entrada de luz solar. Isso queima Jerry, e Peter atira para Charley a estaca que ele deixou cair.

Charley apunhala rapidamente Jerry no coração, matando-o e devolvendo suas vítimas à sua forma humana. Depois, a mãe de Charley se recupera do hospital e vai comprar uma casa nova, enquanto Charley e Amy fazem sexo na cobertura de Peter.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Fright Night teve recepção geralmente favorável por parte da crítica especializada. Em base de 30 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 64% no Metacritic.[4] Roger Ebert elogiou a comédia, a direção, a inspiração para refilmagem e o uso de imagens geradas por computador no filme, mas não recomendou a versão do filme 3D por ter "muitas cenas noturnas e interiores mal iluminados."[5]

Dublagem Brasileira[editar | editar código-fonte]

Diferenças com o filme original[editar | editar código-fonte]

  • A mãe de Charley Brewster, Judy, tem uma maior e mais importante participação na história enquanto que na primeira versão (interpretada por Dorothy Fielding) tinha uma presença apenas discreta.
  • No primeiro filme, Peter Vincent - interpretado por Roddy McDowall - é um veterano ator de fimes de terror (o nome faz uma alusão a dois ícones do gênero: os britânicos Peter Cushing e Vincent Price) enquanto na nova versão é um mágico ilusionista.
  • Na nova versão, Peter Vincent tem uma namorada (interpretada por Sandra Vergara), enquanto que na versão original é um homem solitário.
  • No primeiro filme, o personagem "Evil" Ed Thompson (interpretado por Stephen Geoffreys) é um freak (estranho, incomum em inglês). Na nova versão, o seu nome foi mudado para Ed Lee e, ao invés de um freak, é um nerd. A semelhança é que ambos sofrem com o bullying na escola.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Indicações[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos Fangoria Chainsaw Awards

  • Melhor Filme - Lançamento Mundial: 2012[6]

Estados Unidos IGN Awards

Notas[editar | editar código-fonte]

  • O intérprete de Jerry Dandridge no filme original, Chris Sarandon, faz uma rápida participação na nova versão, como o motorista "Jay Dee" (referência às iniciais de Jerry Dandrige.
  • O filme será exibido em Real D, uma versão de filmagem em 3D.
  • O filme teve locações no Novo México.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. A Hora do Espanto (Fright Night)
  2. «DOU 02/06/2011 - Pág. 111 - Seção 1 - Diário Oficial da União». Diário Oficial da União. Justiça do Brasil. 2 de junho de 2011. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  3. «Página 53• Seção 1• 27/09/2011• DOU». Diário Oficial da União. Justiça do Brasil. 27 de setembro de 2011. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  4. «Fright Night» (em inglês). Metacritic. Consultado em 26 de julho de 2014 
  5. Roger Ebert. «Fright Night» (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  6. 2012 Fangoria Chainsaw Awards
  7. IGN Best of 2011 - Horror Movie

Ligações externas[editar | editar código-fonte]