Furacão Rita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Furacão Rita (desambiguação).
Furacão Rita
Categoria 5 (EFSS)
O furacão Rita no Golfo do México em 21 de Setembro de 2005
Formação 17 de Setembro de 2005
Dissipação 26 de Setembro de 2005
Vento mais forte (1 min) 155 nós (287 km/h, 178 mph)
Pressão mais baixa 895 hPa (mbar) ou 671 mmHg
Danos $11,3 bilhões de dólares (valores em 2005)
Inflação $11,94 bilhões de dólares (valores em 2007)
Fatalidades 7 diretas, 113 indiretas
Áreas afetadas Bahamas, Cuba, México (Península de Iucatã) e Estados Unidos (Flórida, Luisiana, Texas, Mississippi e Arkansas)
Parte da
Temporada de furacões no Atlântico de 2005

O Furacão Rita fez parte da temporada de furacões do Atlântico Norte em 2005. Foi a décima sétima tormenta, nono furacão, quinto maior furacão e o segundo furacão de categoria 5 na temporada. O furacão impactou o Estado da Florida, nos Estados Unidos, Cuba, e em 21 de setembro de 2005 se converteu num furacão de categoria 5 e passou a ameaçar Texas e Louisiana. Tocou na terra em no dia 24 de setembro, entre Texas e Louisiana. Ventos alcançaram 285 km/h.

Desde 1953 (quando iniciou o sistema de nomeação de furacões), o único furacão que tinha começado até agora com a letra 'R' era o furacão Roxanne em 1995.

Ícone de esboço Este artigo sobre ciclones tropicais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.