Imperador Keikō

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Imperador Keikō
Imperador Keikō
Imperador de Flag of Japan.svg Japão
Período 71 até 130 (59 anos)
Antecessor(a) Imperador Suinin
Sucessor(a) Imperador Seimu
Dados pessoais
Nascimento 27
Morte 130 (103 anos)
linkWP:PPO#Japão

Imperador Keikō (景行天皇, Keikō-tennō?) [1] foi o 12.º Imperador do Japão, na lista tradicional de sucessão.[2]

Segundo o Nihonshoki, Keikō foi o terceiro filho do Imperador Suinin com Hibaso-hime no Mikoto filha do Príncipe Michi no Ushi de Tamba [3]. Antes da sua ascensão ao trono, seu nome era Oho Tarasihiko Osiwake no Mikoto[3].

O Gukanshō, o Livro do Monje Jien, afirma que quando tornou-se tennō em 71 d.C. com a idade de 44 anos, governou a partir do Palácio Ichiro no Mya em Makimuku na Província de Yamato [4].

No Kojiki , afirma que Keikō enviou o seu filho Yamato Takeru para Kyushu para conquistar as tribos locais, já no Nihonshoki o próprio Keiko teria dirigido a expedição e vencido as batalhas contra as tribos locais. De acordo com ambas as fontes, após isso enviou Yamato Takeru para a Província de Izumo e para as províncias orientais para conquistar a área e espalhar o seu território [3].

De acordo com as fontes tradicionais, Yamato Takeru morreu no ano 43 do reinado do Imperador Keiko (114 d.C.) [3]. Os bens do príncipe foram reunidos junto com a Espada Kusanagi que ele usava quando morreu em um santuário em sua casa. Algum tempo depois, essas relíquias e a espada sagrada foram transferidos para o Santuário de Atsuta [5].

O nome Keikō foi lhe dado postumamente e é característico do budismo chinês, o que sugere que o nome deve ter sido oficializado séculos após sua morte, possivelmente no momento em que as lendas sobre as origens da Dinastia Yamato foram compiladas como as crônicas conhecidas hoje como o Kojiki [6].

O lugar de seu túmulo imperial ( misasagi ) é desconhecido. O Imperador Suininé tradicionalmente venerado num memorial no santuário xintoísta de Nara [1] . A Agência da Casa Imperial designa este local como seu mausoléu que é chamado Yamanobe no michino e no Misasagi [7]

Não há datas concretas que podem ser atribuídas a vida deste imperador ou reinado, mas é convencionalmente considerado que Keikō reinou de 71 a 130.


Precedido por
Suinin
Japanese Imperial Seal.svg -- 12.º Imperador do Japão
71 - 130
Sucedido por
Seimu


Referências

  1. a b Agência da Casa Imperial: Keikō-tennō (12) (em japonês)
  2. Titsingh, "Keiko" em Annales des empereurs du japon (em francês) Paris: Royal Asiatic Society, Oriental Translation Fund of Great Britain and Ireland. p. 11 OCLC 5850691
  3. a b c d William George Aston "Nihongi: Chronicles of Japan from the Earliest Times to A.D. 697" (em inglês) Cosimo, Inc., 2008 pp. 188-214 ISBN 9781605201443
  4. Delmer M. Brown e Ichirō Ishida, "Gukanshō: The Future and the Past" (em inglês) Berkeley: University of California Press 1979 p. 254 ISBN 9780520034600
  5. Richard Ponsonby-Fane "Studies in Shintō and Shrines" (em inglês). 1962 Kyoto:. Ponsonby Memorial Society pp. 437 (OCLC 3994492)
  6. Basil Hall Chamberlain "Kojiki: The Creation Story from a Japanese Religion" (em inglês) T G S, 2006 ISBN 9781610332286
  7. Jonathan Edward Kidde "Himiko and Japan's Elusive Chiefdom of Yamatai: Archaeology, History and Mythology" (em inglês) University of Hawaii Press, 2007 pp. 102 ISBN 9780824830359

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.