Jacques Santini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jacques Santini
Informações pessoais
Nome completo Jacques Santini
Data de nasc. 25 de abril de 1952 (61 anos)
Local de nasc. Delle, França
Informações profissionais
Posição Treinador
Clubes de juventude
19641969 França Fesches-le-Châtel
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1969–1981
1981–1983
1983–1985
França Saint-Étienne
França Montpellier
França Lisieux


Times que treinou
1983–1985
1985–1989
1989–1992
1992–1994
1994–1995
2000–2002
2002–2004
2004
2005–2006
2010-2011
França Lisieux
França Toulouse
França Lille
França Saint-Étienne
França Sochaux
França Lyon
Bandeira da França França
Inglaterra Tottenham Hotspur
França Auxerre
França Lens (assistente)

Jacques Santini (Delle, 25 de abril de 1952) é um ex-futebolista francês e atualmente treinador.

Durante a década de 1970, Santini defendeu o Saint-Étienne, onde foi pentacampeão nacional e, vice-campeão da Copa dos Campeões de 1976. Após se aposentar, virou treinador. Foi um dos responsáveis da transformação do Lyon no principal clube francês no século XXI. Após o bom desempenho, virou treinador da seleção francesa, sendo campeão da Copa das Confederações, mas fracassando na Eurocopa 2004.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Santini é considerado um dos maiores treinadores da história da França. Juntamente com Jean-Michel Aulas e Bernard Lacombe, esteve envolvido na transformação do Lyon no principal clube francês no século XXI. De 1997 a 2000, foi diretor esportivo do clube, ajudando a estabelecer a base heptacampeã. Em 2000, assumiu como treinador do clube, ganhando a Copa da Liga em 2001 e o inédito Campeonato Francês em 2002.

Após seu desempenho no Lyon, Santini substituiu Roger Lemerre no comando da Les Bleus, em 2002.[1] Renunciou a posição de treinador durante a Eurocopa de 2004, após, surpreendentemente, a França perder para a Grécia, nas quartas de final.[2] [3]

Santini assumiu o cargo de treinador do clube inglês Tottenham Hotspur, após a Eurocopa.[4] Após apenas treze partidas, ele anunciou sua renúncia.[5] Oficialmente, Santini disse que saiu da Inglaterra devido a problemas pessoais, mas foi amplamente relatado que uma série de desentendimentos com o então dirctor esportivo Frank Arnesen levaram à sua saída.[6] Em 2005, ele disse que saiu porque os acordos com o clube foram quebrados, mas ele admitiu que "cavou sua própria sepultura".[7]

Em 2005, foi contratado pelo Auxerre, da Ligue 1,[8] mas foi despedido em 2006, devido ao fracasso do clube para se classificarem para competições europeias.[9]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como Jogador[editar | editar código-fonte]

Saint-Étienne

Como Treinador[editar | editar código-fonte]

Lyon
França

Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]