Julia Gillard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Julia Gillard
Julia Gillard
27ª Primeira-ministra da  Austrália
Período 24 de junho de 2010 - 26 de junho de 2013
Antecessor(a) Kevin Rudd
Sucessor(a) Kevin Rudd
Dados pessoais
Nascimento 29 de setembro de 1961 (57 anos)
Barry, Vale of Glamorgan, País de Gales
Reino Unido
Alma mater Universidade de Adelaide
Universidade de Melbourne
Parceiro Tim Mathieson
Partido Partido Trabalhista
Profissão Política
Assinatura Assinatura de Julia Gillard

Julia Eileen Gillard (Barry, Reino Unido, 29 de setembro de 1961) é uma política australiana, que se tornou notória por ser a primeira mulher a ocupar o cargo de primeira-ministra de seu país (2010-2013).[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Assumiu o cargo em 24 de junho de 2010 depois de uma disputa pela liderança do Partido Trabalhista.

Dos primeiros ministros da Austrália, Gillard é a primeira mulher, a primeira nascida fora da Austrália (politicamente, não pode considerar-se Estrangeiro, quando é originária de um mesmo conjunto de países com o mesmo Chefe-de-Estado), desde Billy Hughes e a primeira solteira.

Licenciou-se em Letras e Direito em 1986 e tornou-se advogada com a sociedade Slater & Gordon, em Werribee, na área dos Direitos de Autor, sendo admitida aos 29 anos como sócia.

Iniciou-se na política no segundo ano da Universidade de Adelaide onde se juntou à Associação Trabalhista e se envolveu numa campanha contra os cortes orçamentais na educação.

Em 1983 tornou-se a segunda mulher a liderar a Associação de Estudantes Australianos.

Em 1998 foi eleita deputada pelo círculo de Lalor, e entre 2001 e 2003 foi "Ministra Sombra" para a população e imigração e em 2003 acumulou também a pasta da reconciliação e assuntos dos indígenas.

Em 2007, concorreu como vice-primeira ministra na chapa do trabalhista Kevin Rudd.[2] Três anos mais tarde, foi a primeira mulher eleita premiê de seu país.[3] Em meados de 2013, com a popularidade em declínio, submeteu sua liderança a uma votação dentro do próprio partido e acabou perdendo. Ela oficialmente renunciou ao cargo em 26 de junho.[4] O cargo então passou para o seu antecessor, Kevin Rudd.[5]

Honras[editar | editar código-fonte]

  • Doctor of the University, honoris causa da Victoria University  Austrália (2014)[6]

Referências

  1. "Julia Gillard: from the Welsh mines to the summit of Australian politics". Página acessada em 27 de junho de 2013.
  2. Marriner, Cosima. «Gillard reveals: it was the go-girl factor». The Sydney Morning Herald. Fairfax. Consultado em 24 de junho de 2010. 
  3. "Julia Gillard tells of 'privilege' of being first female PM". Página acessada em 27 de junho de 2013.
  4. "Premiê da Austrália perde votação interna do partido e deve renunciar". Página acessada em 27 de junho de 2013.
  5. "Após disputa interna trabalhista, Rudd é o novo premiê da Austrália". Página acessada em 27 de junho de 2013.
  6. Victoria University (14 de Maio de 2014). «High profile women awarded honorary degrees». Consultado em 4 de Maio de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.