Kingu Kongu tai Gojira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Kingukongu tai Gojira)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, cinema e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Kingu Kongu tai Gojira
キングコング対ゴジラ
King Kong vs. Godzilla[1] (BR)
 Japão
1962 •  cor •  97 min 
Direção Ishirō Honda
Produção Tomoyuki Tanaka
Elenco Tadao Takashima
Kenji Sahara
Yu Fujiki
Ichirō Arishima
Mie Hama
Shoichi Hirose
Haruo Nakajima
Música Akira Ifukube
Cinematografia Hajime Koizumi
Companhia(s) produtora(s) Toho
Lançamento Japão:
11 de agosto de 1962
Estados Unidos:
17 de junho de 1963
Página no IMDb (em inglês)

Kingu Kongu tai Gojira (em japonês: キングコング対ゴジラ; no Brasil: King Kong vs. Godzilla) é um filme de 1962 dirigido por Ishiro Honda e Eiji Tsuburaya (efeitos especiais). É o contrário do estilo dos efeitos do filme de 1933 King Kong, este filme mostra um homem manipulando o boneco de vestir do King Kong em vez de animação stop-motion. É o primeiro filme colorido do Godzilla.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Sr. Tako, o engraçado presidente da Farmacêuticos Pacific, chama seus asseclas Sakurai e Kinsaburo para viajar para a Faro Island capturar o gigantesco gorila King Kong e levá-lo pro Japão, na tentativa de melhorar os comerciais. Enquanto isso, Godzilla se liberta do iceberg e ataca uma base militar japonesa, o que deixa Tako com muita raiva.

Enquanto isso, na Faro Island, o polvo gigante Oodaka ameaça a vida dos aldeões mas é impedido pelo poderoso Kong com a ajuda de Sakurai e Kinsaburo. Depois, Kong toma uma bebida e adormece. Sakurai e Kinsaburo levam Kong para o navio e seguem para o Japão. Voltando à Farmacêuticos Pacific, Tako pula de felicidade por Kong atacar outra base militar japonesa em vez de Godzilla. Tako sai para se encontar com seus homens Sakurai e Kinsaburo.

No navio, Tako vê com alegria o Kong, mas aí o gigante gorila atingido por um raio acorda e ataca a todos e vai ao Japão aterrorizando a vida dos japoneses.

Na floresta King Kong encontra o Godzilla e começam várias lutas até os dois monstros cairem no mar. Kong sobrevive, mas ninguém sabe o que houve com Godzilla. Finalmente, Kong volta para sua Faro Island.

Versão ocidental[editar | editar código-fonte]

Quase todas as cenas cômicas do filme foram excluídas da versão ocidental lançada pela Universal International. O produtor John Beck cortou cenas do original japonês e no lugar delas adicionou filmagens com atores americanos interpretando repórteres comentando sobre a ação. Até a música de Akira Ifukube deu lugar à trilha de filmes da Universal.[carece de fontes?]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. «King Kong vs. Godzilla». Brasil: CinePlayers. Consultado em 16 de outubro de 2018. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme japonês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.