Godzilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: ""Gojira"" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Gojira (desambiguação).
Godzilla
Personagem ficcional de Godzilla (série de filmes)
Versão do Godzilla em 1984
Criado(a) por
Interpretado(a) por
Descrição ficcional
Nome original Gojira
Outro(s) nome(s) The King of the Monsters[3]
Espécie Réptil anfíbio pré-histórico [8]
Especialidade(s) Luta corpo a corpo com kaijus de grande porte
Poder(es)
  • Respiração subaquática
  • Regeneração super rapida
  • Imunidade Radioativa
  • Super Força
  • Halito Atômico / Baforada de um feixe radioativo polarizado de alta energia atômica
  • Lança raios pelos olhos (Poder não do Japonês)
  • Imunidade bélica
  • Pulso atômico (eletromagnético)
  • Magnetismo
  • Precognição
  • Lança bolas de radiação ionizante
  • Mordida eletromagnética
  • Super velocidade em terra ou água
  • Sentido eletromagnético
  • Inteligência
  • Capacidade de absorver, produzir, canalizar e condensar energia nuclear
  • Bioluminescência
Características "Anfíbio reptiliano" antropomórfico radioativo — transição entre um "réptil" aquático e um terrestre
Família Minilla e Godzilla Junior (filhos adotivos) Numerosos filhotes biológicos
Amigo(s)
Inimigo(s)
Aparições
Série(s)
  • Televisão japonesa:
  • Ike! Godman (1972–1973)
  • Ike! Greenman (1973–1974)
  • Zone Fighter (1973)[9]
  • Godzilland (1992–1996)
  • Godzilla Island (1997–1998)
  • Televisão americana:
  • Godzilla (1972–1973)
  • Godzilla The Series (1973–1974)
Filme(s) Lista de filmes
Primeira aparição Gojira (1954)

Godzilla (ゴジラ Gojira?, nome original de Godzilla no Japão) ([ɡoꜜdʑiɽa] (Sobre este somescutar )) é um monstro gigante fictício — um daikaijū — que apareceu inicialmente em filmes japoneses de ficção científica e terror. Foi visto pela primeira vez em 1954 no filme Gojira, produzido pela Toho Film Company Ltd. É conhecido por sua aparência semelhante a um dinossauro, coberto com placas peculiares nas costas, capaz de disparar uma forma de fogo ou raio atômico pela boca e também por ser quase indestrutível. Até o momento, a Toho produziu 32 filmes sobre Godzilla, sendo os mais recentes Shin Godzilla de 2016, e os filmes animados, como o anime Godzilla: Planet of the Monsters. Em quase todos os filmes era interpretado por um ator fantasiado (suitmation), mas nos mais recentes passou a ser retratado por CGI. Quatro de seus filmes japoneses receberam versões americanas bastante modificadas em relação às originais, contendo cenas inéditas gravados pelos americanos além de outras alterações. Em 1998, a TriStar Pictures produziu uma versão americana situada na cidade de Nova Iorque, com o monstro redesenhado, porém esta versão não agradou a própria Toho que mais tarde a apelidou de Zilla. Em 2014, numa co-produção da Legendary Pictures e da Warner Bros. Pictures, ganhou uma nova versão americana, distribuída pela Warner Bros. Pictures em todo o mundo menos no Japão, onde foi distribuída pela própria Toho. Esta versão se provou um sucesso e garantiu duas sequências: Godzilla: King of the Monsters para 2019 e Godzilla vs. Kong para 2021. No decorrer dos anos, Godzilla também inspirou muitos outros tokusatsus que fazem sucesso no Japão e no mundo.

Criação[editar | editar código-fonte]

Godzilla é uma criação do produtor Tomoyuki Tanaka, do diretor Ishirō Honda, do mago dos efeitos Eiji Tsuburaya — que mais tarde viria a ser o pai da família Ultra — e do compositor Akira Ifukube.

Godzilla é a personificação do medo das armas nucleares. Criado por uma explosão nuclear, seu imenso tamanho, força, terror e destruição evocam a fúria das bombas atômicas lançadas em Hiroshima e Nagasaki. No decorrer da série o grande monstro se desenvolveu como um personagem com características ora de um vilão, ora de um herói, frequentemente salvando Tóquio, e posteriormente outras cidades, de invasões de outros daikaijū e de alienígenas, embora no processo ele destrua grande parte dessas cidades.

Para muitas pessoas em todo o mundo, Godzilla é um aspecto característico da cultura popular japonesa. Ele ainda é um dos monstros mais reconhecidos no mundo, apesar da sua popularidade ter enfraquecido ao longo dos anos. Godzilla remanesce como uma importante faceta dos filmes japoneses, incorporando o "kaijū", ou monstro gigante, no gênero tokusatsu, ou filme de efeitos especiais — gênero que provavelmente inaugurou com seus primeiros longa-metragens.

Nos filmes japoneses, Godzilla é retratado como algum tipo de dinossauro gigante com escamas cinzas e ásperas, um poderoso rabo e várias placas ósseas dorsais. Sua origem varia de um filme para o outro, mas é quase sempre descrito como uma criatura pré-histórica e seus primeiros ataques ao Japão têm ligações com o início da Era Atômica. Em particular, a mutação causada por radiação atômica — a fúria liberada pelo homem dividindo os átomos — é apresentada como uma explicação para seu grande tamanho e poderes estranhos. A aparência de Godzilla foi inspirada em várias espécies de répteis e dinossauros. Especificamente, apesar de seu porte ereto, tem o corpo de um tiranossauro, os longos braços de um iguanodonte, as placas ósseas dorsais de um estegossauro e a cauda de um crocodiliano.

Godzilla chegou aos EUA pela primeira vez em 1956 no filme "Godzilla, o Rei dos Monstros", uma americanização do original "Gojira" no qual novo roteiro e novas cenas, estreladas pelo ator canadense Raymond Burr como o repórter americano Steve Martin, foram acrescentados, criando-se um antecedente que seria feito anos mais tarde com duas produções da Saban Entertainment: "Power Rangers" e "Masked Rider".

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Nome[editar | editar código-fonte]

Gojira (ゴジラ?) é um amálgama das palavras japonesas "gorila" (ゴリラ gorira?), e "baleia" (鯨(クジラ) kujira?), que é adequado porque no estágio de planejamento, Godzilla foi descrito como "um cruzamento entre um gorila e uma baleia"[10] em alusão a seu tamanho, força e origem aquática.O nome de Godzilla foi escrito em ateji como Gojira (呉 爾羅), onde os kanji são usados ​​para valor fonético e não para significado. [ citação necessário ], Na forma inglesa a palavra god significa "deus" e o restante são abreviação da palavra inglesa Gorilla "gorila" formando a palavra Godzilla.

Técnica de suitmation[editar | editar código-fonte]

Todos os filmes do Godzilla até 2004, com exceção da versão americana de 1998 feita em CGI, foram gravados usando a tradicional técnica suitmation (atores usando roupas de monstros). As roupas são feitos de látex retardante de incêndio, o que evita queimaduras em seus usuários. Os dentes são feitos de madeira e resina. O ator pode ver através de buraquinhos no pescoço da roupa; na ficção, esses buraquinhos foram explicados como guelras pelas quais Godzilla respira embaixo d'água. Cabos e baterias são instalados nas roupas para a movimentação do rosto e fios de náilon são usados por manipuladores assistentes para mover o rabo. Outras técnicas também já foram utilizadas para representar os monstros, como bonecos de stop-motion, marionetes, animatrônicos e por fim CGI com captura de movimento, a mais comum nos filmes recentes.

Rugido[editar | editar código-fonte]

Os rugidos de Godzilla, sua marca registrada, foram feitos por Akira Ifukube tocando um contrabaixo com um objeto de borracha.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Internacional Título Original Título no Brasil Título em Portugal
Série Showa
1954 Godzilla ゴジラ Gojira Godzilla, O Monstro do Mar (versão americana) / Godzilla, O Rei dos Monstros! (versão americana) (DVD) / Godzilla (versão japonesa) O Monstro do Oceano Pacífico[11]
1955 Godzilla Raids Again ゴジラの逆襲 Gojira no Gyakushū O Monstro de Fogo[12] / Godzilla Contra-Ataca (Blu-ray)
1962 King Kong vs. Godzilla キングコング対ゴジラ Kingu Kongu tai Gojira King Kong Contra Godzilla / King Kong X Godzilla (DVD)
1964 Mothra vs. Godzilla モスラ対ゴジラ Mosura tai Gojira Godzilla Contra a Ilha Sagrada[13]
1964 Ghidorah, the Three-Headed Monster 三大怪獣 地球最大の決戦 San Daikaijū: Chikyū Saidai no Kessen Ghidrah, O Monstro Tricéfalo[14]
1965 Invasion of Astro-Monster 怪獣大戦争 Kaijū Daisensō A Guerra dos Monstros A Invasão dos Astro-Monstros[15]
1966 Ebirah, Horror of the Deep ゴジラ・エビラ・モスラ 南海の大決闘 Gojira, Ebira, Mosura: Nankai no Daikettō Ebirah, O Terror dos Abismos Ebirah, Horror dos Oceanos[16]
1967 Son of Godzilla 怪獣島の決戦 ゴジラの息子 Kaijū-tō no Kessen: Gojira no Musuko O Filho de Godzilla
1968 Destroy All Monsters 怪獣総進撃 Kaijū Sōshingeki O Despertar dos Monstros
1969 All Monsters Attack ゴジラ・ミニラ・ガバラ オール 怪獣大進撃 Gojira, Minira, Gabara: Ōru Kaijū Daishingeki Monstrolândia[17]
1971 Godzilla vs. Hedorah ゴジラ対ヘドラ Gojira tai Hedora Os Monstros Invadem a Terra[18]
1972 Godzilla vs. Gigan 地球攻撃命令 ゴジラ対ガイガン Chikyū Kōgeki Meirei: Gojira tai Gaigan Godzilla, O Rei dos Monstros
1973 Godzilla vs. Megalon ゴジラ対メガロ Gojira tai Megaro Monstros de Outros Espaços / Godzilla vs. Megalon (VHS) / Godzilla Enfrenta Megalon (VHS)
1974 Godzilla vs. Mechagodzilla ゴジラ対メカゴジラ Gojira tai Mekagojira A Odisseia dos Monstros A Guerra dos Monstros[19]
1975 Terror of Mechagodzilla メカゴジラの逆襲 Mekagojira no Gyakushū A Fúria dos Monstros
Série Heisei
1984 The Return of Godzilla ゴジラ Gojira Inédito no Brasil O Regresso de Godzilla[20]
1989 Godzilla vs. Biollante ゴジラVSビオランテ Gojira tai Biorante Godzilla versus Biollante[21] Godzilla Contra-Ataca
1991 Godzilla vs. King Ghidorah ゴジラVSキングギドラ Gojira tai Kingu Gidora Godzilla Contra o Monstro do Mal (VHS) / Godzilla Contra King Guidora (TV) Godzilla Contra King Ghidrah[22]
1992 Godzilla vs. Mothra ゴジラVSモスラ Gojira tai Mosura Godzilla versus Mothra[23] / Godzilla: A Batalha do Século (VHS) Godzilla e Mothra[22]
1993 Godzilla vs. Mechagodzilla II ゴジラVSメカゴジラ Gojira tai Mekagojira Inédito no Brasil Inédito em Portugal
1994 Godzilla vs. SpaceGodzilla ゴジラVSスペースゴジラ Gojira tai Supēsugojira Inédito no Brasil Inédito em Portugal
1995 Godzilla vs. Destoroyah ゴジラVSデストロイア Gojira tai Desutoroia Inédito no Brasil Inédito em Portugal
Antologia da Era Millennium
1999 Godzilla 2000: Millennium ゴジラ2000 ミレニアム Gojira Nisen: Mireniamu Godzilla 2000 Inédito em Portugal
2000 Godzilla vs. Megaguirus ゴジラ×メガギラス G消滅作戦 Gojira tai Megagirasu: Jī Shōmetsu Sakusen Inédito no Brasil Inédito em Portugal
2001 Godzilla, Mothra and King Ghidorah: Giant Monsters All-Out Attack ゴジラ・モスラ・キングギドラ 大怪獣総攻撃 Gojira, Mosura, Kingu Gidora: Daikaijū Sōkōgeki Inédito no Brasil Inédito em Portugal
2002 Godzilla Against Mechagodzilla ゴジラ×メカゴジラ Gojira tai Mekagojira Inédito no Brasil Inédito em Portugal
2003 Godzilla: Tokyo S.O.S. ゴジラ×モスラ×メカゴジラ 東京SOS Gojira Mosura Mekagojira: Tokyo Esu Ō Esu Inédito no Brasil Inédito em Portugal
2004 Godzilla: Final Wars ゴジラ FINAL WARS Gojira: Fainaru Wōzu Godzilla: Batalha Final Inédito em Portugal
Shin Godzila (filme solo)[24]
2016 Shin Godzilla シン・ゴジラ Shin Gojira Inédito no Brasil Inédito em Portugal
Trilogia de Filmes de Animação
2017 Godzilla: Planet of the Monsters GODZILLA 怪獣惑星 Gojira Kaijū Wakusei Godzilla: Planeta dos Monstros Godzilla: Planeta dos Monstros
2018 Godzilla: City on the Edge of Battle GODZILLA 決戦機動増殖都市 Gojira Kessen Kidō Zōshoku Toshi Godzilla: Cidade no Limiar da Batalha Godzilla: No Limiar da Batalha
2018 Godzilla: The Planet Eater GODZILLA 星を喰う者 Gojira Hoshi wo Kū Mono Godzilla: O Devorador de Planetas Godzilla: O Devorador de Planetas
Produção Solo Estadunidense
1998 Godzilla GODZILLA Godzilla Godzilla
Série Estadunidense MonsterVerse
2014 Godzilla Godzilla Godzilla Godzilla
2019 Godzilla: King of the Monsters Godzilla: King of the Monsters Godzilla II: Rei dos Monstros Godzilla II: Rei dos Monstros
2020 Godzilla vs. Kong Godzilla vs. Kong Godzilla vs. Kong Godzilla vs. Kong
Televisão
1973 Zone Fighter 流星人間ゾーン Ryūsei Ningen Zōn Inédito no Brasil Inédito em Portugal
1978-1979 Godzilla The Godzilla Power Hour Godzilla Godzilla
1998-2000 Godzilla: The Series Godzilla: The Series Godzilla: A Série Godzilla: A Série
2021 Godzilla Singular Point[25] ゴジラ S.P <シンギュラポイント> Gojira Shingyura Pointo Godzilla: Ponto Singular Godzilla: Singularidades

Aparições em outras mídias e formatos[editar | editar código-fonte]

Godzilla fez um estrondoso sucesso no mundo inteiro, sendo muito homenageado e parodiado em vários filmes, séries, livros, desenhos animados e videogames.

Cosplayer de Godzilla no evento WonderCon 2009. Esta fantasia do participante Gabe McIntosh ganhou o prêmio de Melhor Recriação na competição de Disfarces.
Tóquio a noite com Godzilla. Fotomontagem a partir de duas fotos, uma de Tóquio a noite e a foto de Gojira no cartaz do filme de 1954.

Quadrinhos[editar | editar código-fonte]

Godzilla teve diversas passagens pelas histórias em quadrinhos, sendo a primeira de destaque a série produzida Marvel Comics, de autoria de Doug Moench, publicada entre 1977 e 1979 e que faz parte do Universo Marvel, a continuidade principal da editora Marvel. Nesta série, Godzilla batalha contra ícones do universo Marvel como o Quarteto Fantástico e os Vingadores. Durante os anos de 1990, a licença foi comprada pela Dark Horse Comics que publicou novas histórias na época, e mais recentemente o monstro passou pela IDW Publishing, que também lançou novas histórias.

Imagem de Godzilla da série Os Simpsons.

Homenagens e referências[editar | editar código-fonte]

  • Godzilla, Mothra, Rodan e King Ghidorah aparecem em fotos de pinturas rupestres na cena pós-créditos do filme "Kong: Ilha da Caveira", e nesse momento também ouvimos o rugido do Godzilla. Isso acontece porque "Kong: Ilha da Caveira" se passa no mesmo universo do filme de 2014 e suas sequências.
  • O grande Monstro da Toho tem seu próprio universo de Filmes o chamado MonsterVerse que já tem 3 filmes são eles: Godzilla (2014), Kong: A Ilha da Caveira (2017) e Godzilla II: Rei dos Monstros (2019). O quarto filme desse universo será a aguardada batalha entre Godzilla e Kong o filme chegará nos cinemas no dia 20 de Novembro de 2020 o monstro da toho nesse universo é interpretado por Andy Serkis por meio da Captura de Movimento.

Referências

  1. a b c d e f g h {Ryfle, Steve (1998). Japan's Favorite Mon-Star: The Unauthorized Biography of "The Big G" [Mon-Star Favorito do Japão: A Biografia Não Autorizada do "O Grande G"] (em inglês). [S.l.]: ECW Press. ISBN 1550223488 
  2. Morgan, Clay (23 de março de 2015). «Ted Cassidy: The Man Behind Lurch, Gorn & TV's Incredible Hulk» (em inglês). Norvillerogers.com. Consultado em 4 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2019 
  3. a b c {Kalat, David (23 de outubro de 1997). A Critical History and Filmography of Toho's Godzilla Series [Uma História Crítica e Filmografia da Série Godzilla de Toho] (em inglês). [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 9780786403004 
  4. Ashcraft, Brian (1 de agosto de 2016). «Meet Godzilla Resurgence's Motion Capture Actor» (em inglês). Kotaku. Consultado em 4 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2019 
  5. Mirjahangir, Chris (7 de novembro de 2014). «Nakajima and Carley: Godzilla's 1954 and 1998» (em inglês). Toho Kingdom. Consultado em 4 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2019 
  6. Miller, Bob (1 de abril de 2018). «Frank Welker: Master of Many Voices» (em inglês). Animation World Network. Consultado em 4 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2019 
  7. Pockross, Adam (28 de fevereiro de 2019). «Genre MVP: The Motion Capture Actor Who's Played Groot, Godzilla, and Iron Man» (em inglês). Syfy Wire. Consultado em 4 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2019 
  8. {Kishikawa, Osamu (1994). Godzilla: First 1954 - 1955 (em japonês). [S.l.]: Toho Co. ISBN 4499226317 
  9. «ZONE FIGHTER Series Guide» (em inglês). SciFi Japan. 14 de novembro de 2009. Consultado em 4 de agosto de 2018 
  10. Steve Ryfle. Japan's Favorite Mon-Star. ECW Press, 1998. Pg.22. Idioma: inglês.
  11. «Teatros e Cinemas». Lisboa. Diário de Lisboa: p.4. 24 de julho de 1957. Consultado em 20 de abril de 2021 
  12. Stancki, Rodolfo (31 de março de 2021). «Godzilla, O Monstro de Fogo». Brasil. Escotilha. Consultado em 19 de abril de 2021 
  13. «Cinema na TV». São Paulo. Folha de São Paulo: p.6. 1 de março de 1976. Consultado em 23 de abril de 2021 
  14. «Hoje em Roadshow». São Paulo. Folha de São Paulo: p.3. 8 de fevereiro de 1968. Consultado em 23 de abril de 2021 
  15. «Espectáculos». Lisboa. Diário de Lisboa: p.17. 30 de novembro de 1978. Consultado em 20 de abril de 2021 
  16. «Cartaz de Cinemas e Teatros». Lisboa. Diário de Lisboa: p.19. 12 de março de 1981. Consultado em 20 de abril de 2021 
  17. «Cinema». São Paulo. Folha de São Paulo: p.3. 30 de janeiro de 1971. Consultado em 23 de abril de 2021 
  18. «Cinema». São Paulo. Folha de São Paulo: p.7. 9 de outubro de 1972. Consultado em 23 de abril de 2021 
  19. «Cartaz de Cinemas e Teatros». Lisboa. Diário de Lisboa: p.19. 23 de outubro de 1978. Consultado em 20 de abril de 2021 
  20. «The Return of Godzilla (New Line Entertainment)». Toho Kingdom. Consultado em 20 de abril de 2021 
  21. Araujo, Inácio (12 de abril de 1995). «Filmes». Programa. São Paulo. Folha de São Paulo: p.10. Consultado em 23 de abril de 2021 
  22. a b «Programa da Televisão». Programa. Arganil. A Comarca de Arganil: p.5. 10 de setembro de 1998. Consultado em 20 de abril de 2021 
  23. Lemos, Renato (17 de junho de 1994). «Filmes da TV». Programa. Rio de Janeiro. Jornal do Brasil: p.48. Consultado em 14 de janeiro de 2019 
  24. Stephens, David (20 de Maio 2018). «Toho Planning Godzilla Cinematic Universe, Shin Godzilla 2 Canceled». Screen Rant  Parâmetro desconhecido |data_de_acesso= ignorado (ajuda)
  25. https://ovicio.com.br/godzilla-singular-point-tera-13-episodios-na-primeira-temporada/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]