Ledley King

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde junho de 2015)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido (desde julho de 2009). Ajude e colabore com a tradução.
Ledley King
Ledley King.jpg
Informações pessoais
Data de nasc. 12 de outubro de 1980 (38 anos)
Local de nasc. Londres, Reino Unido
Nacionalidade inglês
Altura 1,88 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
1997–1998 Tottenham Hotspur
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2012 Tottenham Hotspur 0321 000(15)
Seleção nacional
1996–1997
1999
1999–2001
2002–2010
Inglaterra Sub-16
Inglaterra Sub-18
Inglaterra Sub-21
Inglaterra
0005 0000(0)
0003 0000(0)
0012 0000(1)
0021 0000(2)

Ledley Brenton King (Londres, 12 de outubro de 1980) é um ex-futebolista inglês que atuava como zagueiro. King encerrou sua carreira devido às frequentes lesões e ao problema crônico no joelho, ele defendeu apenas um clube em toda sua carreira, o Tottenham Hotspur.

Carreira em clubes[editar | editar código-fonte]

1997-2001[editar | editar código-fonte]

King assinou contrato pelo Tottenham em fase de teste em julho de 1997 e se tornou profissional no ano seguinte. A sua estreia ocorreu em maio de 1999 em Anfield Road, com uma derrota contra o Liverpool por 3-2. Quando da sua emergência na equipe titular, King foi utilizado frequentemente como meia pelo então treinador George Graham, e atuando na função o jogador se fixou na equipe principal, em novembro de 2000, em vitória de 2 a 1 contra o Liverpool. O seu primeiro gol pelo Tottenham, marcado em dezembro de 2000, em um empate fora de casa em 3 a 3, contra o Bradford City; o tento foi feito aos dez segundos de partida, recorde ainda imbatido de gol mais rápido do Campeonato Inglês.

2001-2006[editar | editar código-fonte]

Depois de Graham ser demitido, King foi para a zaga, sob ordens do novo treinador, Glenn Hoddle. Com a saída de Sol Campbell para o rival Arsenal, havia uma chance para King se estabelecer como o zagueiro principal do time. King se firmou no time e foi convocado para a Seleção Inglesa e foi and was considerado um dos melhores jovens defensores do país.

Uma lesão na anca ocorrida no verão determinou que ele não jogasse até novembro. Na volta, King voltou à forma habitual. Entretanto, foi criticado devido à grande quantidade de gols que o Tottenham estava levando. A temporada terminou com o Tottenham levando nove gols nos dois últimos jogos, contra Middlesbrough e Blackburn Rovers.

Foi por essa razão que, quando Hoddle foi demitido, em setembro de 2003, o treinador seguinte, David Pleat moveu King para a meia cancha novamente. Apesar do Tottenham lutar contra o rebaixamento, um dos poucos que se salvaram foi Ledley. Em fevereiro de 2004, depois de ficar mais de três anos sem marcar, King fez um excelente gol contra o Manchester City, pela FA Cup e ainda marcou um tento contra o Charlton, uma semana depois; na metade da mesma semana, ele ainda marcou pela Inglaterra, na sua primeira partida iniciada como titular pela seleção. Mesmo jogando fora de posição pela maior parte da temporada, ele fez o suficiente para convencer Sven-Göran Eriksson a chamá-lo ao plantel que disputaria a Euro 2004.

No verão de 2004, a comissão técnica e o plantel do Tottenham mudaram drasticamente. Jacques Santini foi escolhido como treinador e volantes como Michael Carrick, Pedro Mendes e Sean Davis foram contratados pelo clube. Com a chegada destes, King poderia retornar a sua posição preferida, de zagueiro. Noureddine Naybet foi contratado para trazer experiência à zaga do Tottenham e formou uma boa parceria com Ledley. Junto com Paul Robinson, a dupla defensiva levou quarenta e um gols, contrastando com os cinquenta e sete e sessenta e dois das duas temporadas anteriorem da Premier Leagu. King jogou os noventa minutos em todas as trinta e oito partidas válidas pela liga do seu time e nove de dez jogos da copa. Ele foi votado como o Jogador do Mês da Premier League em setembro de 2004, sendo o primeiro defensor a vencer depois de três anos. Em janeiro de 2005, depois da venda de Jamie Redknapp ao Southampton, o novo técnico Martin Jol escolheu King como o capitão do time. Na temporada seguinte, os Spurs levaram apenas trinta e oito gols.


Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]