Linha Sul do Metrô de Fortaleza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Metrô de Fortaleza
Legenda:
em constr. / em func. 
Linha Sul (Metrô
Unknown route-map component "exBHFq_red" Unknown route-map component "BHFq_red"
 BSicon ICTS.svg
Linha Oeste (VLT
Unknown route-map component "fexBHFq" Unknown route-map component "fBHFq"
 Estação de VLT
Linha Leste (Metrô
Unknown route-map component "exBHFq_yellow" Unknown route-map component "BHFq_yellow"
 BSicon exICTS.svg
Linha Parangaba-Mucuripe (VLT
Unknown route-map component "exBHFq_violet" Unknown route-map component "BHFq_violet"
 Estação de VLT
Diagrama:  
Unknown route-map component "d"
Unknown route-map component "d" + Unknown route-map component "fSTR+l"
Unknown route-map component "d" + Unknown route-map component "flBHF"
Unknown route-map component "fSTR+r" Unknown route-map component "d"
 Parque Albano
São Miguel 
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "fBHF" Unknown route-map component "fBHF" Unknown route-map component "d"
 Conjunto Ceará
Antônio Bezerra 
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "fBHF" Unknown route-map component "fBHF" Unknown route-map component "d"
 Jurema
Padre Andrade 
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "fBHF" Unknown route-map component "fBHF" Unknown route-map component "d"
 Araturi
Floresta 
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "feBHF" Unknown route-map component "feBHF" Unknown route-map component "d"
 Nova Metrópole
Álvaro Weyne 
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "fKBHFxe" Unknown route-map component "feBHF" Unknown route-map component "d"
 Parque Soledade
Francisco Sá 
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "fexBHF" Unknown route-map component "fKBHFe" Unknown route-map component "d"
 Caucaia
Tiról 
Unknown route-map component "fexdBHF-L" Unknown route-map component "exdKBHF-Ra_yellow" Unknown route-map component "d"
 
 
Unknown route-map component "dKBHF-La_red" Unknown route-map component "fexdKBHF-Me" Unknown route-map component "exdBHF-R_yellow"
 Central - Chico da Silva
José de Alencar 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "exBHF_yellow"
 
São Benedito 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "exBHF_yellow"
 Colégio Militar
Benfica 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "exBHF_yellow"
 Luiza Távora
Nunes Valente 
Unknown route-map component "STR_red" Unknown route-map component "exBHF_yellow" Unknown route-map component "exKBHFa_violet"
 Iate
Leonardo Mota 
Unknown route-map component "STR_red" Unknown route-map component "exBHF_yellow" Unknown route-map component "exBHF_violet"
 Mucuripe
Padre Cícero 
Unknown route-map component "BHF_red"
Unknown route-map component "exSTR+l violet" + Unknown route-map component "exSTRl yellow" + Unknown route-map component "exlINTfq"
Unknown route-map component "exSTRr violet" + Unknown route-map component "exSTR+r yellow" + Unknown route-map component "exlINTgq"
 Papicu
Antônio Sales 
Unknown route-map component "STR_red" Unknown route-map component "exBHF_violet" Unknown route-map component "exBHF_yellow"
 H.G.F.
Pontes Vieira 
Unknown route-map component "STR_red" Unknown route-map component "exBHF_violet" Unknown route-map component "exBHF_yellow"
 Cidade 2000
Porangabussu 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "exBHF_violet" Unknown route-map component "exSTR_yellow"
 São João do Tauape
Couto Fernandes 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "BHF_violet" Unknown route-map component "exSTR_yellow"
 Borges de Melo
Jusc. Kubitschek 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "BHF_violet" Unknown route-map component "exSTR_yellow"
 Vila União
 
Unknown route-map component "STR_red" Unknown route-map component "BHF_violet" Unknown route-map component "exSTR_yellow"
 Montese
Parangaba 
Unknown route-map component "BHF-L_red" Unknown route-map component "KBHF-Re_violet   " Unknown route-map component "exBHF_yellow"
 Bárbara de Alencar
Vila Pery 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "exBHF_yellow"
 Centro de Eventos
Manoel Sátiro 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "exKBHFe_yellow"
 Edson Queiroz
Mondubim 
Unknown route-map component "BHF_red"
 
Esperança 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "KDSTa_red"
 (centro de manutenção)
Aracapé 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "BHF_red"
 Carlito Benevides
Alto Alegre 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "BHF_red"
 Jereissati
Rachel de Queiroz 
Unknown route-map component "BHF_red" Unknown route-map component "BHF_red"
 Maracanaú
 
Unknown route-map component "d" + Unknown route-map component "STRl red"
Unknown route-map component "d" + Unknown route-map component "lBHF_red"
Unknown route-map component "STRr red"
 Virgílio Távora
Fontes:

A Linha Sul (Central-Chico da Silva ↔ Carlitos Benevides) é uma das linhas do Metrô de Fortaleza sendo a primeira a ser entregue a população. Linha oferece transporte ágil e seguro interligando o centro da cidade ao município de Pacatuba, na região metropolitana de Fortaleza (RMF), passando por Maracanaú. São 16,5 mil pessoas transportadas por dia, em média. Em outubro (2015), o sistema completou 1 ano de operação comercial, e atingiu o transporte de 4,7 milhões de pessoas. A Linha Sul possui 24,1 km de extensão, passando por 19 estações.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 25 de setembro de 1987, foi iniciada a construção do consórcio do Trem Metropolitano de Fortaleza, por meio de assinatura do Contrato de Constituição do Consórcio entre RFFSA, CBTU e Governo do Estado do Ceará com interveniência da União através do Ministério dos Transportes.[2] Em 1988 o governo do Estado lançou oficialmente o Metrofor, na época o custo inicial previsto era de 290 milhões de dólares, para a reformulação das Linhas Norte (Atual Linha Oeste), e Sul. A construção do projeto dependia da liberação de US$ 180 milhões do governo Japonês e do acordo do brasil com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em 1 de abril de 1993 o contrato do consocio formado entre o Governo e o Ministério dos transportes teve se prazo prorrogado por um ano. O segundo, assinado em 29 de março de 1994, também foi prorrogado por mais um ano. Já o terceiro, em 04 de abril de 1995, prorrogou-se por dois anos, com término previsto para 4 de abril de 1997. Em 3 de abril de 1997 foi lavrada a Ata de Encerramento do Consórcio, tendo sido nomeada comissão, com prazo de sessenta dias, para apresentação do relatório de liquidação. Com a extinção do consórcio, surgiram ideias para concepção de uma companhia de metrôs em Fortaleza. Em 2 de maio de 1997, a companhia cearense de transportes metropolitanos, conhecida como Metrofor, foi criada com o objetivo de assumir e modernizar a operação do transporte dos trens metropolitanos de Fortaleza, até então realizada pela CBTU.[2] O consórcio do Trem Metropolitano de Fortaleza foi extinto em 30 de maio de 1997.[2]

Elevado na linha Sul vista da estação JK.

Em 1999, iniciou-se a construção da linha Sul, como primeira fase do projeto das novas linhas de metrô da cidade. Seu primeiro trecho subterrâneo começou a ser construído em agosto do mesmo ano. Em 2000 foi erguida a estação São Benedito, a primeira subterrânea na cidade. Em 1 de julho de 2002, a Metrofor assumiu a operação do trem urbano, antes sob controle da CBTU. Em outubro do mesmo ano, houve paralisação das obras. Em março de 2004, houve retomada das obras, apos liberação de R$ 10,9 milhões de verbas do governo federal. Em 2005, houve outra redução no ritmo das obras. O governo federal, então, liberou R$ 22 milhões de R$ 61,5 milhões previstos. Em 2008, devido a construção da Linha Sul do Metrô de Fortaleza, a antiga estação Parangaba teria que sair do local para dar espaço ao metrô. Na época, o então governador Cid Gomes tinha as seguintes opções: fazer uma réplica da estação e transferi-la para outro bairro, custando R$ 214 mil; transladar o prédio para a Praça Central da Parangaba, ao custo de R$ 5,27 milhões; ou construir um memorial no mesmo local, respeitando a estrutura da estação. A solução foi acordada entre Cid e a prefeita de Fortaleza na época, Luizianne Lins: rebaixar a estação por 3,5 metros e elevar a linha do metrô para preservar o equipamento histórico e evitar sua demolição. A obra durou cinco meses, onde foi priorizado a manutenção das estrutura do prédio, bem como seus traços arquitetônicos. O valor de investimento foi de R$ 1.063.324,47. A participação dos moradores do bairro no debate sobre o assunto foi importante para que os executivos acatassem essa decisão. Já em 2010, todas as frentes de serviço passaram a trabalhar simultaneamente.

Plataformas da estação Parangaba.

Em abril, um impasse entre a Prefeitura de Fortaleza e vendedores do "Beco da Poeira", reduto de comércio popular localizado no centro da cidade, foi resolvido e as obras de construção da estação José de Alencar foram iniciadas após a demolição do centro de compras. No inicio de 2011 as primeiras estações foram finalizadas. Com a conclusão da linha, os primeiros testes com Trens Urbanos Elétricos foram iniciados em junho. Em abril de 2012, as obras civis da Linha Sul foram concluídas em definitivo. Em 15 de junho, o sistema foi inaugurado em operação assistida, com o trecho Pacatuba - Parangaba da Linha Sul. No dia 28 de setembro, foi inaugurada a segunda etapa, Parangaba-Benfica, juntamente com a primeira estação subterrânea do sistema. O terceiro trecho da linha Sul, Benfica-São Benedito, foi inaugurado no dia 24 de outubro. No dia 28 de julho de 2013 o quarto e último trecho foi entregue com a estação Central-Chico da Silva.

No dia 15 de maio de 2017, o governador do estado do Ceará, Camilo Santana, formalizou o início de funcionamento da 19ª estação da Linha Sul: Juscelino Kubitschek, localizada na Avenida João Pessoa, no encontro com rua Alagoas, no bairro Damas. Acompanhado por lideranças políticas e imprensa, o chefe do Executivo realizou, no início da manhã, o trajeto de metrô partindo da Estação José de Alencar, no Centro, até a Estação Juscelino Kubitschek, onde participou da solenidade de inauguração do equipamento.

[3]

Sistemas e Tecnologia[editar | editar código-fonte]

A Linha Sul é um sistema de transporte metropolitano movido a eletricidade. Os trens elétricos – ou TUEs (trens unidade elétrica) – circulam em mão dupla na via que é formada por trechos subterrâneo, de superfície e elevado. O trecho subterrâneo possui 3,9 km de extensão, ligando a Estação Central-Chico da Silva até altura da Avenida Padre Cícero, no cruzamento com a Avenida José Bastos. Nesse percurso, o metrô percorre o Centro de Fortaleza, o bairro Benfica e parte do bairro Damas. O trecho de superfície é o maior, sendo constituído por 18 km. Outros 2,2 km de via são elevados, compreendendo o trecho entre as estações Couto Fernandes e Vila Pery. A Linha Sul foi viabilizada por meio de obras de duplicação e eletrificação da antiga Linha Ferroviária Tronco Sul (LTS).

Estações[editar | editar código-fonte]

Estação Inauguração Integrações Tipo Plataformas Posição Cidade
Central-Chico da Silva 28 de Julho de 2013 O ( West Line - Fortaleza Subway).png Linha Oeste
L ( East Line - Fortaleza Subway).png Linha Leste
Estação Central Centrais Aiga rightanddownarrow.png Subterrânea Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
José de Alencar 28 de Julho de 2013 Aiga bus.svg Corredor Antônio Bezerra-Papicu Estação Comum Centrais Aiga rightanddownarrow.png Subterrânea Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
São Benedito 24 de outubro de 2012 Aiga bus.svg Corredor Antônio Bezerra-Papicu Estação Comum Centrais Aiga rightanddownarrow.png Subterrânea Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Benfica 28 de setembro de 2012 Bicicletário 33-Shopping Benfica Estação Comum Centrais Aiga rightanddownarrow.png Subterrânea Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Padre Cícero Italian traffic signs - lavori.svg Em construção Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Porangabussu 28 de setembro de 2012 Estação Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Couto Fernandes 28 de setembro de 2012 Estação Comum Laterais Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Juscelino Kubitschek 15 de maio de 2017 Estação Comum Laterais Aiga forwardandrightarrow.png Elevada Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Parangaba 15 de Junho de 2012 Aiga railtransportation 25.svg Linha 4-Roxa
Aiga bus.svg Terminal Parangaba
Estação de integração Laterais Aiga forwardandrightarrow.png Elevada Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Vila Pery 15 de Junho de 2012 Estação Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Manuel Sátiro 15 de Junho de 2012 Estação Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Mondubim 15 de Junho de 2012 Estação Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Esperança 15 de Junho de 2012 Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Aracapé 15 de Junho de 2012 Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Alto Alegre 15 de Junho de 2012 Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície BandeiraMaracanaú.jpgMaracanaú
Rachel de Queiroz 15 de Junho de 2012 Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície BandeiraMaracanaú.jpg Maracanaú
Virgílio Távora 15 de Junho de 2012 Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície BandeiraMaracanaú.jpg Maracanaú
Maracanaú 15 de Junho de 2012 Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície BandeiraMaracanaú.jpg Maracanaú
Jereissati 15 de Junho de 2012 Estação Comum Centrais Aiga rightarrow.png Superfície BandeiraMaracanaú.jpg Maracanaú
Carlitos Benevides 15 de Junho de 2012 Estação Terminal Centrais Aiga rightarrow.png Superfície Bandeira de Pacatuba CE.svg Pacatuba

Características das estações[editar | editar código-fonte]

O trecho subterrâneo possui 3,9 km de extensão, ligando a estação Central-Chico da Silva até altura da Avenida José Jatahy, no cruzamento com a Avenida José Bastos. Nesse percurso, com estações construídas com plataforma central, o metrô percorre o Centro histórico e comercial de Fortaleza, o bairro Benfica e parte do bairro Damas. O trecho de superfície é o maior, sendo constituído por 18 km, sendo o primeiro entre as estações Benfica e Couto Fernandes e outro entre as estações Vila Pery até a estação terminal Carlito Benevides no município de Pacatuba. Outros 2,2 km de via são elevados, compreendendo o trecho entre as estações Couto Fernandes e Vila Pery, sendo nesse trecho elevadas as estações Juscelino Kubitschek e Parangaba e constituídas de plataformas laterais. A Linha Sul foi viabilizada por meio de obras de duplicação e eletrificação da antiga Linha Ferroviária Tronco Sul (LTS).[1]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Data Evento
1 de dezembro de 1998 Assinado contrato de construção da Linha.
1 de janeiro de 1999 Inicio da construção da Linha.
1 de janeiro de 2002 Paralisação das obras.
5 de setembro de 2005 Reinicio das obras.
15 de junho de 2012 Inauguração do primeiro trecho: Carlitos Benevides ↔ Parangaba
29 de setembro de 2012 Inauguração do segundo trecho:Parangaba ↔ Benfica
24 de outubro de 2012 Inaugurado primeira estação do centro: São Benedito
18 de julho de 2013 Inaugurada quarto e ultimo trecho: Jose de Alencar ↔ Chico da Silva
01 de outubro de 2014 Inicio da fase comercial com cobrança de passagens
15 de maio de 2017 Inauguração da estação Juscelino Kubitschek

Referências

  1. a b «Linha Sul do Metrô de Fortaleza». www.metrofor.ce.gov.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2018. 
  2. a b c «Metrô de Fortaleza - Histórico». Governo do Ceará. Consultado em 21 de julho de 2013. 
  3. [h8ttp://www.ceara.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/20204-metrofor-governo-do-ceara-entrega-19o-estacao-da-linha-sul «Metrofor: Governo do Ceará entrega 19ª estação da Linha Sul»]. Governo do Estado do Ceará. Consultado em 15 de maio de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]