Linha Parangaba–Mucuripe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Linha Parangaba–Muricupe do Metrô de Fortaleza
Iate
Mucuripe
para Tirol–Moura Brasil
Papicu
para Edson Queiroz
Antônio Sales
Pontes Vieira
São João do Tauape
Borges de Melo
Vila União
Montese
para Central–Chico da Silva
Parangaba
para Carlito Benevides

A Linha Parangaba–Mucuripe (Parangaba ↔ Iate) é uma das linhas do Metrô de Fortaleza. Em formato de VLT (Veiculo Leve sobre Trilhos) a linha é um projeto do Governo do Estado, executado pela Secretaria da Infraestrutura, com o objetivo de implantar um sistema de transporte de passageiros sobre trilhos no ramal ferroviário de cargas Parangaba-Mucuripe, já existente. O projeto terá ao todo 10 estações, totalizando 13,4 quilômetros, ligando a zona portuária a zona central de Fortaleza passando nas proximidades do Aeroporto Internacional Pinto Martins, ligando duas importantes áreas da cidade: Parangaba e Papicu.[1] O projeto prevê, dentre outras, a construção de três tipologias de estação, sendo uma elevada (Parangaba), a do Papicu (que fará a integração com a Linha Leste do Metrô e o terminal) e outro tipo de padronização para as outras seis estações: Montese, Vila União, Borges de Melo, São João do Tauape, Pontes Vieira, Antônio Sales, Mucuripe e Iate.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Elevado do VLT à direita.

Abril de 2012[editar | editar código-fonte]

As obras foram iniciadas no dia 2 de Abril de 2012 com a limpeza da faixa de domínio da linha de carga, entre a rua Germano Franck e a Estação Parangaba. Além disso, será executada a via de carga no limite lateral (sentido Parangaba-Mucuripe) para serem feitas as fundações do trecho elevado, que terá cerca de 900 metros. No mesmo dia foi iniciada também a limpeza e marcação na Via Expressa para a construção do viaduto sobre a avenida Dom Luís. A Via Expressa recebeu também no dia 3 de Abril do mesmo ano, o início do desvio ferroviário a partir da passagem de nível que existe a 25 metros da Avenida Santos Dumont. O desvio, que tem 220 metros no sentido praia, foi feito para permitir o início dos serviços de limpeza e marcação das fundações da Estação Papicu.

Dezembro de 2013[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de dezembro de 2013 a estação Borges de Melo foi apresentada a população e a imprensa pelo então Governador do Estado Cid Gomes que conforme explicou, ''é considerada padrão, e deve ajudar a recuperar o entorno, marcado pela degradação e segurança''.[2] As obras foram paralisadas em maio de 2014 com o rompimento da licitação com o consórcio CPE-VLT Fortaleza, composto pelas empresas Consbem Construções e Comércio LTDA, Construtora Passarelli LTDA e Engexata Engenharia LTDA,[3] e tendo parte das obras retomadas somente em Julho de 2015, após mais de um ano paralisada.

Setembro de 2016[editar | editar código-fonte]

As primeiras composições do VLT só passaram a operar na manhã do dia 26 de setembro de 2016, em um pequeno trecho de 3,6 quilômetros entre as estações Montese e Borges de Melo, com o inicio da operação experimental, que consiste no funcionamento do sistema mais sem o transporte de passageiros, para serem realizados os ajustes necessários para o início das operações assistida e comercial.[4]

Julho de 2017[editar | editar código-fonte]

Na manhã do dia 25 de julho de 2017 se deu início a Operação Assistida no trecho entre as estações Borges de Melo e Parangaba, com a presença do governador do estado do Ceará, Camilo Santana e do Vice-Prefeito de Fortaleza, Morone Torgan. Nesta fase, os usuários podem utilizar o modal de forma gratuita, de segunda a sexta-feira, das 6 da manhã ao meio dia. A Operação Assistida vai permitir os ajustes finais do equipamento, incluindo a mensuração do valor do bilhete. O trecho - de cinco quilômetros de extensão - é o primeiro dos três trechos que compõem os 13,5 quilômetros do VLT, interligando o Mucuripe à Parangaba. A Operação Assistida também dará condições à população para ambientar-se com o novo serviço.[5]

Novembro de 2019[editar | editar código-fonte]

Em 01 de novembro de 2019, o VLT Parangaba-Mucuripe entrou em operação experimental, sem passageiros, em mais um trecho do percurso, entre as estações Papicu e Mucuripe. No trecho, que tem 1,5 km de extensão, estão sendo finalizados serviços de urbanização de vias e construção dos muros de contenção, além da montagem da passarela de pedestres do Mucuripe. O VLT opera de forma assistida, com transporte de passageiros e sem cobrança de tarifa, da Estação Parangaba à Estação Papicu. No total, o modal percorre cerca de 10,8 km nesse trecho, passando por 8 estações, das dez previstas no projeto.[6]

Características[editar | editar código-fonte]

Plataforma destinada ao VLT na Estação Parangaba.

Com 13,2 km de extensão sendo 12,0 km em superfície e 1,4 km em elevado, em formato de VLT (Veiculo Leve sobre Trilhos), a linha Mucuripe terá um público de passageiros estimado em aproximadamente 90 mil por dia e atenderá 22 bairros de Fortaleza. Oito VLTs , fabricados pela Bom Sinal Indústria e Comércio, no Cariri cearense, conduzirão os passageiros. Movidos a diesel, os VLTs possuem ar-condicionado, sendo mais confortáveis que os antigos trens. A estimativa é que o percurso de uma ponta a outra da linha seja feito em, aproximadamente, 30 minutos, com intervalo médio entre veículos de 7 minutos. A Linha ligará de maneira rápida e confortável os mais maiores terminais intermodais da cidade: Parangaba e Papicu, além de oferecer fácil acesso ao Terminal de passageiros do Porto do Mucuripe.

A linha tem inicio na estação elevada da Parangaba, no qual a mesma segue no sentido leste para a estação já em superfície do montese, a linha segue na direção nordeste passando por baixo da avenida Carlos Jereissati atrás do Aeroporto Pinto Martins, onde se localiza a estação Vila União. Seguindo ainda no mesmo sentido a linha chega as imediações da avenida Borges de Melo, local onde se localiza a estação de mesmo nome, atendendo assim o Terminal Rodoviário Engenheiro João Thomé. A linha continua no mesmo sentindo até a rotatória da avenida Aguanambi onde a mesma devirá para o leste de forma paralela a Via Expressa, seguindo dessa forma pelas estações São João do Tauape, Pontes Vieira, Antônio Sales, Papicu onde e feita integração com o Terminal urbano do Papicu e a Linha Leste do Metrô, e Mucuripe localizada próximo a avenida Almirante Henrique Saboia. A linha segue no sentido norte ainda paralelo a via expressa onde faz uma curva a direita na direção do porto, juntamente com a avenida Vicente de Castro, onde ao lado do morro Santa Teresinha se localiza a estação Iate.[7]


Estações[editar | editar código-fonte]

Estação Inauguração Integrações Tipo Plataformas Posição Trecho Cidade
Parangaba S (South Line - Fortaleza Subway).png 15 de Junho de 2012
25 de Julho de 2017
S (South Line - Fortaleza Subway).png Linha Sul
Aiga bus.svg Terminal Parangaba
Integração S (South Line - Fortaleza Subway).png Laterais
Central
Aiga forwardandrightarrow.png Elevada Trecho 1 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Montese 25 de Julho de 2017 - Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 1 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Vila União 25 de Julho de 2017 - Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 1 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Borges de Melo 25 de Julho de 2017 - Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 1 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
São João do Tauape 6 de Julho de 2018 - Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 2 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Pontes Vieira 6 de Julho de 2018 - Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 2 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Antônio Sales 6 de Julho de 2018 Logo Expresso Fortaleza.svg Corredor Antônio Bezerra-Papicu Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 2 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Papicu 6 de Julho de 2018 L ( East Line - Fortaleza Subway).png Linha Leste
Aiga bus.svg Terminal Papicu
Integração Central Aiga rightarrow.png Superfície
Aiga rightanddownarrow.png Subterrânea L ( East Line - Fortaleza Subway).png
Trecho 2 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Mucuripe 16 de Setembro de 2020 - Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 2 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Iate 16 de Setembro de 2020 BSicon TRAM1.svg Bonde Elétrico (Projeto em estudo) Comum Central Aiga rightarrow.png Superfície Trecho 2 Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza

Referências

  1. «Conheça o Ramal Parangaba-Mucuripe do VLT». Consultado em 1 de outubro de 2016 
  2. «Governado Cida Gomes apresenta estação Borges de Melo». Consultado em 29 de setembro de 2016 
  3. Metrofor. «Inicio das obras da Linha Mucuripe». 30 de Abril de 2012. Consultado em 31 de Maio de 2015 
  4. «VLT inicia fase de testes, mas só deve receber passageiros em janeiro». Consultado em 28 de setembro de 2016 
  5. «Iniciada Operação Assistida do VLT e população já utiliza o serviço de forma gratuita». www.metrofor.ce.gov.br. Consultado em 3 de fevereiro de 2018. Arquivado do original em 4 de fevereiro de 2018 
  6. «VLT entra em operação experimental do Papicu ao Mucuripe». Secretaria da Infraestrutura. 1 de novembro de 2019. Consultado em 5 de novembro de 2019 
  7. Metrofor. «Percurso da Linha Mucuripe». Consultado em 31 de Maio de 2015. Arquivado do original em 23 de outubro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]