Lino de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lino António Marques de Carvalho (Leiria, Leiria, 4 de Outubro de 1946Lisboa, 10 de Junho de 2004) foi um político português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Técnico oficial de contas de profissão, aderiu ao Partido Comunista Português em 1969. Nesse mesmo ano visitou a URSS. Foi preso duas vezes pela PIDE, em 1971 e em 1974. Foi candidato, pelo Movimento Democrático Português, nas eleições para a Assembleia Constituinte, em 1975. Entre 1987 e 2004 foi deputado à Assembleia da República, pelo Círculo Eleitoral de Évora. Foi vice-presidente da Assembleia da República, membro da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, vice-presidente do Grupo Parlamentar do PCP e deputado na Assembleia Municipal de Évora. Foi distinguido com o prémio de Melhor Deputado, pela Associação de Jornalistas Parlamentares, em 2003. Defensor da Reforma Agrária, foi vice-presidente da Federação Nacional de Cooperativas Agrícolas de Produção e membro da Comissão Organizadora das doze Conferências da Reforma Agrária. Publicou Reforma Agrária - da utopia à realidade (2004), Um Marco no Caminho da Liberdade (2000) e foi co-autor de As Cooperativas em Questão (1972).

Condecorações[1][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Lino António Marques de Carvalho". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]