Lista de ministros da Igualdade de Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira de ministro de Portugal.

Esta é uma lista de ministros da Igualdade em Portugal, entre a criação do cargo de Ministro para a Igualdade, a 25 de outubro de 1999 e a atualidade

A lista cobre o atual período democrático (1974–atualidade).

Designação[editar | editar código-fonte]

Entre 1999 e a atualiade, o cargo de ministro da Igualdade teve as seguintes designações:

  • Ministro para a Igualdade — designação usada entre 25 de outubro de 1999 e 14 de setembro de 2000;
  • Cargo inexistente — entre 14 de setembro de 2000 e 30 de outubro de 2015;
  • Ministro da Cultura, Igualdade e Cidadania — designação usada entre 30 de outubro de 2015 e 26 de novembro de 2015;
  • Cargo inexistente — entre 26 de novembro de 2015 e a atualidade.

Numeração[editar | editar código-fonte]

São contabilizados os períodos em que o ministro esteve no cargo ininterruptamente, não contando se este serve mais do que um mandato. Ministros que sirvam em períodos distintos são, obviamente, distinguidos numericamente.

Lista[editar | editar código-fonte]

Legenda de cores
[Nota 1]

(para partidos e correntes políticas)

Terceira República (1974–presente)[editar | editar código-fonte]

# Ministro para a Igualdade
(Nascimento–Morte)
Retrato Início do mandato Fim do mandato Governo
Governos Constitucionais (1976-presente)
1 Maria de Belém Roseira Martins Coelho Henriques de Pina
(1949–)
Maria de Belém Roseira.jpg 25 de outubro de 1999 14 de setembro de 2000  
XIV
Guterres
Cargo inexistente Coat of arms of Portugal.svg 14 de setembro de 2000 30 de outubro de 2015   ——
# Ministro da Cultura, Igualdade e Cidadania
(Nascimento–Morte)
Retrato Início do mandato Fim do mandato Governo
2 Maria Teresa da Silva Morais
(1959–)
Teresa Morais.jpg 30 de outubro de 2015 26 de novembro de 2015  
XX
Passos Coelho
Cargo inexistente Coat of arms of Portugal.svg 26 de novembro de 2015 presente   ——

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Na atribuição das cores tenta-se, neste anexo, respeitar as cores predominantes na simbologia dos partidos políticos do pós-25 de abril, bem como da União Nacional/Ação Nacional Popular.

Ver também[editar | editar código-fonte]