Luciana Fregolente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Luciana Fregolente
uma ilustração licenciada gratuita seria bem-vinda
Biografia
Nascimento
Cidadania
Atividade

Luciana Fregolente (Curitiba, 18 de fevereiro de 1973) é uma atriz, roteirista, compositora, diretora e produtora brasileira. Desde 1992 é casada com o cantor Leoni, com quem tem dois filhos, sendo eles um casal.

Atualmente Luciana está no programa de TV Xilindró como a Diretora do presídio Sandra, o programa é exibido no canal MultiShow!

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira simultaneamente no teatro e na televisão em 1991. Além do trabalho de atriz, Luciana apresentou em 2005 ao lado de Dedina Bernadelli e Ana Flores o programa diário ao vivo Amigas Invisíveis, na Rádio Globo AM.

Na TV, entre seus principais trabalhos, protagonizou, em 2002, a série Família SA, no canal Futura, ao lado de Leandro Hassum. Também na Rede Globo atuou em diversos programas, como “A Grande Família”, “Os Normais”, “A Diarista”, “Sob Nova Direção”, “Os Amadores”, “Casos e Acasos”, “Força Tarefa” e em vários episódios da sitcom Cilada (2009), no canal Multishow e, na TV Globo, no programa Fantástico, fazendo diferentes personagens ao lado de Bruno Mazzeo. Também atuou em mais de uma dezena de novelas – sendo a última Beleza Pura, em 2008. Em 2009, participou do filme Os Normais 2. Em 2010, viveu Dircinha Batista na microssérie “Dalva e Herivelto”, da TV Globo. Em 2014, estreou o programa Alucinadas, no canal Multishow. Desde 2014 escreve o novo Zorra na TV Globo. Atualmente está na série Xilindró, no Multishow, fazendo a diretora Sandra.

No teatro fez, entre outras peças, O Bravo Soldado Schweik (1996), ao lado de Lucio Mauro Filho e Maria Clara Gueiros, com direção de Bernardo Jablonski; Il Trittico (1995), ópera de Giacomo Puccini, dirigida por Jorge Takla; Úteros em Fúria (2000), ao lado de Heloísa Périssé e Maria Clara Gueiros, sob a direção de Bernardo Jablonski; Aracy de Almeida – No País de Araca (2001), ao lado de Leandro Hassun, sob a direção de Eduardo Wotzik ; Pelo amor de Deus, não fala assim comigo (2008), texto de Maria Carmem Barbosa, ao lado de Cissa Guimarães, Orã Figueiredo e Kadu Garcia, sob a direção de Ivan Sugahara. Em 2010, ao lado de Renata Castro Barbosa, estrelou o espetáculo Alucinadas.

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • 2016 - Xilindró ..............................................................Sandra
  • 2014 - Alucinadas........................................................45 personagens
  • 2012 - Cheias de Charme .......................................Emilia Xavier
  • 2011 - Fina Estampa .............................................. Fátima[1][2]
  • 2010 - Separação?! ................................................. Georgina
  • 2010 - Dalva e Herivelto - Uma canção de amor .... Dircinha Batista
  • 2009 - Fantástico (Cilada).. ........................................... Soraya/aeromoça
  • 2009 - Força-Tarefa ...................................................Dalvinha
  • 2008 - Beleza Pura .....................................................Vilma
  • 2007 - Malhação .... ....................................................Dra. Regina
  • 2006 - Cilada ............................................................... aeromoça
  • 2005 - Sob Nova Direção .............................................amiga de Belinha
  • 2003 - A Grande Família.................................................Sofia
  • 2002 - Família SA .... .........................................................Helena

Cinema[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 2010 - Alucinadas
  • 2001 - Aracy de Almeida – No País de Araca
  • 2000 - Úteros em Fúria
  • 1996 - O Bravo Soldado Schweik
  • 1995 - Il Trittico

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]