Luiz Vieira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luiz Vieira
Programa Sr. Brasil - TV Cultura - 17/08/14
Informação geral
Nome completo Luiz Rattes Vieira Filho
Nascimento 12 de outubro de 1928
Local de nascimento Caruaru,  Pernambuco
País  Brasil
Nacionalidade  brasileiro
Gênero(s) MPB, Samba-canção
Instrumento(s) Vocal, Violão

Luiz Rattes Vieira Filho (Caruaru, 12 de outubro de 1928) é um cantor, compositor e radialista brasileiro.

Seu nome foi uma homenagem ao avô. Perdeu a mãe com apenas dois anos de idade. Antes dos dez anos mudou-se para o Rio de Janeiro, sendo criado pelo avô em Alcântara, município de São Gonçalo. Na ex-capital federal exerceu diversas atividades antes de ingressar na vida artística. Foi chofer de caminhão, motorista de táxi, guia de cego, engraxate e lapidário. Em criança cantou em circos e parques de diversão. Aos oito anos, produziu sua primeira composição.[1]

No início da sua carreira cantava músicas românticas, valsas e samba-canções. No programa de Renato Murce, no Rio, imitou Vicente Celestino. Foi crooner de orquestra num cabaré do bairro da Lapa, no Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Conseguiu ser contratado pela rádio Tupi, por intermédio de Paulo de Grammont. Em 1950, acabou sendo contratado pelas rádios Tupi e Record, de São Paulo, que pertenciam às Emissoras Associadas.

A canção Menino de Braçanã, de 1953, foi seu primeiro sucesso, na voz de Roberto Paiva e, em seguida, o cantor Ivon Curi gravou-a.

Em 1954, era cantor da rádio e televisão Record de São Paulo, permanecendo até 1961. Trabalhava na rádio Nacional (CBN) - 1959. Encontro com Luiz Vieira, o programa da TV Excelsior, canal 9, de São Paulo, estreou no ano de 1962. Neste mesmo ano Vieira ganhou as paradas de sucesso com a canção Prelúdio Pra Ninar Gente Grande, mais conhecida como Menino Passarinho. Em 1963 gravou outro grande sucesso, Paz do Meu Amor (Prelúdio nº 2). Chegou a fazer diversas viagens aéreas por semana, para fazer cinco programas de televisão. Viajava do Ceará ao Rio Grande do Sul. Atualmente e locutor da Rádio Manchete[2] .

Não gosta de ser chamado de cantor, mas, sim, de cantador. Luiz Vieira é estudioso das músicas de cordel.

Discografia[editar | editar código-fonte]

[3]

  • (1951) Pai, acende o lampião/Caixa d,água • Todamérica • 78
  • (1951) Baião da Vila Bela/Coreana • Todamérica • 78
  • (1952) O retirante/Largo do Cafunçu • Todamérica • 78
  • (1952) Dona Catulina/Chova ou faça sol • Todamérica • 78
  • (1953) Pegando sol/A lenda do chafariz • Todamérica • 78
  • (1953) Rolinha minha saudade/Toada com Maria Jesuína • Todamérica • 78
  • (1954) Pirraça/Lelê belezinha • Todamérica • 78
  • (1954) O menino de Braçanã/Os olhinhos do menino • Todamérica • 78
  • (1954) Paroliado/Desfeita • Todamérica • 78
  • (1955) Viva a Penha/Sodade furadera • Odeon • 78
  • (1955) Quem come bebe tudo/Mamãe bate • Odeon • 78
  • (1955) Rolinha fogo pagô/O lenço da moça • Odeon • 78
  • (1956) Maria Filó (O danado do trem)/Ambrosina • Copacabana • 78
  • (1956) Forró do Frutuoso/Meu crucifixo • Odeon • 78
  • (1957) Estrada de Columandê/Corridinho da saudade • Copacabana • 78
  • (1958) Cantiga da lembrança/Embolada mudou • Copacabana • 78
  • (1959) Retalhos do Nordeste • Copacabana • LP
  • (1959) Futucando/Milho verde • Copacabana • 78
  • (1960) A intrigante/Guarânia do amor sofrido • Copacabana • 78
  • (1962) Encontro com Luiz Vieira. Volume 1 • Copacabana • LP
  • (1962) Pagando o pato/Meu sentido era na bela • Copacabana • 78
  • (1962) Prelúdio pra ninar gente grande/Jaguaribe • Copacabana • 78
  • (1963) Paz do meu amor (Prelúdio nº 2)/Taí no que dá • Copacabana • 78
  • (1971) Em tempo de verdade • Copacabana • LP
  • (1974) Luiz Vieira • Odeon • LP
  • (1978) Na asa do vento • CBS • LP
  • (1986) 40 anos de música • Continental • LP
  • (1992) O melhor de Luiz Vieira • Movieplay • CD
  • (2000) Os grandes sucessos • Polidisc • CD
  • ([S/D]) Encontro com Luiz Vieira. Volume 2 • Copacabana • LP

Referências

  1. Dicionário Cravo ALbin, página visitada em 31 de agosto de 2015.
  2. Rádio Manchete. Luiz Vieira. Visitado em 13/12/2014.
  3. Dicionário Cravo ALbin, página visitada em 31 de agosto de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]