Macaca mulatta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Como ler uma caixa taxonómicaRhesus
Macaca mulatta in Guiyang.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Superfilo: Deuterostomia
Filo: Chordata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Superfamília: Cercopithecoidea
Família: Cercopithecidae
Subfamília: Cercopithecinae
Tribo: Papionini
Género: Macaca
Espécie: M. mulatta
Nome binomial
Macaca mulatta
(Zimmermann, 1780)
Distribuição geográfica
Mapa de distribuição do Rhesus
Mapa de distribuição do Rhesus

O Rhesus ou reso (Macaca mulatta) é um primata da família Cercopithecidae que habita as florestas temperadas da Índia, China e Afeganistão.

É um animal de cor geralmente castanho-avermelhada, quase alaranjada com a face rosada e com muitos pelos nas regiões das sobrancelhas. Mede entre 38 e 76 cm e a cauda possui cerca de 61 centímetros. Pesa aproximadamente 13 kg. O rhesus é omnívoro e alimenta-se de vegetais e pequenos animais. A gestação dura cerca de 146 a 180 dias e resulta num único filhote. Assim que o filhote nasce é extremamente dependente dos cuidados maternos. O filhote nunca fica sozinho no seu ninho. À medida que cresce a mãe deixa de transportá-lo. É um animal muito ativo durante o dia. Vive em grupos de aproximadamente 24 indivíduos de ambos os sexos e diferentes idades. É um bom nadador. Chega a viver 30 anos em cativeiro.

É extensivamente estudado e usado em experiências laboratoriais. O fator Rh do sangue foi demonstrado primeiramente em rhesus. Recentemente, um estudo mostrou que em certas condições, o macaco-rhesus pode agir com autoconsciência e até se reconhecer em frente a um espelho.[2]

Referências

  1. Timmins, R. J., Richardson, M., Chhangani, A., Yongcheng, L. . Macaca mulatta (em Inglês). IUCN 2015. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2015 Versão 4.
  2. "Pela primeira vez, macacos se reconhecem no espelho". Revista Galileu. Consult. 20 de outubro de 2013. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Macacos do Velho Mundo ou Hominoidea, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.