Cercopithecus neglectus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaCercopithecus neglectus[1]
Cercopithecus neglectus.jpg

Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [2]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Cercopithecidae
Género: Cercopithecus
Espécie: C. neglectus
Nome binomial
Cercopithecus neglectus
Schlegel, 1876
Distribuição geográfica
Cercopithecus neglectus distribution.svg

Cercopithecus neglectus é um Macaco do Velho Mundo endêmico de áreas alagadas da África Central. É um dos primatas africanos de distribuição geográfica mais ampla em florestas.[2]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Localmente é conhecido por "macaco-do-pântano".[3]

Descriçãon[editar | editar código-fonte]

Possui coloração cinza com as costas de cor avermelhada, membros e cauda pretos e dorso de cor branca. Possui uma listra branca nas coxas, e marcas laranjas aparecem na testa. As pálpebras são brancas, assim como a barba e o focinho. Devido a sua aparência distinta, é referido, muitas vezes, em inglês, como "Ayatollah monkey", pois possui barba parecida com do Aiatolá Ruhollah Khomeini. Ambos os sexos possuem bolsas nas bochechas para carregar comida enquanto forrageiam, e machos possuem o escroto azul.

É uma espécie sexualmente dimórfica: machos pesam cerca de 7 kg, enquanto fêmeas pesam até 4kg.[4]

Distribuição geográfica e habitat[editar | editar código-fonte]

Habita pântanos, florestas de bambu, e florestas secas de Angola, Camarões, República Centro-Africana, República do Congo, República Democrática do Congo, Guiné Equatorial, Etiópia, Gabão, Quênia, Sudão e Uganda. São principalmente arborícolas.[2][5]

Comportamento e ecologia[editar | editar código-fonte]

Mother with young

Não existem estudos da espécie em liberdade, mas pensa-se que corresponde aos outros membros do gênero Cercopithecus, que vivem até 30 anos em cativeiro. É um primata territorial, que vive em pequenos grupos sociais. Existe uma hierarquia, com um macho dominante.[4]

Possuem predadores como o leopardo, o chimpanzé-comum e seres humanos.[4]

Referências

  1. Groves, C.P. (2005). Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.), ed. Mammal Species of the World 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press. 157 páginas. ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494 
  2. a b c Struhsaker, S., Oates, J. F., Hart, J. & Butynski, T. M. (2008). Cercopithecus neglectus (em Inglês). IUCN 2012. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2012 Versão 2. Página visitada em 05 de abril de 2013.
  3. Eng, Curtis (março–abril de 1998). «AZA Species Survival Plan Profile: De Brazza's Monkey». School of Natural Resources and Environment, University of Michigan. Endangered Species UPDATE: 25–26. Consultado em 2 de maio de 2012 
  4. a b c Stein, J. (2002). «Cercopithecus neglectus». Animal Diversity Web. Consultado em 30 de abril de 2012 
  5. Karere G. Mugambi, Thomas M. Butynski, Mbaruk A. Suleman & Wilbur Ottichilo. «The vanishing De Brazza's monkey (Cercopithecus neglectus Schlegel) in Kenya». International Journal of Primatology. Consultado em 18 de março de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre Macacos do Velho Mundo ou Hominoidea, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.