Magnetizador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde março de 2015).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ícone de esboço Este artigo sobre Magnetizador é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Magnetizador tratando seu clientes em fila.

Magnetizador e mesmerizador (Originalmente: magnetiseur e mesmerirers) são denominações de pessoas que estudam e praticam o magnetismo animal,[1] não podendo ser confundidos com mesmeristas e magnetistas que são aqueles que apenas estudam o magnetismo sem ser adeptos de seus processos terapêuticos.[2]

Etimologia e definição[editar | editar código-fonte]

A etimologia da palavra magnetizador veio do português arcaico magnetisador [3] , este por sua vez do fracês magnetiseur ("que pratica os métodos do mesmerismo" [1]), o mesmo do verbo magnétiser [4] ("magnetizar") derivado por sua vez também do francês magnétique (magnético), provindo do grego, magnes [2] (atração) + sufixo -iser (utilizador).

O termo designa o indivíduo que tem a faculdade de manipular o fluido magnético[5] tendo ação recíproca daqueles que o cercam, manifestada por sua analogia com o ímã.[6] Esta acepção do termo se encontra, por exemplo, na expressão de Antoine-Joseph Gorsas: "O magnetizador é o imã da energia vital".[7]

Contexto[editar | editar código-fonte]

Hahnemann ainda alegou que:

No período Clássico do Magnetismo Animal do final do séc XVII a meados do séc XIX existiam os Magnetizadores profissionais,[11] o quais tinham um potencial declarado por autores da época, muito mais efetivo. Estes tinham o termo por profissão a passava-se horas e horas Mesmerizando seus clientes, diretamente ou por intermédio de Magnetos. Porém é necessário relatar que em algumas patologias, uns mesmerizadores são mais propícios a alcançar o resultado almejado que outros independente de seu grau de conhecimento.[2] Jacob Melo relata em seus livros que este efeito pode ser ocasionado tanto pela fadiga fluídica do magnetizador como pelo órgão co o qual o magnetizador mais usine a energia processada.[12]

...

Magnetizadores conhecidos[editar | editar código-fonte]


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Dictionnaire Notre Famille, (1987), Magnetiseur, notrefamille.com. Visitado em 19 de agosto de 2015
  2. a b c Hector Durville, Teoria e procedimentos do Magnetismo Animal, Rio de Janeiro, ed. Léon Denis, 2012 ISBN 978-85-7297-510-0
  3. Bruno, Sampaio, (1898), O Brazil mental, Visitado em 18 de junho de 2015.
  4. Thouvenel, Pierre, Mémoire physique et médicinal, Paris Ed. Chez Didot le jeune, Quai des Auguftins. (1781) p. 300
  5. Barão du Potet, Manual do estudante Magnetizador, ed. Vida - 3ª Edição, 2013
  6. Franz Anton Mesmer, Mémoire sur la découverte du magnétisme animal, 1779, Wikisource-logo.svg Édition numérique disponible sur wikisource. Il y a aussi une édition papier chez Allia, 2006, ISBN 2844852262
  7. Gorsas, Antoine-Joseph, L'Ane promeneur, 1784, p. 41 e p. 342
  8. Jean-Pierre Peter, « Puységur et l'enfant fou ou la raison originelle », in Marquis de Puységur, un somnambule désordonné, p. 9-88, Les Empêcheurs de penser en rond, Synthélabo, 1999
  9. Gereon Wolters (Hrsg.): Franz Anton Mesmer und der Mesmerismus. Universitätsverlag Konstanz, Konstanz 1988, ISBN 3-87940-335-X
  10. Organon da Arte de Curar,§ 288 - 6ª edição
  11. Franklin Rausky, Mesmer ou la révolution thérapeutique, Paris, 1977
  12. Palestra proferida no III Encontro Mundial de Magnetizadores
  13. Especialmente numa pessoa como há poucos entre os homens que, dotados de um bom coração e plena força física, possuam um desejo sexual muito reduzido ou completamente ausente, nos quais portanto os delicados espíritos vitais que seriam necessários em todos os homens para o preparo do esperma estejam presentes em quantidade e prontos a se comunicarem através de toque pleno de vontade a outras pessoas. Alguns desses mesmeristas curadores que conheci possuíam todas essas qualidades especiais(Organon da Arte de Curar,§ 288 - 6ª edição)
  14. Organon da Arte de Curar,§ 288 - 6ª edição
  15. Michaelus, Magnetismo espiritual Ed. FEB, 2003,ISBN 8573283173.