Messier 37

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Messier 37
Messier 37
Messier 37
Dados observacionais (J2000)
Constelação Auriga
Asc. reta 5h 49m 0s
Declinação +32° 33′
Distância 4.400 anos-luz (1,3 kpc)
Magnit. apar. 5,8
Características físicas
Raio 20-25 anos luz
Outras denominações
NGC 2099
Messier 37
Auriga constellation map.png

Messier 37 (também denominado M37 ou NGC 2099) é um aglomerado aberto localizado na constelação de Auriga.[1] Situa-se a aproximadamente 3 600 anos-luz da Terra e possui uma magnitude aparente de 5,8. Foi descoberta pelo italiano Giovanni Battista Hodierna antes de 1654.

Descoberta e visualização[editar | editar código-fonte]

É o segundo de três aglomerados abertos na região sul da constelação de Cocheiro incluídos pelo astrônomo francês Charles Messier em seu catálogo, em 2 de setembro de 1764. Messier 37 e os outros dois aglomerados abertos foram descobertos por Giovanni Battista Hodierna antes de 1654. Quando Guillaume Le Gentil redescobriu independentemente os aglomerados Messier 36 e Messier 38 em 1749, não pôde visualizar M37, que está na mesma região da esfera celeste.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

Messier 37, Ole Nielsen

Dentre os três aglomerados abertos da constelação de Cocheiro pertencentes ao catálogo de Messier, é o mais rico, contendo 150 estrelas de magnitude aparente 12,5 ou menor (mais brilhantes), tendo um total de 500 estrelas. Considerando a existência de pelo menos 12 gigantes vermelhas e que suas estrelas mais quentes são da classe espectral B9, conclui-se que Messier 37 é o mais velho dos três aglomerados de sua região, com uma idade estimada em 300 milhões de anos.[2]

As estimativas de sua distância em relação à Terra não são um ponto comum: Kenneth Glyn Jones estima essa distância em 3 600 anos-luz, enquanto que Robert Burnham, Jr. estima em 4 700 anos-luz. Considerando sua extensão aparente na esfera celeste de 24 minutos de grau, sua extensão linear e de 20 a 25 anos-luz. Foi classificado como um aglomerado aberto tipo I,1,r ou I,2,r, segundo a classificação de aglomerados abertos de Robert Julius Trumpler, onde a classe I refere-se aos aglomerados mais densos e a classe IV aos menos densos; a classe 1 aos aglomerados com pouca diferença de brilho entre seus componentes e a classe 3 aos que tem grande diferença de brilho; e a classe p aos aglomerados pobres em estrelas, m para aglomerados com a quantidade de estrelas dentro da média e r para os ricos em estrelas.[2]

Referências

  1. MOURÃO, Ronaldo Rogério de Freitas. Uranografia. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1989. p. 71. ISBN 85-265-0174-7
  2. a b c Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). Messier Object 37 (em inglês) SEDS. Visitado em 28 de maio de 2012.
Science.jpg    NGC 2097  •  NGC 2098  •  NGC 2099  •  NGC 2100  •  NGC 2101   
Ícone de esboço Este sobre um aglomerado estelar aberto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.