Messier 99

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Messier 99
Messier 99, com regiões H II indicadas (crédito: ESO)
Descoberto por Pierre Méchain
Data de descoberta 17 de março de 1781
Dados observacionais (J2000)
Constelação Coma Berenices
Tipo Galáxia espiral não-barrada
Asc. reta 12h 18m 50s
Declinação +14° 24′ 59″
Distância 60 milhões de anos-luz (18,4 parsecs)
Redshift 2407 ± 3 km/s
Magnit. apar. 10,4
Dimensões 5′,4 × 4′,7
Outras denominações
NGC 4254, UGC 7345, PGC 39578, Coma Pinwheel Galaxy, Virgo Cluster Pinwheel
Mapa
Messier 99
Coma Berenices constellation map.png

Messier 99 (também conhecido como M99 ou NGC 4254) é uma galáxia espiral não-barrada da constelação de Coma Berenices que fica a aproximadamente 60 milhões de anos-luz da Terra. Foi descoberta por Pierre Méchain em 17 de março de 1781

Descoberta e visualização[editar | editar código-fonte]

Detale dos braços de Messier 99, Telescópio Espacial Hubble

A galáxia espiral foi descoberta pelo astrônomo francês Pierre Méchain em 15 de março de 1781, juntamente com Messier 98 e Messier 100. Quase um mês depois, em 13 de abril, seu colega de observatório Charles Messier decidiu observá-la e foi incluída em seu catálogo.[1]

Foi a segunda galáxia espiral a ser reconhecida, por William Parsons em 1846 (a primeira foi Messier 51, também por Parsons em 1845).[1]

Características[editar | editar código-fonte]

Um dos objetos mais fracos de todo o catálogo Messier, a galáxia espiral é membro do aglomerado de Virgem, o maior aglomerado galáctico próximo da Terra. É incomumente assimétrica: seu núcleo galáctico não está no centro da galáxia. Supõe-se que essa assimetria seja resultado de uma quase-colisão com outra galáxia vizinha, Messier 98, que se aproxima da Terra a 125 km/s. Além disso, a galáxia afasta-se da Terra a uma alta velocidade de 2 324 km/s, a maior recessão de um objeto Messier.[1]

Três supernovas foram descobertas em M99: a SN 1967H, uma supernova tipo II descoberta em junho de 1967, alcançando uma magnitude aparente máxima 14; SN 1972Q, outra do tipo II, descoberta em 16 de dezembro de 1972, que alcançou a magnitude máxia em 15,6; e SN 1986I, do tipo I, descoberta em 17 de maio de 1986, alcançando a magnitude máxima 14.[1]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. a b c d Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). «Messier Object 99» (em inglês). SEDS. Consultado em 29 de maio de 2012 
Science.jpg    NGC 4252  •  NGC 4253  •  NGC 4254  •  NGC 4255  •  NGC 4256   
Ícone de esboço Este artigo sobre um objeto do céu profundo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.