Out of Control (álbum de Girls Aloud)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o álbum de 1980 de Peter Criss, veja Out of Control (álbum de Peter Criss).
Out of Control
Álbum de estúdio de Girls Aloud
Lançamento Reino Unido 3 de novembro de 2008
Gravação maio - outubro de 2008
Gênero(s)
Duração 53:09
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Fascination, Universal
Produção Brian Higgins, Xenomania
Cronologia de Girls Aloud
Tangled Up
(2007)
Singles de Out of Control
  1. "The Promise"
    Lançamento: 20 de outubro de 2008
  2. "The Loving Kind"
    Lançamento: 12 de janeiro de 2009
  3. "Untouchable"
    Lançamento: 27 de abril de 2009

Out of Control é o quinto e último álbum de estúdio do girl group britânico Girls Aloud. Foi lançado em 3 de novembro de 2008,[1] pela gravadora "Fascination Records" no Reino Unido. O primeiro single retirado do álbum foi "The Promise", lançado em outubro, que chegou ao topo das paradas britânicas, sendo o quarto single do grupo que atingiu o primeiro lugar.

Informações[editar | editar código-fonte]

As Girls Aloud anunciaram em seu site oficial que iriam começar a trabalhar em seu quinto álbum de estúdio em maio de 2008, durante a "Tangled Up Tour".[2] Sarah Harding disse em uma entrevista à MTV que elas haviam "trabalhado no álbum o verão inteiro".[3]

O site do grupo ainda descreveu o Out of Control como "o álbum mais empolgante e emocionante do grupo",[4] e Kimberley Walsh revelou que o álbum "tem uma sonoridade retrô, mas isso não foi planejado, simplesmente aconteceu'". Nicola Roberts disse que o álbum possui o eletro pop dos anos 80.[5] Sarah também disse: "estou otimista por tentarmos fazer algo diferente e avançado. Eu acho que nada que fizemos até agora tenha soado parecido".[6] Nadine Coyle disse que "o objetivo desde o início era fazer canções que não soassem como qualquer outra coisa já feita lá fora".[5] Kimberley acrescentou dizendo: "nós sempre queremos impressionar os fãs com o que fazemos".[5]

De acordo com Kimberley, o título do álbum veio quando a gravadora do grupo disse a elas: "Não sabemos o que dizer, vocês estão totalmente fora de controle (out of control). Não podemos dizer mais nada." O nome também está presente em um verso de uma canção do álbum, "We Wanna Party". A capa do álbum foi revelada no site oficial do grupo em 16 de Outubro de 2008.[7]

Assim como no Tangled Up, as Girls Aloud também co-escreveram algumas canções para o álbum. No Out of Control foram quarto: "Live in the Country", "Love is the Key", "Miss You Bow Wow" e "Revolution in the Head".

Lançamento e recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
BBC Music (positiva)[8]
Digital Spy 4 de 5 estrelas.[9]
The Guardian 3 de 5 estrelas.[10]
The Independent (positiva)[11]
Metro 4 de 5 estrelas.[12]
MSN (positiva)[13]
NME 8 de 10 estrelas.[14]
The Sun 4.5 de 5 estrelas.[15]
The Sunday Times 3 de 5 estrelas.[16]
The Times 4 de 5 estrelas.[17]

Out of Control foi inicialmente anunciado para ser lançado em 10 de novembro de 2008,[18] mas o lançamento foi adiantado em uma semana, sendo lançado em 3 de novembro.[1] Na Irlanda, o álbum foi lançado na sexta-feira anterior, 31 de outubro.[19] O álbum também foi lançado em versão de disco duplo, com um disco bônus contendo versões demos não lançadas e entrevistas, e um encarte de 24 páginas com fotos e todas as letras das músicas do álbum.[20] Além do álbum, uma edição extra e limitada foi lançada. Intitulado de Girls A Live, o disco bônus está disponível para compra apenas através da Woolworths.[21] Ele apresenta oito performances ao vivo de Girls Aloud em suas turnês.

O jornal "The Sun" descreveu o álbum como "uma mistura de baladas e batidas incansáveis, com aqueles hits que já estamos habituados".[22] Descreveu a canção "Love is Pain" como "uma música sincera", que termina com "um solo emotivo" de Cheryl. Sua sonoridade foi descrita pelo "Popjustice" como "semelhante às músicas eletrônias do início dos anos 90".[23] A canção "The Loving Kind" contou com a colaboração dos Pet Shop Boys.[22] Neil Tennant disse que co-escreveu a canção enquanto trabalhava com Xenomania (produtor das Girls Aloud), e descreveram-a como "linda, e ainda assim dançante".[24]

O "Popjustice" disse que "as letras têm a tristeza e a melancolia de uma grande balada romântica, mas a produção leva a canção direto para a pista de dança e lhe dá uma inegável sensação de otimismo".[25] "Untouchable" é uma canção de seis minutos e meio que foi chamada de "rápida, eletrônica e fantástica" com um refrão empolgante.[26] "Rolling Back the Rivers in Time" possui os arranjos da guitarra feitos pelo membro dos The Smiths, Johnny Marr.[27] "Live in the Country" foi definida como uma canção drum and bass "sobre a vida no campo - com sons de animais como efeitos sonoros",[22] e "praticamente uma sequência de 'Swinging London Town'" (canção do álbum do grupo de 2005, Chemistry)[28] "Revolution in the Head" traz o primeiro rap de Nadine em uma canção.[22] A faixa bônus do álbum, "We Wanna Party", é uma regravação de uma canção da cantora Lene.[29] Lene, anteriormente, havia co-escrito as canções "No Good Advice" e "You Freak Me Out" (ambas do ábum Sound of the Underground, de 2003) que as Girls Aloud gravaram, e também possui sua própria versão da canção "Here We Go" (presente no álbum do grupo de 2004, What Will the Neighbours Say?).

Em outras descrições do álbum, ele foi denominado como "o álbum mais melancólico do grupo até hoje".[30] Segundo o "The Times", Xenomania e as Girls Aloud "continuam sendo tão inventivos como nunca",[31] A resenha do "Digital Spy" disse que o álbum é "na maioria uma absoluta delícia. A música aqui é inteligente, aventureira, emocionalmente ressonante e, por vezes, muito, muito atraente."[32] A revista "NME" classificou o álbum como "mais consistente do que qualquer álbum indie britânico lançado este ano."[33]

O "musicOMH.com" considerou que "Out of Control não te levas às alturas como Chemistry ou Tangled Up".[34] Em uma análise mais apática do "MSN" disse que o álbum "não foi perfeito por diversos motivos [...] mas existem músicas típicas das Girls Aloud o suficiente para manter a sua base de fãs felizes, enquanto que a peculiaridade de algumas canções podem dar-lhes uma nova audiência."[35] O "The Guardian" criticou o álbum, dizendo que "os seus singles são de tal brilhantismo que não há necessidade de complementá-los com 11 faixas adicionais tão normais."[36]

Faixas e formatos[editar | editar código-fonte]

  1. "The Promise" (M. Cooper, B. Higgins, J. Resch, K. Jones, C. Williams) - 4:03
  2. "The Loving Kind" (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, N. Tennant, C. Lowe) - 3:54
  3. "Rolling Back the Rivers in Time" (M. Cooper, B. Higgins, C. Williams, T. Powell, N. Coler) - 4:26
  4. "Love Is the Key" (Girls Aloud, M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, N. Coler) - 4:17
  5. "Turn to Stone" (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, M. Gray, S. McIennan, S. Collison) - 4:25
  6. "Untouchable" (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, M. Gray) - 6:41
  7. "Fix Me Up" (M. Cooper, B. Higgins, J. Resch, K. Jones, C. Williams, T. Powell, N. Coler) - 4:26
  8. "Love Is Pain" (M. Cooper, B. Higgins, C. Williams, N. Coler) - 3:31
  9. "Miss You Bow Wow" (Girls Aloud, M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, N. Coler, L. Cowling, O. Parker, T. Scott, M. Boyle) - 4:11
  10. "Revolution in the Head" (Girls Aloud, M. Cooper, B. Higgins, C. Williams, T. Powell, N. Coler, O. Parker) - 4:04
  11. "Live in the Country" (Girls Aloud, M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, M. Gray, N. Scarlett) - 4:27
  12. "We Wanna Party" (M. Cooper, B. Higgins, L. Cowling, Xenomania) - 3:54 (Faixa bônus britânica)
Edição CD bônus[37]

Foi lançado em 3 de novembro de 2008. Esta edição vem com o repertório da edição britânica mais o disco bônus contendo o documentário sobre a gravação do álbum.

  1. Cheryl, Kimberly, Nadine, Nicola & Sarah Discuss the Recording of Out of Control — 29:14

Girls A Live[editar | editar código-fonte]

Semelhante ao álbum Mixed Up, esta é uma edição extra e limitada do álbum ao vivo, intitulada Girls A Live. Ela apresenta uma série de áudios das performances ao vivo do grupo em suas turnês.

  1. "Something Kinda Ooooh" (Live at the Local in Birmingham, 2007) (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, N. Coler, J. Lei, G. Sommerville) - 3:42
  2. "Waiting" (Live at Wembley, Chemistry Tour, 2006) (M. Cooper, B. Higgins, T. "Rolf" Larcombe, L. Cowling, S. Lee, P. Woods) - 4:27
  3. "Call the Shots" (Live at The O2, Tangled Up Tour, 2008) (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, G. Sommerville, L. Cowling) - 4:03
  4. "Deadlines & Diets" (Live at the Hammersmith Apollo, What Will The Neighbours Say? Live, 2005) (M. Cooper, B. Higgins, M. Gray) - 4:42
  5. "Close to Love" (Live at The O2, Tangled Up Tour, 2008) (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, N. Coler, J. Lei, L. Cowling) - 4:16
  6. "Love Machine" (Live at the Local in Birmingham, 2007) (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell, N. Coler, L. Cowling, M. Boyle, S. Lee) - 3:36
  7. "Biology" (Live at Wembley, Chemistry Tour, 2006) (M. Cooper, B. Higgins, L. Cowling, T. Powell, G. Sommerville) - 4:24
  8. "Graffiti My Soul" (Live at the Hammersmith Apollo, What Will The Neighbours Say? Live, 2005) (M. Cooper, B. Higgins, T. Powell) - 5:05

Singles[editar | editar código-fonte]

The Promise
Ver artigo principal: The Promise

O primeiro single do álbum foi "The Promise", uma canção com uma notável influência dos anos 60, lançado duas semanas antes de Out of Control, em 20 de outubro de 2008.[38]

"The Promise" estreou na UK Singles Chart em 26 de outubro de 2008 em primeiro lugar, conseguindo bater o hit da cantora Pink, "So What". Só na primeira semana, o single vendeu impressionantes 77.110 cópias, tornando-se o single mais vendido em sua semana de estréia em 2008, até então. Na Irlanda, a canção estreou em quarto lugar,[39] sua primeira vez no top 4 desde "I'll Stand by You".

O videoclipe da canção acontece em um drive-in dos anos 50, onde as garotas, de seus carros, assistem a si mesmas no telão. Na tela é reproduzido em preto e branco uma apresentação de "The Promise", onde as Girls Aloud aparecem com vestidos repletos de grandes lantejoulas.[40] Elas cantam com uma banda atrás, imitando grupos como The Supremes.[41]

The Loving Kind

"The Loving Kind" é o segundo single do álbum, lançado em 12 de janeiro de 2009 e foi o 20º single da banda a alcançar o Top 10 da UK Singles Chart.

Mesmo assim, foi o single que teve a posição mais fraca nos charts, já que só alcançou a posição #10, perdendo até para See the Day(#9).

Untouchable

"Untouchable" é o terceiro single do álbum a ser lançado ainda em 27 de abril de 2009. O clipe foi visto no dia 25 de março no 4music às 7:00 horas, um mês antes da música ser lançada nas rádios.

A música ficou na posição #11, na UK Singles Chart, sendo a única canção do grupo a perder o "Top 10" na UK Singles Chart.

Desempenho nas paradas e certificações[editar | editar código-fonte]

Out of Control estreou na parada de álbuns da Irlanda em sétimo lugar, a melhor estréia da semana, e a segunda melhor posição de um álbum do grupo no país. No Reino Unido, o álbum estreou em primeiro lugar na UK Albums Chart, o primeiro álbum de estúdio do grupo a alcançar o topo da parada. A edição extra Girls A Live estreou no Top 40 em 29º lugar.

Posição nas paradas
Parada de álbuns (2008) Posição Certificação
Reino Unido Albums Chart 1 796,000 2× Platina
República da Irlanda Irish Albums Chart 7 2× Platina
Mundo United World Chart 10
Precessão e sucessão
Precedido por
Funhouse por Pink
Álbum número um na UK Albums Chart
9 de novembro de 2008
Sucedido por
The Promise por Il Divo

Referências

  1. a b «Latest news on Out of Control». Girls Aloud. 9 de outubro de 2008. Consultado em 9 de outubro de 2008 
  2. «Special announcement from Cheryl». GirlsAloud.co.uk. 27 de maio de 2008. Consultado em 12 de junho de 2008. Arquivado do original em 28 de outubro de 2007 
  3. Tom Thorogood (29 de setembro de 2008). «Girls Aloud Sarah Harding interview». MTV News. MTV. Consultado em 29 de setembro de 2008 
  4. «Girls Aloud are Out of Control!». GirlsAloud.co.uk. 29 de setembro de 2008. Consultado em 29 de setembro de 2008 
  5. a b c ERica Powell (17 de outubro de 2008). «Girls Aloud collaborate with Pet Shop Boys». MTV News. MTV. Consultado em 18 de outubro de 2008 [ligação inativa]
  6. Sarah Rollo (9 de outubro de 2008). «Girls Aloud have "one or two" LPs left». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 9 de outubro de 2008 
  7. «Out of Control - The Cover!». GirlsAloud.co.uk. 16 de outubro de 2008. Consultado em 18 de outubro de 2008. Arquivado do original em 28 de outubro de 2007 
  8. http://www.bbc.co.uk/music/release/gcqv/
  9. http://www.digitalspy.co.uk/music/a134134/girls-aloud-out-of-control.html
  10. http://www.guardian.co.uk/music/2008/oct/31/girls-aloud-review
  11. http://www.independent.co.uk/arts-entertainment/music/reviews/album-girls-aloud-out-of-control-polydor-985996.html
  12. http://www.metro.co.uk/metrolife/music/article.html?Girls_Aloud:_Out_Of_Control&in_article_id=384739&in_page_id=25
  13. http://entertainment.uk.msn.com/music/reviews/article.aspx?cp-documentid=10362212
  14. http://www.nme.com/reviews/girls-aloud/9976
  15. http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/showbiz/sftw/article1847712.ece
  16. http://entertainment.timesonline.co.uk/tol/arts_and_entertainment/music/cd_reviews/article5048622.ece
  17. http://entertainment.timesonline.co.uk/tol/arts_and_entertainment/music/cd_reviews/article5030769.ece
  18. «Girls Aloud name Out of Control album». AngryApe. 30 de setembro de 2008. Consultado em 18 de outubro de 2008 [ligação inativa]
  19. John Meagher (18 de outubro de 2008). «With a new album on the way, there's no stopping the rise and rise of the female fab five». Irish Independent. Independent News & Media. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  20. «Out of Control - Special Edition!». Girls Aloud. 30 de outubro de 2008. Consultado em 30 de outubro de 2008. Arquivado do original em 28 de outubro de 2007 
  21. «Girls A Live». Woolworths. Woolworths. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  22. a b c d «Cheryl's song plea to Ashley». The Sun. 3 de outubro de 2008. Consultado em 3 de outubro de 2008 
  23. Peter Robinson (15 de outubro de 2008). «What's 'Love Is Pain' from the new Girls Aloud album like?». Popjustice. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  24. Neil Tennant (4 de outubro de 2008). «Pet Texts - Message from Neil». Pet Shop Boys. Consultado em 4 de outubro de 2008 
  25. Peter Robinson (17 de outubro de 2008). «A proper review of 'The Loving Kind'». Popjustice. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  26. Peter Robinson (15 de outubro de 2008). «What's 'Untouchable' from the new Girls Aloud album like?». Popjustice. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  27. «Girls Aloud - Out Of Control». Discogs. Zink Media Inc. Consultado em 2 de novembro de 2008 
  28. Peter Robinson (15 de outubro de 2008). «What's 'Live In The Country' from the new Girls Aloud album like?». Popjustice. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  29. Peter Robinson (15 de outubro de 2008). «What's 'We Wanna Party' from the new Girls Aloud album like?». Popjustice. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  30. Dan Cairns (2 de novembro de 2008). «Girls Aloud: Out of Control - the Sunday Times review». The Sunday Times. News International. Consultado em 2 de novembro de 2008 
  31. Priya Elan (1 de novembro de 2008). «Girls Aloud: Out of Control». The Times. News International. Consultado em 1 de novembro de 2008 
  32. Nick Levine (30 de outubro de 2008). «Out of Control». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 30 de outubro de 2008 
  33. Jaimie Hodgson (31 de outubro de 2008). «Out of Control». NME. IPC Media. Consultado em 1 de novembro de 2008 
  34. John Murphy (1 de novembro de 2008). «Girls Aloud - Out Of Control (Polydor)». musicOMH.com. Consultado em 1 de novembro de 2008 
  35. «Girls Aloud: "Out of control"». MSN. Microsoft. 24 de outubro de 2008. Consultado em 26 de outubro de 2008 
  36. Caroline Sullivan (31 de outubro de 2008). «Rock & pop review: Girls Aloud: Out of Control». The Guardian. Guardian Media Group. Consultado em 31 de outubro de 2008 
  37. http://allmusic.com/album/out-of-control-bonus-disc-r1639857
  38. «The Promise». HMV Group. HMV. Consultado em 18 de outubro de 2008 
  39. Daniel Kilkelly (25 de outubro de 2008). «Pink's 'So What' back on top in Ireland». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 26 de outubro de 2008 
  40. Andrei Harmsworth (26 de setembro de 2008). «Grls Aloud swing back to the sixties». Metro. Associated Newspapers Ltd. Consultado em 26 de setembro de 2008 
  41. Nadie Mendoza (26 de setembro de 2008). «Girls Aloud step back in time». The Sun. News International. Consultado em 26 de setembro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]