Nadine Coyle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nadine Coyle
Coyle em 2004.
Informação geral
Nome completo Nadine Elizabeth Louise Coyle
Também conhecido(a) como Nadine
Nascimento 15 de junho de 1985 (33 anos) Derry, Irlanda do Norte
Nacionalidade irlandesa
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Progenitores Mãe: Lillian Coyle
Pai: Niall Coyle
Cônjuge Jason Bell (c. 2008–2010; desde 2013)

Jesse Metcalfe (c. 2005–2008)

Filho(s) Anaíya Bell (n. 2014)
Instrumento(s)
Extensão vocal Soprano
Período em atividade 1999–presente
Outras ocupações
Gravadora(s) Polydor (2002–09)
Fascination (2006–10)
Black Pen (2010–12)
EMI (2017–presente)
Afiliação(ões) Girls Aloud, Sugababes, Natasha Bedingfield, Six
Influência(s) Tina Turner, Sting
Página oficial [1]
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela cidade de Oklahoma, veja Coyle (Oklahoma).

Nadine Elizabeth Louise Coyle (Derry, Irlanda do Norte, 15 de junho de 1985) é uma cantora, compositora, atriz, produtora musical, empresária e modelo irlandesa.[1] Nadine ganhou notoriedade em 2001, após vencer a versão irlandesa do reality show Popstars, e se tornar uma das integrantes do grupo pop Six. Porém, descobriu-se que Nadine havia mentido sua idade verdadeira, o que resultou na perda de seu lugar no grupo. Em 2002, voltou ao Reino Unido para participar da versão britânica do programa, o Popstars: The Rivals, e chegou à fama após tornar-se membro do girl group Girls Aloud e vocalista líder do grupo.

O grupo foi um dos poucos originados em realitys show britânicos a alcançar o sucesso contínuo, acumulando no total uma fortuna de £30 milhões, até maio de 2010. Com as Girls Aloud, Nadine conquistou uma série de 20 singles consecutivos no top 10 do UK Singles Chart (incluindo quatro primeiros lugares), dois álbuns em primeiro lugar no UK Albums Chart, além de receber cinco indicações para o BRIT Awards, vencendo em 2009 como Melhor Single por "The Promise". O grupo anunciou uma pausa em suas atividades para a realização de projetos individuais. Até fevereiro de 2017, a cantora tinha uma conta bancária acima de $13.5 milhões.[2]Durante a pausa das Girls Aloud, Nadine vem trabalhando em um material solo. Seu álbum de estreia Insatiable foi lançado em 8 de novembro de 2010, através de sua própria gravadora, a Black Pen Records, em parceria com a rede de lojas Tesco. O álbum alcançou o 20º lugar na Irlanda e o 47° lugar no Reino Unido. Seu single Insatiable ficou em terceiro lugar no UK Independent Singles Charts e 26 lugar no UK Singles Charts.

No final de 2017, ela lançou seu novo single "Go to Work" através do Virgin EMI Records. Embora o registro não conseguiu o sucesso comercial adequado[3], ele ficou no número 57ª no quadro oficial de vendas de singles[4], que conta apenas vendas pagas no Reino Unido e 52ª lugar no Scottish Singles Chart.

Nadine tem recebido a atenção dos tabloides também por sua vida amorosa, já tendo se relacionado com o jogador de futebol irlandês Neil McCafferty, com o ator americano Jesse Metcalfe, e com o jogador de futebol americano Jason Bell, de quem é noiva desde 2008. Atualmente mora em Los Angeles, onde foi proprietária de um bar, o Nadine's Irish Mist.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nadine Coyle nasceu em Derry, na Irlanda do Norte, em 15 de junho de 1985, filha de Lillian e de seu pai Niall Coyle que também é um cantor e ator.[5][6] Seus pais notaram seu talento para cantar logo cedo, quando ela cantou "Saturday Night at the Movies" dos The Drifters, aos dois anos de idade.[6] Nadine nunca gostou de estudar, mas sempre tirou boas notas.[6] Ela gravou um CD demo em 1999,[6] que foi distribuído para o empresário Louis Walsh e para o programa de entrevistas The Late Late Show. O CD inclui regravações de "Fields of Gold", "Somewhere Over the Rainbow", "Love Is" e a ária "Summertime".[7]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2001–2009: Girls Aloud[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Girls Aloud

Em 2001, enquanto estudava na escola secundária "Thornhill College", Nadine participou de testes para a versão irlandesa do reality show Popstars, em que Louis Walsh era jurado. Ela conquistou uma das vagas na banda Six, no entanto, foi descoberto que Nadine tinha mentido sua idade.[5] Ela tinha apenas 16 anos, dois anos a menos do que a idade mínima estipulada pelos produtores para participar do grupo.[8] Então retornou ao "Thornhill College", em Derry. Mais tarde, ela revelou que ter tido câncer, quando descobriu um caroço em seu peito quando tinha 17 anos.[9]Louis Walsh incentivou Nadine a participar do Popstars: The Rivals, a segunda série britânica da franquia internacional Popstars O objetivo da série foi a criação de dois grupos pop - um de garotos e outro de garotas, cada um com cinco integrantes, para participar de uma espécie de "batalha dos sexos", na disputa pelo primeiro lugar no UK Singles Chart na semana do Natal (a mais concorrida do ano).[10]

Girls Aloud se apresentando em Manchester em sua turnê Out of Control, 2009.

Milhares de candidatos participaram de audições em todo o Reino Unido na esperança de serem escolhidos. Após várias seleções, Nadine se juntou a Cheryl Cole, Sarah Harding, Nicola Roberts e Kimberley Walsh para formar o grupo Girls Aloud, através de votação pública, em 30 de novembro de 2002.[11] O single de estreia do grupo foi "Sound of the Underground", e alcançou o primeiro lugar no UK Singles Chart, tornando-se a música número um do Natal de 2002.[12] As Girls Aloud conquistaram assim o recorde de menor tempo entre a formação do grupo e a obtenção de um primeiro lugar.[13] Em maio de 2003, o grupo lançou seu primeiro álbum, Sound of the Underground.[14]

Desde 2003, as Girls Aloud lançaram mais vinte singles, com todos (exceto um) atingindo o top 10, e quinze deles o top 5. Os singles "I'll Stand by You", "Walk This Way" e "The Promise" atingiram a primeira posição. Dois de seus álbuns chegaram ao topo do UK Albums Chart: sua coletânea de hits, The Sound of Girls Aloud, e seu álbum lançado em 2008, Out of Control, os quais já venderam mais de um milhão de cópias cada.[15] Todos os seus discos receberam a certificação de platina.[16] O grupo já foi nomeado cinco vezes ao BRIT Awards, e em 2009 ganhou como Melhor Single Britânico por "The Promise".[17]

As Girls Aloud tornaram-se um dos poucos originados em realitys show a alcançar o sucesso contínuo, acumulando no total uma fortuna de £30 milhões, até maio de 2010.[18] A edição 2007 do Guinness World Records classificou-as como o "mais bem sucedido grupo de Reality Show de todos os tempos", e em 2008 detiveram também o recorde de "mais singles consecutivos no top 10 do Reino Unido por um grupo feminino". Trabalhando de perto com os produtores do Xenomania desde o início de suas carreiras, a abordagem inovadora do grupo na música pop ganhou elogios da crítica.[19][20][21] O grupo já vendeu mais de dez milhões de discos no mundo inteiro.[22]

Em 2009, as Girls Aloud decidiram que iriam pausar as atividades do grupo e prosseguir seus projetos solo.[23]

2010–2013: Insatiable[editar | editar código-fonte]

Ver também: Insatiable

Nadine Coyle anunciou seus planos de lançar um álbum solo durante a pausa das Girls Aloud.[24][25][26] Ela contratou Barbara Charone, que trabalhou com Madonna e Christina Aguilera, como sua publicitária, e Bruce Garfield como seu empresário.[27][28][29] Apesar dos rumores iniciais de que três grandes gravadoras estavam interessadas em Nadine,[30] foi noticiado que ela não havia conseguido fechar nenhum contrato para lançar seu material solo, nem mesmo com a Polydor Records, gravadora das Girls Aloud.[31] Em abril de 2010, foi noticiado que ela havia assinado com a Geffen Records,[32] mas logo o contrato foi desfeito.[33] Em agosto de 2010, Nadine assina oficialmente um contrato com a rede de lojas Tesco, lançando o álbum através de seu próprio selo, a Black Pen Records.[33][34][35]

Em setembro de 2010, Nadine anunciou o lançamento de seu álbum de estréia, Insatiable, para 8 de novembro.[35][36] Ela trabalhou com vários compositores e produtores famosos durante as gravações, como Desmond Child, Guy Chambers, Mike Elizondo, Steve Booker, Toby Gad, Tony Kanal e o estreante Ricci Riccardi.[25][28][29][37] Também trabalhou com Lucie Silvas, Kyle Cook do Matchbox Twenty, William Orbit e Tiesto.[34][38][39]

O álbum foi precedido pelo lançamento do seu primeiro single, "Insatiable". Co-escrita por Guy Chambers e produzida por Ricci Riccardi, a canção foi classificada como "anos 80", soando semelhante ao som do The Bangles, com batidas pesadas e sendo conduzida a voz da cantora ao som da guitarra.[40][41] Em 29 de outubro de 2010, Nadine apresentou "Insatiable" ao vivo pela primeira vez no programa Paul O'Grady Live.

Em novembro de 2012, Coyle reuniu-se com o resto de Girls Aloud para comemorar seu décimo aniversário. Em 18 de novembro de 2012, a banda lançou seu novo single "Something New", que também foi o single de caridade oficial para Children in Need. O grupo lançou sua segunda maior compilação de hits Ten em 26 de novembro de 2012. Coyle e o grupo embarcou no Ten: The Hits Tour em fevereiro. Após a conclusão da turnê em março de 2013, o grupo anunciou o rompimento.

2013–presente: Nadine EP[editar | editar código-fonte]

Em 4 de abril de 2013, através de sua rede social, Coyle afirmou que ela estava de volta ao estúdio alegando que era emocionante. Ela declarou para Hello Magazine! que tinha planos de fazer uma turnê ao redor do mundo e também está trabalhando em um documentário de TV.

No final de junho, Coyle apareceu na ITV Michael Flatley: A Night to Remember, como parte da ITV Especial Music. No programa, ela cantou um cover de "Dangerous Games", pouco tempo depois ela anunciou que iria estrelar ao lado de Flatley em sua 2014 excursão em determinadas datas. Coyle, em agosto, também revelou que ela está em estúdio gravando novas músicas para seu próximo segundo álbum de estúdio, provavelmente devido no meio de 2015. Em 16 de setembro de 2014, Coyle anunciou que começou a trabalhar com o colaborador de longa data Brian Higgins. Em março de 2015, Coyle falou sobre os pormenores relativos seu segundo álbum, afirmando que tinha a intenção de assinar com uma grande gravadora e que som é semelhante ao seu primeiro álbum e também anunciou uma breve turnê com seu amigo Shane Filan, ex-integrante da boyband Westlife, com sua música "I Could Be".

Em maio de 2017 a cantora irlandesa afirmou que seu segundo álbum seria lançado neste mesmo ano.[42] Logo após em julho renunciou seu mais novo contrato com a gravadora EMI Records, em agosto a cantora lançou seu mais novo single Go To Work para o dia 8 de setembro.[43] [44][45] Em março de 2018 Coyle lançou seu mais novo EP intitulado como Nadine EP contendo apenas quatro canções sendo estas, "September Song", "Gossip", "Something In Your Bones", "Rumours" e Go to Work. Era previsto para começar sua primeira turnê em maio, mas devido a outros compromissos, a cantora cancelou.[46][47]

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

Como integrante das Girls Aloud, Nadine participou do documentário Girls Aloud: Home Truths, além da série de documentários do canal E4, Girls Aloud: Off the Record, e do programa especial de fim de ano, intitulado The Girls Aloud Party. Nadine mostrou interesse na carreira de atriz,[48] após fazer junto com o grupo uma aparição no filme St. Trinian's como uma colegial, além de participar do show The Great Scape de Keith Barry.[49] Ela ainda fez uma participação no videoclipe de Natasha Bedingfield, "I Wanna Have Your Babies", gravado em Los Angeles[50]

Nadine contribuiu na produção do livro Dreams that Glitter - Our Story, uma autobiografia das Girls Aloud, lançada em outubro de 2008 pela editora Transworld Bantam Press.[51][52] O livro mostra fotos inéditas do grupo e inclui passagens sobre a vida pessoal de cada uma, seu sucesso juntas, dicas de estilo, e "tudo o que aprenderam sobre a vida, o amor e a música".[52][53] O grupo fez uma sessão de autógrafos na livraria Waterstone, em Londres, para promover o lançamento.[54] O título Dreams that Glitter vem de um verso do single de 2007 do grupo, "Call the Shots".

Em março de 2010, Nadine fez sua primeira apresentação solo, cantando "Love Me For a Reason", com o grupo Boyzone, em um tributo à morte de Stephen Gately.[55] Também fez uma participação no álbum Love do Boyz II Men, gravando um cover da música "Back for Good" do Take That.[56] A canção não apareceu na versão final do álbum. Nadine também trabalhou com Jay Sean,[57] mas o material do dueto nunca foi lançado.[58] Nadine apareceu no American's Next Top Model no ano de 2012 como jurada responsável pelo grupo britânico de mulheres que concorria, em sua décima oitava temporada no episódio 6, ao lado de Jessica Sutta antiga integrante do The Pussycat Dolls.

Ela foi convidada para ser garota propaganda da linha feminina da Gillette.[59] Como um membro das Girls Aloud, também participou de campanhas para KitKat, Barbie, Nintendo DS, Samsung e Sunsilk.[60][61][62]

Nadine é dona de um pub irlandês chamado Nadine's Irish Mist em Los Angeles. Em dezembro de 2009, visitou Derry, sua cidade natal, acompanhada de seu namorado Jason Bell, para a quebra do recorde de plantar o maior número de árvores em um sítio, em uma hora, por 100 voluntários.[63] Nadine também dedica parte de seu para a caridade, visitando o hospital infantil da Irlanda do Norte.[63]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Nadine atualmente mora em Los Angeles, onde sua família mudou-se para abrir uma rede de autênticos pubs irlandeses. Ela e sua família estão atualmente vivendo em uma mansão em Huntington Beach, Califórnia. Nadine namorou com o jogador de futebol irlandês, Neil McCafferty, seu namorado desde o colegial, até 2003.[64] Também teve um relacionamento com o ator Jesse Metcalfe durante 3 anos. Nadine anunciou estar noiva de seu namorado, o jogador de futebol americano Jason Bell em 2008, com quem namorou por mais de dois anos.[65]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ano Título Posição nas Paradas
IRL RU ESC
2010
Insatiable
  • Lançamento: 8 de novembro de 2010
  • Gravadora: Black Pen Records
  • Formatos: CD, download digital
20 47 51

Extended plays[editar | editar código-fonte]

Lista de álbuns, com picos nos charts e certificações
Título Detalhes Posição nos charts
IRL SCO UK
Nadine EP


Singles[editar | editar código-fonte]

Título Ano Charts Álbum
IRL
[66]
SCO
[67]
UK
[68]
UK Indie
[69]
"Insatiable" 2010 20 23 26 3 Insatiable
"Sweetest High" 2011 Não incluído em álbum
"I Could Be"[70]
(com Shane Filan)
2015 Right Here
"Go to Work" 2017 52 Não incluído em álbum

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel Notas
2001 Irish Popstars Ela mesma Reality musical, venceu.
2002 Popstars: The Rivals Ela mesma Reality musical
2005 Girls Aloud: Home Truths Ela mesma Documentário
2006 Girls Aloud: Off the Record Ela mesma Documentário
2007 The Friday Night Project Ela mesma Apresentadora
2008 The Girls Aloud Party Ela mesma Programa especial de natal das Girls Aloud.
2010 The Paul O'Grady Show Ela mesma/Convidada Cantou sua canção de estreia Insastiable.
2012 America's Next Top Model Jurada "Jessica Sutta and Nadine Coyle" (Episódio 6; temporada 18)
2012 Girls Aloud: Ten Years at the Top Ela mesma Documentário
2013 Pop Life, I'm in a Girl Group! Ela mesma Documentário; Episódio 2 e 3
2013 Ten: The Hits Tour Ela mesma Girls Aloud ao vivo na O2 Arena e última entrevista com o quinteto.
2014 Lord of the Dance: Dangerous Games Ela mesma Cantou o título do musical em um programa de televisão inglês.
Filmes
Ano Título Papel Notas
1999 Surfing with William Jovem Co-protagonista
2007 Escola para Garotas Bonitas e Piradas Ela mesma Suporte
2017 Pin Chushion[71] Mãe Participação especial

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Nadine Coyle: I demanded an Irish flag for Girls Aloud album cover
  2. «Nadine Coyle's Net Worth - $13 Million | Celebrity Net Worth 123». www.celebritynetworth123.com (em inglês). Consultado em 7 de julho de 2017. 
  3. Rainbird, Ashleigh (15 de setembro de 2017). «Girls Aloud star Nadine Coyle's solo comeback flops as new song fails to chart». mirror 
  4. «iTunesCharts.net: 'Go to Work' by Nadine Coyle (British Songs iTunes Chart)». www.itunescharts.net (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2018. 
  5. a b «Nadine Coyle». Daily Mail. London: Associated Newspapers. Consultado em 1 de setembro de 2010.  Texto " A-Z Star Search " ignorado (ajuda)
  6. a b c d Paul Martin. «From tot to pop star; Nadine Coyle's family tell how she was born to be in showbiz». TheFreeLibrary.com. Farlex, Inc. Consultado em 1 de setembro de 2010. 
  7. «Nadine Coyle biography, information, news, links and pictures». Popstars Plus. Consultado em 1 de setembro de 2010. 
  8. «Sweet little lies». RTÉ One. Raidió Teilifís Éireann. Consultado em 1 de setembro de 2010. 
  9. «Girls Aloud Nadine Coyle reveals cancer scare at 17». The Belfast Telegraph. Independent News and Media. 1 de outubro de 2008. Consultado em 1 de setembro de 2010. 
  10. «Ex-Spice Girl to judge Popstars 2». BBC News. BBC. 29 de julho de 2002. Consultado em 10 de novembro de 2009. 
  11. «Popstars girl group picked». BBC News. BBC. 2 de dezembro de 2002. Consultado em 22 de fevereiro de 2009. 
  12. «Girls Aloud top festive chart». BBC News. BBC. 23 de dezembro de 2002. Consultado em 24 de fevereiro de 2008. 
  13. «Cheryl Cole Attending Kimberley Walsh 26th Brithday Party». The Insider. 26 de novembro de 2007. Consultado em 11 de junho de 2010. 
  14. Wilkes, =Neil (30 de abril de 2003). «Girls Aloud prepare for album release». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 9 de maio de 2010. 
  15. «Take That shine among IFPI Platinum elite». Music Week. United Business Media. 29 de janeiro de 2009. Consultado em 30 de janeiro de 2009. 
  16. «BPI > Certified Awards Search». British Phonographic Industry. Consultado em 4 de setembro de 2009. 
  17. «Girls Aloud win Best British Single at the BRITs». NME. IPC Media. 18 de fevereiro de 2009. Consultado em 21 de agosto de 2009. 
  18. The Times - The 10 richest reality TV stars, 31 May 2009
  19. Alexis Petridis (26 de novembro de 2004). «Girls Aloud, What Will The Neighbours Say?». The Guardian. London: Guardian Media Group. Consultado em 7 de maio de 2006. 
  20. Alexis Petridis (2 de dezembro de 2005). «Girls Aloud, Chemistry». The Guardian. London: Guardian Media Group. Consultado em 12 de fevereiro de 2009. 
  21. Talia Kraines. «Girls Aloud - Chemistry». BBC Music. BBC. Consultado em 9 de março de 2008. 
  22. «BBC - Music - Girls Aloud». BBC Online. BBC. Consultado em 9 de maio de 2010. 
  23. «Girls Aloud deny split rumours». NME. IPC Media. 16 de julho de 2009. Consultado em 3 de setembro de 2009. 
  24. «Nadine Coyle sets solo date». ABS-CBN News and Current Affairs. ABS–CBN Corporation. 16 de dezembro de 2009. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  25. a b «Girls Aloud's Nadine Coyle plans to launch new solo album in Ireland». The Belfast Telegraph. Independent News and Media. 5 de dezembro de 2009. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  26. Dean Piper (12 de julho de 2009). «I've Nad enough...». Daily Mirror. Trinity Mirror. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  27. Oli Simpson (12 de outubro de 2009). «Nadine 'hires Madonna PR for solo album'». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  28. a b «Nadine Coyle enlists Guy Chambers to pen solo CD». The Sun. London: News International. 22 de dezembro de 2009. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  29. a b Claire Weir (6 de março de 2010). «Nadine Coyle and Cheryl Cole still in harmony, insists manager». The Belfast Telegraph. Independent News and Media. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  30. Daniel Kilkelly (26 de julho de 2009). «Coyle 'creating more buzz' than Cole». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  31. «Nadine Coyle fails to land deal». The Sun. London: News International. 2 de junho de 2010. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  32. Catriona Wightman (3 de abril de 2010). «Nadine Coyle 'signs to Geffen label'». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  33. a b Colin Daniels (22 de agosto de 2010). «Nadine Coyle 'signs solo deal with Tesco'». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  34. a b Dean Piper (22 de agosto de 2010). «Nadine Coyle's a pop store». Mirror.co.uk. Trinity Mirror. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  35. a b Peter Robinson (6 de maio de 2010). «Shoddily copied and pasted Nadine Coyle press release». Popjustice. Consultado em 6 de maio de 2010. 
  36. Kim Dawson (4 de setembro de 2010). «Nadine Coyle hits the right notes with Insatiable». Daily Star. Northern & Shell. Consultado em 5 de setembro de 2010. 
  37. «Checkout Girl: Nadine Coyle inks Tesco deal». Music Week. United Business Media. 6 de setembro de 2010. Consultado em 11 de setembro de 2010. 
  38. Chris Johnson (15 de dezembro de 2009). «Girls Aloud star Nadine Coyle admits she is jealous of bandmate Cheryl Cole's success». Daily Mail. London: Associated Newspapers. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  39. «Nadine Coyle is working with big names including William Orbit». The Sun. London: News International. 13 de março de 2010. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  40. Robert Copsey (1 de setembro de 2010). «Nadine Coyle announces new single». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 1 de setembro de 2010. 
  41. Mark Savage (6 de setembro de 2010). «Nadine Coyle to release debut album on her own label». BBC News. BBC. Consultado em 6 de setembro de 2010. 
  42. «Novo álbum de Nadine Coyle pode ter faixa com as Girls Aloud! - Original Tune». Original Tune. 30 de maio de 2017 
  43. «Nadine Coyle signs new record deal, working with Girls Aloud hitmaker» (em inglês) 
  44. «Nadine Coyle anuncia novo single, 'Go To Work'! - Original Tune». Original Tune. 22 de agosto de 2017 
  45. «Nadine Coyle Is About to Make Us Go to Work, Bitch». MuuMuse (em inglês). 21 de agosto de 2017 
  46. Shenton, Zoe (24 de abril de 2018). «Nadine Coyle tells fans 'it's not meant to be' as she cancels tour». mirror 
  47. «Nadine Coyle cancels her entire upcoming solo tour». Digital Spy (em inglês). 23 de abril de 2018 
  48. Nicholl, Katie (18 de janeiro de 2009). «Girls Aloud star Nadine Coyle sets the stage for acting career». Daily Mail. London: Associated Newspapers. Consultado em 3 de setembro de 2010. 
  49. Blackburn, Jen (29 de dezembro de 2007). «Nadine in ITV's Great Escape». The Sun. London: News International. Consultado em 21 de setembro de 2009. 
  50. «Nadine In Tash Bedingfield Vid». MTV. 30 de janeiro de 2007 
  51. «Girls Aloud: Our Story, Our Style, Our Life». Amazon.co.uk. Consultado em 8 de abril de 2008. 
  52. a b Alison Flood (4 de abril de 2008). «Girls Aloud and Westlife sign book deals». TheBookseller.com. Consultado em 8 de abril de 2008. 
  53. «Dreams That Glitter – Our Story». GirlsAloud.co.uk. 8 de abril de 2008. Consultado em 8 de abril de 2008.. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2007 
  54. Lizzie Smith (9 de outubro de 2008). «Whole lotta history: Girls Aloud launch their autobiography as fans queue overnight to meet them». Daily Mail. London: Daily Mail and General Trust. Consultado em 9 de outubro de 2008. 
  55. Chris Johnson (22 de março de 2010). «Nadine Coyle joins Boyzone on stage for emotional Stephen Gately tribute night». Daily Mail. London: Associated Newspapers. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  56. «Boyz II Men feat. Nadine Coyle 'Back For Good'». We Are Pop Slags. 6 de outubro de 2009. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  57. «Jay Sean teams up with Nadine, Boyzone». Digital Spy. Hachette Filipacchi Médias. 16 de janeiro de 2009. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  58. «Is Nadine Coyle set to leave Girls Aloud?». Rewind Magazine. 26 de março de 2010. Consultado em 2 de setembro de 2010. 
  59. «Nadine's looking a pins-up Girl». The Sun. London. 13 de janeiro de 2007 
  60. «Girlband get million pound payout from KitKat». London: The Sun. 7 de março de 2008. Consultado em 7 de março de 2008. 
  61. Mark Sweeney (20 de outubro de 2008). «Girls Aloud to appear in Nintendo ads». The Guardian. London: Guardian Media Group. Consultado em 20 de outubro de 2008. 
  62. «Girls Aloud land shampoo deal». ITN News. 2 de abril de 2007. Consultado em 7 de março de 2008. 
  63. a b http://news.bbc.co.uk/1/hi/northern_ireland/foyle_and_west/8382475.stm
  64. «The boys allowed». Daily Mirror. Trinity Mirror. 25 de abril de 2009. Consultado em 12 de outubro de 2010. 
  65. «Girls Aloud Nadine Coyle to marry Jason Bell». The Belfast Telegraph. Independent News and Media. 16 de setembro de 2010. Consultado em 12 de outubro de 2010. 
  66. – TOP 50 SINGLES, WEEK ENDING 4 November 2010 Chart Track
  67. – TOP 40 SCOTTISH SINGLES ARCHIVE 13 November 2010 Official Charts Company
  68. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome uk
  69. – TOP 40 INDEPENDENT SINGLES ARCHIVE 13 November 2010 Official Charts Company
  70. «Shane Filan Nadine Coyle: I Could Be». www.josepvinaixa.com. 9 de setembro de 2015. Consultado em 9 de setembro de 2015. 
  71. «Pin Cushion film • Nadine Coyle UK». Nadine Coyle UK (em inglês). 4 de setembro de 2017 

‏‎