The Supremes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Outubro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Supremes
A banda em 1966 no programa The Ed Sullivan Show. Da esquerda para a direita: Florence Ballard, Mary Wilson e Diana Ross.
Informação geral
Também conhecido(a) como The Primettes, Diana Ross & The Supremes, Florence Ballard and The Supremes
Origem Detroit, em Michigan
País  Estados Unidos
Gênero(s) R&B, pop, soul, soul psicodélico, Motown, doo-wop, disco
Período em atividade 1959-1977
Gravadora(s) Lupine, Motown
Afiliação(ões) The Temptations, The Four Tops
Ex-integrantes Florence Ballard
Mary Wilson
Diana Ross
Barbara Martin
Cindy Birdsong
Jean Terrell
Lynda Laurence
Scherrie Payne
Susaye Greene
Betty McGlown

The Supremes foi um bem-sucedido girl group da gravadora estadunidense Motown, ativo de 1959 a 1977. Apresentava vários estilos musicais, como doo-wop, pop, soul, psicodelia e disco.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Uma das marcas registradas da Motown, The Supremes (traduzido do inglês, "As Supremas") foi o mais famoso grupo musical negro dos anos 1960. Foi conhecido inicialmente como "Primettes". Por volta de 1959, era uma banda vocal formada por Betty McGlown (substituída posteriormente por Barbara Martin), Diana Ross, Florence Ballard e Mary Wilson. Emplacou 20 sucessos no Hot 100 da Billboard entre 1964 e 1969, muitos deles escritos e produzidos pelo principal time criativo da Motown, Holland-Dozier-Holland. O sucesso das Supremes durante essa época pavimentou o caminho para que futuros artistas de soul e R&B ganhassem as plateias dos Estados Unidos e de diversos países.

Discos no Top Ten britânico e norte-americano[editar | editar código-fonte]

Nove álbuns das Supremes, listados abaixo, entraram para a parada Top 10 tanto nos Estados Unidos quanto no Reino Unido. Além deles, houve, também, inúmeros compactos.

  • 1964: Where Did Our Love Go (#2)
  • 1965: More Hits By The Supremes (#6)
  • 1965: Merry Christmas (#6)
  • 1966: I Hear a Symphony (8)
  • 1966: The Supremes A' Go-Go (#10105)
  • 1967: The Supremes Sing Holland-Dozier-Holland (#6)
  • 1967: Diana Ross & the Supremes Greatest Hits, Vols. 1 & 2 (#1)
  • 1968: Diana Ross & the Supremes Join the Temptations (#2)
  • 1968: TCB (com o The Temptations) (#2)
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre The Supremes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of the United States.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical dos Estados Unidos, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.