Pandemia de COVID-19 no Djibouti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na África
Pandemia de COVID-19 em 2020 em Djibouti
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Local Djibouti
Período 14 de março de 2020
(8 meses e 16 dias)
Início Wuhan
Estatísticas globais
Casos confirmados 4 465
Mortes 43
Casos que recuperaram 2 950

Este artigo documenta os impactos da pandemia de COVID-19 em Djibouti e pode não incluir todas as principais respostas e medidas contemporâneas.

Contexto[editar | editar código-fonte]

Várias grandes potências mundiais têm presença militar no Djibouti, incluindo China, França, Itália, Japão e Estados Unidos. O primeiro caso confirmado do país foi um membro das forças armadas espanholas, e toda a unidade foi colocada em quarentena na base militar francesa em Djibuti.[1][2]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Março[editar | editar código-fonte]

  • Em 15 de março, o Djibuti anunciou que todos os voos comerciais de passageiros seriam suspensos a partir de 18 de março. Trens pelo país também teriam atividades suspensas.[1][3]
  • Em 18 de março, o primeiro caso em Djibuti foi confirmado, um membro das Forças Especiais espanholas que chegaram em 14 de março para a Operação Atalanta e deram positivo em 17 de março. O soldado infectado não interage com a população local, e a Espanha anunciou que a equipe seria repatriada.[4][5]

A Organização Mundial da Saúde forneceu equipamentos de proteção individual ao Djibuti.[6]

Abril[editar | editar código-fonte]

  • Em 2 de abril, o Banco Mundial aprovou um pacote de 5 milhões de dólares em financiamento de emergência para o Djibuti como parte do Projeto de Resposta do Djibuti COVID-19.[7]
  • Em 5 de abril, o número de casos confirmados havia aumentado para 59.[8]
  • Em 9 de abril, o Djibuti registrou sua primeira morte por coronavírus. Havia 140 pessoas infectadas com COVID-19, enquanto 28 pessoas se recuperaram.[9]
  • Em 23 de abril, as forças armadas dos EUA em Djibuti declararam uma emergência de saúde pública.[9]
  • Em 24 de abril, o Djibuti teve a maior prevalência na África.[10]
  • Em 26 de abril, o país ultrapassou o número de 1000 casos confirmados.[11]

Maio[editar | editar código-fonte]

  • No dia 10 de maio, o primeiro-ministro estendeu em uma semana o lockdown no país até o dia 17.[12]
  • Em 26 de maio, o país registrava 2.468 casos, 1.079 pacientes recuperados e 14 mortes.[13]

Referências

  1. a b «Djibouti confirms first coronavirus case» (em inglês) 
  2. AfricaNews (2020-03-22CET17:00:00+01:00). «Coronavirus: Mozambique records index case, Kenya's tally doubles to 15» (em inglês)  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. «Djibouti joins global action to prevent COVID-19 as first case is confirmed in the country». Reliefweb. 18 de março de 2020. Consultado em 22 de março de 2020 
  4. «Covid-19: Spain to repatriate command team from Djibouti after positive coronavirus test | Jane's 360» 
  5. «Defense to repatriate 22 military from Djibouti for a positive coronavirus» (em inglês). 19 de março de 2020 
  6. Press, Associated (19 de março de 2020). «Africa should 'prepare for the worst' with coronavirus, WHO says» (em inglês) 
  7. «Djibouti: World Bank Approves US$5 Million in Urgent Support of Coronavirus Response». World Bank (em inglês). Consultado em 26 de maio de 2020 
  8. «Ministere de la Santé de Djibouti». www.facebook.com. Consultado em 26 de maio de 2020 
  9. a b «Djibouti says records its first coronavirus death - ministry of health». Reuters (em inglês). 9 de abril de 2020 
  10. «Coronavirus surges in Djibouti as population ignores measures». Al Jazeera. 24 de abril de 2020. Consultado em 26 de maio de 2020 
  11. «Coronavirus cases in Djibouti exceeds 1,000». www.aa.com.tr. Consultado em 26 de maio de 2020 
  12. «Djibouti backtracks on decision to ease coronavirus lockdown measures». RFI (em inglês). 10 de maio de 2020. Consultado em 26 de maio de 2020 
  13. «Djibouti Coronavirus: 2,468 Cases and 14 Deaths - Worldometer». www.worldometers.info (em inglês). Consultado em 26 de maio de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre a pandemia de COVID-19 é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.