Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Parque Ipanema

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parque Ipanema
Vista parcial do Parque Ipanema
Localização Avenida Roberto Burle Marx
País  Brasil
Estado  Minas Gerais
Mesorregião Vale do Rio Doce
Município Ipatinga
Bairro Iguaçu, Jardim Panorama, Veneza, Centro e Novo Cruzeiro
Tipo Parque municipal
Área 1,1 km²
Paisagista Roberto Burle Marx
Inauguração Gradualmente após 1990
Administração Prefeitura de Ipatinga
Coordenadas 19° 28' 16" S 42° 32' 21" O
Parque Ipanema está localizado em: Brasil
Parque Ipanema
Localização no Brasil

O Parque Ipanema é um parque urbano localizado no município brasileiro de Ipatinga, no interior do estado de Minas Gerais. Situa-se entre os bairros Iguaçu, Jardim Panorama, Veneza, Centro e Novo Cruzeiro[1] e sua área é estimada em 1,1 km², dentro dos quais estavam plantadas cerca de 12 mil árvores, sendo considerado assim uma das maiores áreas verdes do país localizadas dentro de um perímetro urbano.[2][3]

Foi projetado com o objetivo inicial de preservar a margem do Ribeirão Ipanema, sendo um dos últimos projetos do paisagista Roberto Burle Marx, que foi contratado em 1985. A inauguração, no entanto, ocorreu gradualmente no decorrer da década de 1990, à medida que as áreas utilizadas para sua expansão foram devidamente desapropriadas.[1] Sua administração é de responsabilidade da prefeitura de Ipatinga, tendo sido tombado como patrimônio cultural municipal em 2000.[4]

O interior do parque abriga um playground para as crianças, o Parque da Ciência, quadras poliesportivas, campos de futebol, pistas de caminhada, ciclovias e anfiteatro. Seu complexo, no entanto, abrange equipamentos remanescentes como a Estrada de Ferro Caminho das Águas, com sua extensão de 2,6 km; o Viveiro Municipal; o Kartódromo Internacional Emerson Fittipaldi (Kart Clube Ipatinga); e o Estádio Municipal João Lamego Netto (Ipatingão).[5][6]

História[editar | editar código-fonte]

Ribeirão Ipanema entre o Parque Ipanema e o bairro Jardim Panorama.

O planejamento do atual Parque Ipanema teve início na década de 1970, quando a administração pública e a Usiminas tinham objetivo de desenvolver um parque urbano que margeasse o Ribeirão Ipanema que originalmente seria chamado de Vale Verde. Aliado a isso, havia por parte da população uma demanda para a construção de áreas de lazer na cidade.[7] A área selecionada ainda não havia sido ocupada e era de propriedade da Usiminas, estando localizada em meio aos bairros Iguaçu, Jardim Panorama, Veneza, Centro e Novo Cruzeiro, o que facilitaria o acesso a boa parte da população.[1]

As obras foram iniciadas em 1980, com a realização da terraplenagem, drenagem, tratamento das margens do Ribeirão Ipanema, plantio de grama, arborização e locação das vias internas e da atual Avenida Roberto Burle Marx, que dá acesso ao parque. Após a paralisação das obras por alguns anos, Roberto Burle Marx foi contratado em 1985 para a idealização do projeto paisagístico. Parte da arborização plantada originalmente foi depredada durante o tempo em que a construção foi abandonada, obrigando a realização de um replantio. A inauguração do parque ocorreu aos poucos nos anos e décadas seguintes devido a problemas com a desapropriação de áreas ao redor, onde deveriam ser implantadas continuações do parque, algumas das quais só vieram a se consolidar na década de 2000.[1]

Integrados ao parque, na mesma região, foram construídos o Viveiro Municipal, concluído em 1981; o Kartódromo Emerson Fittipaldi, inaugurado em 20 de outubro de 1982; o Estádio Municipal João Lamego Netto (antigo Estádio Municipal Epaminondas Mendes Brito), o Ipatingão, inaugurado em 23 de novembro de 1982; e o Centro Esportivo e Cultural Sete de Outubro, inaugurado em 1991. Também houve a inauguração da Estrada de Ferro Caminho das Águas em 12 de junho de 1999 e do Parque da Ciência em 29 de julho de 2000. A estrada de ferro, utilizada para passeios entre o parque e a chamada Estação Pouso de Água Limpa, bem como o Parque da Ciência, ocasionalmente se encontram desativados.[6]

Estrutura e atrativos[editar | editar código-fonte]

Prédio do Parque da Ciência.

O Parque Ipanema é um parque municipal, administrado pela prefeitura de Ipatinga. Segundo informações de 2013, havia cerca de 12 mil árvores plantadas em sua área total de 1 milhão de m², que contribuem para que o parque seja apontado como a maior área verde urbana de Minas Gerais e uma das maiores do país.[2][3] No mesmo ano eram contabilizadas aproximadamente 60 espécies de árvores e plantas,[8] com destaque aos ipês, palmeiras e árvores frutíferas.[9] Em meio aos espaços dos jardins e aos caminhos demarcados, encontra-se um lago artificial de 9 347 m² paralelo ao curso do Ribeirão Ipanema, com uma pequena ilha elevada em seu centro onde ergue-se um cata-vento, cujo acesso é possível por meio de duas passarelas de madeira.[5][10]

As pistas de caminhada e a ciclovia que intercedem o parque permitem o acesso direto a bairros próximos, como Canaã e Iguaçu.[11][12] Além do lago, encontram-se no interior do parque campos de futebol, quadras, anfiteatro e o playground destinado às crianças.[5] Próximo à área de lazer está localizado o Parque da Ciência, onde são apresentados fenômenos físicos, biológicos, químicos ou astronômicos que podem ser observados ou interagidos pelo visitante.[5] No mesmo espaço do Parque da Ciência e do parquinho também estão o "cantinho do cochicho", o "caminho das estrelas", a "nuvem d'água" e o relógio de sol.[13]

Pôr do sol no Parque Ipanema.

O Kartódromo Internacional Emerson Fittipaldi, com sua pista de 1 200 metros de extensão, ocasionalmente sedia etapas estaduais ou nacionais de competições de kart. Em 1985, durante uma etapa do Campeonato Brasileiro de Kart, obteve um público de 40 mil pessoas em suas arquibancadas e no gramado. Em 2004, passou por reformas para se adequar aos quesitos da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), Federação Internacional do Automóvel (FIA), Federação Mineira de Automobilismo (FMA), quando recebeu o título de "kartódromo internacional". O Kart Clube de Ipatinga, existente no local, é mantido por voluntários.[6]

Em situação adversa se encontra a Estrada de Ferro Caminho das Águas, pela qual uma maria fumaça que puxava dois vagões de passageiros circulava entre o parque e a Estação Pouso de Água Limpa, em um passeio turístico de 2,6 quilômetros na margem direita do Ribeirão Ipanema. A linha ainda existe, entretanto está desativada.[6] Dentre os demais equipamentos que encontram-se integrados ao complexo do Parque Ipanema estão o Centro Esportivo e Cultural Sete de Outubro, que conta com quadras poliesportivas e campos de futebol;[14] o Viveiro Municipal, onde são cultivadas as mudas frutíferas, ornamentais, arbóreas e medicinais utilizadas nos logradouros ou que podem ser adquiridas pela população;[15] além do Estádio Municipal João Lamego Netto, que é o principal estádio da cidade e do Vale do Aço e tem capacidade para até 23 mil pessoas.[10]

Cultura e adversidades[editar | editar código-fonte]

Casinha do Papai Noel à direita da pista de caminhada.

O parque ocasionalmente é palco de eventos que demandam uma expectativa de público maior, que já atingiu a marca de 85 mil pessoas em um show de Rick & Renner em 2009.[16] Destacam-se algumas edições do réveillon;[17] a encenação da Paixão de Cristo, na Semana Santa;[18] as festividades do aniversário da cidade, que é comemorado em 29 de abril; além de espetáculos musicais e culturais diversos.[10][19] Em datas específicas o lago do Parque Ipanema é liberado para pescarias coletivas.[20]

No período que antecede o Natal há ornamentação especial e é aberta a casinha do Papai Noel, onde é exposto um presépio,[21] além da organização de cantatas natalinas em alguns anos.[22] O Parque da Ciência ocasionalmente é aberto para a realização de mostras de ciências e astronomia e recebe visitas organizadas por escolas da região,[6] no entanto suas atividades são desativadas temporariamente em algumas ocasiões.[23] Em 2002, recebeu o III Prêmio de Divulgação Científica "Francisco de Assis Magalhães Gomes", por sua relevância em âmbito estadual, e foi inscrito na Associação Brasileira de Centro e Museus de Ciências (ABCMC).[6]

A Estação Pouso de Água Limpa foi tombada como patrimônio cultural municipal pela Lei nº 1.727, de 4 de novembro de 1999, e o Parque Ipanema por completo teve seu tombamento decretado pela Lei nº 1.763, de 24 de março de 2000.[4] Apesar das manutenções realizadas pela prefeitura, pichações, lixeiras danificadas e mesmo incendiadas e postes quebrados são alguns dos problemas que ocasionalmente podem ser encontrados no Parque Ipanema.[24] O tráfico de drogas e os assaltos contra os frequentadores também se tornaram frequentes,[25][26] inclusive com registro de assassinatos.[27] O tráfego de bicicletas no interior do parque é apontado como um problema por alguns usuários, visto que atrapalha a circulação de pessoas em caminhada e já foi o responsável por provocar atropelamentos.[28]

Vista panorâmica do lago do Parque Ipanema.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Bastos 2006, p. 27–28
  2. a b PDDI 2014, p. 361–363
  3. a b Ana Lúcia Gonçalves (1º de agosto de 2013). «Parque Ipanema, em Ipatinga, é revitalizado e está de cara nova». Jornal Hoje em Dia. Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  4. a b Prefeitura (2 de janeiro de 2013). «Cartilha do Patrimônio Cultural». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  5. a b c d Prefeitura. «O Turismo em Ipatinga». Consultado em 6 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2012 
  6. a b c d e f Bastos 2006, p. 29–41
  7. Bastos 2006, p. 22
  8. Plox (2 de agosto de 2013). «Sistema de irrigação do Parque Ipanema é reativado». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  9. Jornal Diário do Aço (9 de julho de 2011). «Espécies são mapeadas no Viveiro Municipal». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  10. a b c PDDI 2014, p. 689–691
  11. Bastos 2006, p. 76
  12. Jornal Diário Popular (18 de março de 2016). «Prefeitura prolonga ciclovia do Canaã até a Avenida Maanaim». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  13. Jornal Diário Popular (30 de abril de 2015). «Ipatinga comemora 51 anos com programa de incentivo à leitura». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  14. Jornal Diário do Aço (4 de maio de 2011). «7 de Outubro de cara e roupa nova». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  15. Jornal Vale do Aço (8 de julho de 2010). «Ipês floridos enfeitam Ipatinga». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2012 
  16. Plox (8 de maio de 2009). «Robson fala das comemorações do aniversário de Ipatinga e de seu governo». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  17. Jornal Diário do Aço (3 de janeiro de 2012). «Réveillon no Parque Ipanema reúne mais de 15 mil pessoas». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  18. Jornal Diário do Aço (1º de abril de 2015). «Semana Santa na região». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  19. Plox (28 de abril de 2011). «Festa de aniversário de Ipatinga tem recreação e shows no Parque Ipanema». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  20. Prefeitura (23 de março de 2015). «Confirmada mais uma edição da pescaria no Parque Ipanema». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  21. Prefeitura (2 de dezembro de 2014). «Casinha do Papai Noel quase pronta para visitação». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  22. Jornal Diário do Aço (17 de dezembro de 2015). «Cantata de Natal da Educação emociona o público no Parque Ipanema». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  23. Jornal Diário Popular (10 de agosto de 2013). «Parque da Ciência vai reabrir dia 13». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  24. Jornal Diário do Aço (7 de fevereiro de 2014). «Equipamentos no Parque Ipanema são alvo de vândalos». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  25. Jornal Diário do Aço (13 de maio de 2013). «Assalto a pedestre no Parque Ipanema». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  26. Plox (9 de janeiro de 2016). «Quatro detidos e maconha apreendida no Parque Ipanema em Ipatinga». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  27. Jornal Diário do Aço (30 de maio de 2016). «Usuário de drogas morto a pedradas». Consultado em 14 de julho de 2016. Cópia arquivada em 14 de julho de 2016 
  28. Bastos 2006, p. 54–55

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Parque Ipanema