Paul Crutzen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paul Crutzen
Nascimento 3 de dezembro de 1933 (83 anos)
Amsterdam
Nacionalidade Países Baixos Holandês
Instituições Universidade da Califórnia em San Diego, Universidade Nacional de Seul, Sociedade Max Planck
Campo(s) Química

Paul Josef Crutzen (Amsterdam, 3 de dezembro de 1933) é um químico holandês.

Foi laureado com o Nobel de Química de 1995, por seu estudo sobre a formação e decomposição do ozônio na atmosfera. Membro da Pontifícia Academia das Ciências em 25 de junho de 1996. É professor do Instituto Max Planck de Química em Mainz, Alemanha.

O asteroide 9679 Crutzen é denominado em sua homenagem.

Antropoceno[editar | editar código-fonte]

Cunhou o termo antropoceno e desenvolveu a teoria a que este corresponde.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
George Andrew Olah
Nobel de Química
1995
com Mario Molina e Frank Sherwood Rowland
Sucedido por
Robert Curl, Harold Kroto e Richard Smalley


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.