Pentatlo moderno nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Olympic Rings white.svg
Pentatlo moderno nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2016
Brasil Rio de Janeiro, Brasil
Modern Pentathlon, Rio 2016.png
Dados
Participantes 72 de 28 CONs
Sede Centro Aquático de Deodoro
Estádio de Deodoro
Arena da Juventude
Dias de competição 3
Dias de finais 2
Eventos 2
Medalhistas
Medalha de ouro Ouro AustráliaAUS Austrália (1 medalha)
RússiaRUS Rússia (1 medalha)
Medalha de prata Prata FrançaFRA França (1 medalha)
UcrâniaUKR Ucrânia (1 medalha)
Medalha de bronze Bronze MéxicoMEX México (1 medalha)
PolôniaPOL Polônia (1 medalha)
◄◄ Reino Unido 2012 Olympic Rings white.svg Japão 2020 ►►
Pentatlo moderno nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2016
Modern pentathlon pictogram.svg
masculino   feminino  

As competições de pentatlo moderno nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 foram realizadas nos dias 19 e 20 de agosto, disputadas por 72 atletas de 28 países.

A etapa da esgrima, que teve uma rodada extra no dia 18,[1] foi realizada na Arena da Juventude, as competições de natação no Centro Aquático de Deodoro e a prova equestre, a corrida cross-country e o tiro no Estádio de Deodoro, todos no Rio de Janeiro.[2]

Eventos[editar | editar código-fonte]

Foram concedidos dois conjuntos de medalhas nos seguintes eventos:[3]

  • Competição feminina
  • Competição masculina

Qualificação[editar | editar código-fonte]

Um total de 36 pentatletas poderiam se classificar em cada um dos dois eventos, sendo permitido um máximo de dois atletas por Comitê Olímpico Nacional. Os métodos de qualificação foram os mesmos tanto para a competição masculina quanto a feminina.[4]

Como país sede, o Brasil teve uma vaga garantida em cada um dos eventos, além de outras duas vagas alocadas pela União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM) para CONs convidados após o período de qualificação.[4]

As demais vagas foram preenchidas entre janeiro e agosto de 2015, com uma distribuição inicial de cotas com base nos resultados das competições internacionais. Cinco campeonatos continentais concederam vinte vagas cada por gênero: um da África e Oceania, cinco da Ásia, oito da Europa e cinco das Américas, sendo um máximo de uma cota por CON (vencedores da América do Norte e da América do Sul e os três primeiros dos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, Canadá). Outras vagas foram reservadas para os vencedores da final da Copa do Mundo de 2015 (realizada em Minsk, Bielorrússia, de 12 a 14 de junho) e os três primeiros colocados do Campeonato Mundial em Berlim, Alemanha, realizado entre 28 de junho e 6 de julho de 2015.[4]

Os três melhores colocados no Campeonato Mundial de 2016, em Moscou, Rússia, ainda não classificados pelos métodos anteriores, garantiram uma vaga nos Jogos, enquanto as sete vagas restantes foram baseadas no ranking mundial da UIPM de 1 de junho de 2016.[4]

Formato da competição[editar | editar código-fonte]

Etapa do tiro de pistola durante a prova final combinada.

A competição consiste em cinco eventos, sendo os dois últimos combinados no final:[3]

  • Esgrima: Competição de todos contra todos, no formato espada com um toque. A pontuação é baseada na porcentagem de vitórias.
  • Natação: Prova de 200 metros estilo livre. A pontuação foi baseada no tempo.
  • Hipismo: Competição de saltos. Pontuação com base nas penalidades por barras caídas, refugos, quedas e finalização do percurso acima do tempo limite.
  • Combinado corrida e tiro: Corrida de 3 km com tiro de pistola (o atleta deve atingir cinco alvos em 70 segundos) a cada quilômetro. As largadas foram escalonadas de acordo com a pontuação dos três eventos anteriores.

Calendário[editar | editar código-fonte]

Agosto 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21
Masculino 1
Feminino 1
       Dia de competição        Dia de final

Nações participantes[editar | editar código-fonte]

O Brasil, como anfitrião, teve um atleta de cada gênero garantido. Os países qualificados puderam levar no máximo dois de cada.[5][6]

Medalhistas[editar | editar código-fonte]

Na prova masculina, o russo Alexander Lesun foi o melhor para ganhar a medalha de ouro, superando Pavlo Tymoshchenko, da Ucrânia (prata) e o mexicano Ismael Hernández, medalha de bronze.[7] Já no feminino, Chloe Esposito, da Austrália, foi campeã olímpica, enquanto a francesa Élodie Clouvel foi prata e Oktawia Nowacka (Polônia) ganhou o bronze.[8][9]

Evento Medalha de ouro Ouro Medalha de prata Prata Medalha de bronze Bronze
Masculino
detalhes
Aleksander Lesun
RússiaRUS Rússia
Pavlo Tymoshchenko
UcrâniaUKR Ucrânia
Ismael Hernández
MéxicoMEX México
Feminino
detalhes
Chloe Esposito
AustráliaAUS Austrália
Élodie Clouvel
FrançaFRA França
Oktawia Nowacka
PolôniaPOL Polônia

Quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze GoldSilverBronze medals.svg Ordem
por total
1 AustráliaAUS Austrália 1     1 1
RússiaRUS Rússia 1     1 1
3 FrançaFRA França   1   1 1
UcrâniaUKR Ucrânia   1   1 1
5 MéxicoMEX México     1 1 1
PolôniaPOL Polônia     1 1 1
TOTAL 2 2 2 6

Referências

  1. «Pentatlo Moderno - Programação da competição» (PDF) (em inglês). Rio 2016. 15 de agosto de 2016. Consultado em 25 de agosto de 2016. Arquivado do original (PDF) em 25 de agosto de 2016 
  2. «Modern Pentathlon Explanatory Guide» (PDF) (em inglês). Rio 2016. Julho de 2015. Consultado em 25 de agosto de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 25 de agosto de 2016 
  3. a b «Modern Pentathlon at the 2016 Summer Olympics (Rio2016.com)». Consultado em 23 de julho de 2018. Arquivado do original em 26 de agosto de 2016 
  4. a b c d «Rio 2016 – UIPM Qualification System» (PDF). União Internacional de Pentatlo Moderno. Consultado em 17 de junho de 2020 
  5. «Qualification system - Games of the XXXI Olympiad - Rio 2016» (PDF) (em inglês). União Internacional de Pentatlo Moderno. Setembro de 2014. Consultado em 25 de agosto de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 25 de agosto de 2016 
  6. «Rio 2016 - Pentatlo Moderno». Rio 2016. Consultado em 25 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2016 
  7. «Russo é ouro no pentatlo moderno com festival de recordes quebrados». Rio 2016. 20 de agosto de 2016. Consultado em 25 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2016 
  8. «Chloe Esposito sagra-se campeã no pentatlo moderno». SAPO. 19 de agosto de 2016. Consultado em 25 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2016 
  9. «Pentatlo Moderno - Medalhistas por evento» (PDF). Rio 2016. 20 de agosto de 2016. Consultado em 25 de agosto de 2016. Arquivado do original (PDF) em 25 de agosto de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pentatlo moderno nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016