Poliana Okimoto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Poliana Okimoto
Swimming pictogram.svg Natação Swimming pictogram.svg
Nome completo Poliana Okimoto
Estilo maratona aquática
Nascimento 8 de março de 1983 (34 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade  brasileira
Clube UNISANTA
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Rio de Janeiro 2016 10 km
Campeonatos Mundiais
Ouro Barcelona 2013 10 km
Prata Barcelona 2013 5 km
Bronze Roma 2009 5 km
Bronze Barcelona 2013 Equipe 5 km
Jogos Pan-Americanos
Prata Rio de Janeiro 2007 10 km
Prata Guadalajara 2011 10 km

Poliana Okimoto (São Paulo, 8 de março de 1983) é uma maratonista aquática brasileira.[1][2]

Nos Jogos Olímpicos Rio 2016 se tornou a primeira nadadora brasileira a conquistar medalha olímpica (de bronze) na natação.[3]

Poliana é 3º sargento do Exército Brasileiro.[4]

Trajetória esportiva[editar | editar código-fonte]

Poliana nada desde os dois anos de idade, e começou a competir com sete anos. Durante uma competição, levou um tapa na orelha que acabou machucando seu tímpano, obrigando-a a fazer uma cirurgia e ficar um tempo sem nadar.

Esteve no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2002 em Moscou, onde ficou em 18º lugar nos 800 metros livre.[5]

Venceu a Travessia dos Fortes de 2005.[2]

Competiu na primeira aparição da modalidade nos Jogos Pan-americanos de 2007 no Rio de Janeiro, em que recebeu a medalha de prata na prova de 10 km, sendo a primeira medalha brasileira desta edição.[2][6]

Nas Olimpíadas de Pequim 2008, Poliana chegou em sétimo lugar na prova da maratona aquática feminina.[1][2]

Em 2009, Poliana venceu a Copa do Mundo de Maratona Aquática, vencendo 9 das 11 etapas disputadas, tornando-se a primeira brasileira campeã da modalidade.[2]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2009, obteve a medalha de bronze na Maratona Aquática de 5 km. Com isso, quebrou um jejum de 15 anos para o Brasil no mundial, e se tornou a primeira mulher brasileira a ganhar uma medalha na história da competição.[7] Ela também terminou em sétimo lugar na maratona de 10 km.

Foi considerada pela Revista Época uma dos 100 brasileiros mais influentes do ano de 2009.[8]

Poliana Okimoto nadou pelo Sport Club Corinthians Paulista, seu time de coração, entre 2010 e 2013.[9]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2011, Poliana repetiu o resultado de 2007 e novamente obteve a medalha de prata na prova de 10 km.[10]

Participou das Olimpíadas de Londres 2012, na prova da maratona aquática feminina, onde sofreu desqualificação.[1]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2013 em Barcelona, Poliana obteve um desempenho histórico: primeiro ganhou a medalha de prata na Maratona Aquática de 5 km, fazendo dobradinha com a brasileira Ana Marcela Cunha, que ganhou o bronze;[11] poucos dias depois tornou-se campeã mundial, obtendo a medalha de ouro na prova de 10 km, novamente fazendo dobradinha com Ana Marcela Cunha, que obteve a prata;[12] ganharia, ainda, a medalha de bronze na prova por equipes, com Allan do Carmo e Samuel de Bona, fechando sua campanha no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2013 com três medalhas conquistadas.

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2015, ela terminou em sexto lugar na Maratona Aquática de 10 km. [13][14]

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 no Rio de Janeiro, Okimoto inicialmente terminou em quarto. Uma desclassificação da segunda colocada, a francesa Aurélie Muller, deu a ela o bronze, primeira medalha de uma mulher brasileira na natação.[15]

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Perfil no Sports Reference». Sports Reference. 2013. Consultado em 8 de março de 2013 
  2. a b c d e «Campeã mundial Poliana Okimoto revela fobia: 'Morria de medo do mar'». SPORTV. 24 de janeiro de 2012. Consultado em 8 de março de 2013 
  3. Diego Garcia. «Francesa é desclassificada, Okimoto herda bronze e é 1ª medalhista mulher do Brasil na natação». ESPN Brasil. MSN. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  4. «ADESG - Sargento Poliana Okimoto garante vaga para o mundial de natação». www.adesg.net.br. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  5. «Resultados dos 800m livres no Mundial de Moscou 2002». OmegaTiming. 4 de abril de 2002. Consultado em 27 de março de 2013 
  6. «Poliana Okimoto conquista a prata». Globoesporte. 14 de julho de 2007. Consultado em 8 de março de 2013 
  7. «Poliana Okimoto leva bronze e quebra jejum de 15 anos para o Brasil no Mundial». Globoesporte. 21 de julho de 2009. Consultado em 8 de março de 2013 
  8. «Época - NOTÍCIAS - Os 100 brasileiros mais influentes de 2009». revistaepoca.globo.com. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  9. «Poliana Okimoto é eleita melhor nadadora de águas abertas de 2013». FOX Sports. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  10. «Brasileira Poliana Okimoto fatura a prata na maratona aquática». R7. 22 de outubro de 2011. Consultado em 8 de março de 2013 
  11. Poliana e Ana Marcela levam Brasil ao pódio com prata e bronze nos 5km
  12. Poliana e Ana Marcela fazem história e conquistam ouro e prata nos 10km
  13. «Ana Marcela Cunha é bronze nos 10 quilômetros da maratona aquática e garante vaga na Olimpíada». R7. 28 de julho de 2015. Consultado em 30 de julho de 2015 
  14. «Resultados da Maratona de 10 km no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 28 de julho de 2015. Consultado em 30 de julho de 2015 
  15. «Francesa é desclassificada, Poliana herda bronze e supera trauma de Londres». UOL. 15 de agosto de 2016. Consultado em 15 de agosto de 2016 

Ver também[editar | editar código-fonte]