Quique Setién

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Quique Setién
Quique Setién
Setién em 2010
Informações pessoais
Nome completo Enrique Setién Solar
Data de nasc. 27 de setembro de 1958 (64 anos)
Local de nasc. Santander, Cantábria, Espanha
Nacionalidade espanhol
Altura 1,82 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Villarreal
Posição ex-meia
Função treinador
Clubes de juventude
Casablanca
Perines
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1977–1985
1985–1988
1988–1992
1992–1996
1996
Racing de Santander
Atlético de Madrid
Logroñés
Racing de Santander
Levante
00214 000(48)
00087 000(11)
00114 000(20)
00139 000(25)
00003 0000(0)
Seleção nacional
1978–1982
1985–1986
Espanha Sub-21
Espanha
00002 0000(0)
00003 0000(0)
Times/clubes que treinou
2001–2002
2003–2004
2006–2007
2007–2008
2009–2015
2015–2017
2017–2019
2020
2022–
Racing de Santander
Poli Ejido
Guiné Equatorial
Logroñés
Lugo
Las Palmas
Betis
Barcelona
Villarreal
Última atualização: 25 de outubro de 2022

Enrique 'Quique' Setién Solar (Santander, 27 de setembro de 1958) é um treinador e ex-futebolista espanhol que atuava como meio-campista. Atualmente comanda o Villarreal.

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Como jogador, destacou-se pelo Racing Santander, onde teve duas passagens (1977 a 1985 e 1992 a 1996) e jogou 328 partidas, marcando 68 gols. Defendeu ainda o Atlético de Madrid e o Logroñés, antes de encerrar a carreira em 1996, aos 37 anos. Porém, voltou aos gramados para ajudar o Levante – que disputava a Segunda División B, a terceira divisão nacional – a conquistar uma vaga na segunda divisão. Quique encerrou definitivamente a carreira após três partidas, não tendo conseguido o acesso.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Espanhola, jogou apenas três vezes entre 1985 e 1986, ano em que foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 1986. Ele não disputou nenhum jogo pela Fúria no torneio, a única competição de sua carreira internacional.

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira de treinador em 2001, no Racing Santander, onde permaneceu durante uma temporada. Comandou ainda o Poli Ejido, o Logroñés e o Lugo, além da Seleção Guinéu-Equatoriana entre 2006 e 2007.[1]

Betis[editar | editar código-fonte]

Após fazer duas boas temporadas no comando do Las Palmas, em maio de 2017 foi anunciado como técnico do Betis, onde também permaneceu por duas temporadas.[2] Deixou a equipe de Sevilha no dia 19 de maio de 2019.[3]

Barcelona[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado oficialmente pelo Barcelona no dia 13 de janeiro de 2020, assinando até junho de 2022.[4][5][6] Fez sua estreia no dia 19 de janeiro, pela La Liga, em uma vitória no Camp Nou sobre o Granada por 1–0.[7]

No dia 14 de agosto, depois de uma eliminação nas quartas de final da Liga dos Campeões da UEFA de maneira vexatória, perdendo por 8–2 para o Bayern de Munique, Setién foi demitido do clube catalão minutos após o término da partida.[8][9] Desde 2008 o Barcelona não terminava uma temporada sem títulos; com Setién o time foi vice no Campeonato Espanhol (conquistado pelo Real Madrid) e caiu na Copa do Rei perante o Athletic Bilbao.[10]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Atlético de Madrid

Referências

  1. Marcos Paulo Lima (14 de janeiro de 2020). «Saiba como foi a passagem frustrada do novo técnico do Barcelona pela seleção de Guiné Equatorial». Correio Braziliense. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  2. «Real Betis assina com o técnico Quique Setién até 2020». GZH. 26 de maio de 2017. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  3. «Betis anuncia saída do técnico Quique Setién logo após vitória sobre o Real». UOL. 19 de maio de 2019. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  4. «Oficial: Barcelona demite Ernesto Valverde e anuncia Quique Setién como novo treinador». GloboEsporte.com. 13 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  5. «Barcelona demite Valverde e anuncia Quique Setién como novo técnico». O Globo. 13 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  6. «Barcelona demite Ernesto Valverde e anuncia ex-técnico do Betis». Superesportes. 13 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  7. «Na estreia do técnico Quique Setién, Messi garante vitória magra do Barcelona sobre o Granada e mantém time na liderança». GloboEsporte.com. 19 de janeiro de 2020. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  8. «Barcelona demite Quique Setién após vexame contra o Bayern de Munique». TNT Sports. 14 de agosto de 2020. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  9. «Barcelona demite Quique Setién após eliminação humilhante na Champions e inicia mudanças». ESPN Brasil. 16 de agosto de 2020. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  10. «Barcelona acaba temporada sem títulos pela primeira vez desde 2008 e leva oito gols após 74 anos». GloboEsporte.com. 14 de agosto de 2020. Consultado em 6 de novembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Ernesto Valverde
Treinador do Barcelona
2020
Sucedido por
Ronald Koeman