Granada Club de Fútbol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Granada
Granada CF
Nome Granada Club de Fútbol
Alcunhas El Graná
Los Rojiblancos Horizontales
El 5001
Los Filipinos
Fundação 14 de abril de 1931 (85 anos)
Estádio Nuevo Los Cármenes
Capacidade 22.524
Localização Granada, Espanha
Proprietário China Jian Lizhang
Presidente Espanha Quique Pina
Treinador Espanha Paco Jémez
Patrocinador Espanha Solver Sports Capital
Material esportivo Espanha Joma
Competição La Liga
2014–15 17º
Website Granada CF
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Granada Club de Fútbol, ou simplesmente Granada CF, é uma equipe de futebol espanhola da cidade de Granada, na Andaluzia.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1931, a equipe atualmente joga a Primeira Divisão Espanhola, tendo subido da Segunda Divisão na temporada 2010/2011, e manda seus jogos no Estádio Nuevo Los Cármenes. Foi o 3º clube da Andaluzia a jogar a Primeira Divisão, na temporada 1941-1942, depois do Sevilla e do Real Betis.[1]

O clube foi fundado em 14 de abril de 1931, originalmente como Recreativo de Granada e o seu primeiro presidente foi Julio López Fernández. A primeira partida de futebol foi jogada contra o Deportivo Jaén, que resultou em uma vitória por 2x1. O primeiro gol do jogo, e da história do clube, foi marcado por Antonio Bombillar. Na temporada 1931-32 ganhou a Regional Sul da Terceira Divisão.

Depois de várias promoções, em 1941-42 o clube fez sua estréia na La Liga. A partir daí, até os anos 80, alternava entre a categoria e a Segunda Divisião, com a sua década de ouro, que corresponde aos anos 70, que incluiu dois sextos lugares na Liga (1971-1972 e 1973-1974).

Em 1959 alcançou o seu maior feito, sendo vice-campeão da Copa del Generalísimo (mais tarde Copa del Rey). Na final, disputada no Estádio Santiago Bernabéu, a equipe perdeu para o Barcelona por 4x1.[2]

Na década de 1980, o Granada teve alguns breves aparições na segunda divisão, mas passou a maior parte na Segunda División B, caindo para a Tercera División na temporada 2002-03, devido ao não-pagamento aos seus jogadores. Depois de cinco temporadas na Quarta Divisão, Lorenzo Sanz, ex-presidente do Real Madrid, juntamente com o seu filho Francisco Sanz, chegou ao clube. Com a ajuda deles, o clube da Andaluzia foi promovido para a Segunda División B.

Na temporada 2007-08, o time jogou o Grupo IV da Segunda División B.[3]Dois anos depois, em julho de 2009, o clube estava em dificuldades financeiras, à beira da falência. A solução para a crise veio com a assinatura de um acordo de parceria com a equipe italiana da Udinese, assim os espanhóis pegariam emprestado um grande número de jogadores contratados pelo clube italiano, bem como receber seus jovens jogadores e reservas como parte do acordo. No final da temporada, venceu o seu grupo e, em seguida, foi promovido aos playoffs, retornando para a Segunda Divisão após 22 anos.[4][5]

Deportivo de La Coruña vs. Granada CF.

Em 2010-11 terminou na quinta posição, com a maioria dos jogadores vindo por empréstimos da Udinese. No dia 18 de Junho de 2011, o clube se tornou o primeiro vencedor dos Playoffs do Acesso - um sistema diferente que foi utilizado entre as temporadas de 1985 a 1999 - após eliminar o Celta de Vigo nos pênaltis (o placar normal foi 1x1) e derrotar o Elche (1x1 no agregado, venceu pela regra dos gols marcados fora de casa), retornando à Primeira Divisão após uma ausência de 35 anos. Voltou a vencer o Real Madrid em 2 de fevereiro de 2013, Após 40 anos.[6]

Participações[editar | editar código-fonte]

  • Temporadas na 1ª Divisão: 18
  • Temporadas na 2ª Divisão: 31
  • Temporadas na 3ª Divisão: 22
  • Temporadas na 4ª Divisão: 5
  • Temporadas na Divisão Regional: 1

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

  • Melhor colocação na 1ª Divisão: 6º lugar (Temporadas 1971-1972 e 1973-1974)
  • Pior colocação na 1ª Divisão: 17º lugar (Temporada 1975-76)
  • Maior goleada na 1ª Divisão: Granada 8x0 Real Oviedo (Temporada 1941-42)
  • Maior goleada sofrida na 1ª Divisão: Real Madrid 9x1 Granada (Temporada 2014-15)
  • Mais partidas jogadas na 1ª Divisão: Pedro Fernández Cantero (170 partidas)
  • Jogador que vestiu a camisa do clube por mais vezes: Manuel Molina García (371 partidas)
  • Maior artilheiro da história do clube: Rafael Delgado González (97 gols)
  • Quem treinou o clube por mais vezes: José Iglesias (206 partidas)
  • Maior goleada da história do clube: Granada 11x0 Xerez

Títulos e outras campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Regionais[editar | editar código-fonte]

  • 1 Copa da Andaluzia: (1932/1933)
  • 1 Campeonato de reservas da Andaluzia: (1971/1972)

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 30 de junho de 2016.[7][8]


Goleiros
Jogador
1 Croácia Ivan Kelava
25 Espanha Jesús Fernández
' México Guillermo Ochoa
Defensores
Jogador Pos.
2 Espanha David Lombán Z
5 Espanha Diego Mainz Z
6 Martinica Jean-Sylvain Babin Z
12 Brasil Dória Z
24 Portugal Ricardo Costa Z
22 França Dimitri Foulquier LD
' Equador Gabriel Corozo LD
3 Espanha Brian Oliván LE
14 Espanha Tomás Sanchéz LE
- Brasil Gabriel Silva LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
4 Espanha Fran Rico V
8 Espanha Javi Márquez V
20 Espanha Rubén Pérez V
21 Eslovénia Rene Krhin V
7 Espanha Robert Ibáñez M
16 França Abdoulaye Doucouré M
17 Espanha Edgar Méndez M
26 Nigéria Uche Agbo M
' França Jérémie Boga M
Atacantes
Jogador
9 Marrocos Youssef El-Arabi
11 Nigéria Isaac Success
15 Espanha David Barral
19 Espanha Isaac Cuenca
23 Espanha Rubén Rochina
27 Venezuela Adalberto Peñaranda
Comissão técnica
Nome Pos.
Espanha Paco Jémez T

Jogadores famosos[editar | editar código-fonte]

Treinadores famosos[editar | editar código-fonte]

  • Espanha Francisco Bru (1941–43)
  • Hungria Jenő Kalmár (1958–60), (1965–66)
  • França Marcel Domingo (1968–69)
  • Espanha Miguel Muñoz (1975–76)
  • Espanha Manuel Ruiz Sosa (1982–83)
  • Espanha Joaquín Peiró (1985–88)
  • Espanha Paco Chaparro (1998–00)
  • Espanha Pedro Braojos (Outubro 2008–junho 09)
  • Espanha Fabri (Março 2010–Jan 12)
  • Espanha Abel Resino (2012)
  • Espanha Juan Antonio Anquela (Julho 2012–Janeiro 2013)
  • Espanha Lucas Alcaraz (Janeiro 2013–Junho 2014)
  • Espanha Joaquín Caparrós (Julho 2014–Janeiro 2015)
  • Espanha Joseba Aguado (Interino, 2015)
  • Espanha Abel Resino (2015)
  • Espanha José Ramon Sandoval (2015–2016)
  • Espanha José Gonzalez (2016)
  • Espanha Paco Jémez (2016–)

Referências

  1. «Datos del club - Granada CF». Consultado em 11 de Janeiro de 2008. 
  2. «22 años en el infierno». Consultado em 20 de Junho de 2011. 
  3. «How Udinese beat the system and stands at the gates of La Liga». Consultado em 14 de Junho de 2011. 
  4. «Granada promoted to La Liga». Consultado em 19 de Junho de 2011. 
  5. «Granada, en Primera 35 años después». Consultado em 18 de Junho de 2011. 
  6. «Granada x Real Madrid - TEMPO REAL». Consultado em 2 de Fevereiro de 2013. 
  7. «"Plantilla"» (em espanhol). Granada Club de Fútbol. Consultado em 2 de fevereiro de 2016. 
  8. «"Cuerpo técnico"» (em espanhol). Granada Club de Fútbol. Consultado em 9 de novembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de EspanhaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol espanhóis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.