Ramsey Clark

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ramsey Clark
Ramsey Clark
66º Procurador-geral dos Estados Unidos
Período 10 de março de 1967 - 20 de janeiro de 1969
Antecessor Nicholas Katzenbach
Sucessor John N. Mitchell
Dados pessoais
Nascimento 18 de dezembro de 1927 (91 anos)
Dallas, Texas
Progenitores Mãe: Mary Jane Ramsey Clark
Pai: Tom C. Clark
Alma mater Universidade do Texas em Austin
Universidade de Chicago
Esposa Georgia Welch (1949-2010)

William Ramsey Clark (Dallas, 18 de dezembro de 1927) é um advogado, ativista e antigo servidor do governo dos Estados Unidos. Um liberal da ala Nova Fronteira,[1] ele ocupou posições importantes no Departamento de Justiça nas presidências de John F. Kennedy e Lyndon B. Johnson, a mais notável delas foi a de procurador-geral de 1967 até 1969; anteriormente ele havia sido procurador-geral adjunto de 1965 to 1967 e procurador-geral assistente de 1961 até 1965.

Como procurador-geral, ele era conhecido pela sua forte oposição a pena de morte, pelo seu apoio enfático aos direitos civis e às liberdades individuais e por sua dedicação no fortalecimento das leis antitruste.[2] Clark supervisionou a elaboração da Lei dos direitos de voto de 1965 e da Lei dos Direitos Civis de 1968. Desde que saiu do serviço público, Clark tem liderado muitas campanhas de ativismo progressista, incluindo a oposição a Guerra ao Terror e ofereceu defesa jurídica para figuras controversas como Charles Taylor, Slobodan Milošević, Saddam Hussein e Lyndon LaRouche. Clark é um dos dois membros vivos que ainda restam da administração, o outro é Alan Stephenson Boyd.

Referências

  1. Company, Johnson Publishing (1967). Jet (em inglês). Estados Unidos: Johnson Publishing Company. p. 10 
  2. Incorporated, Facts On File (2009). Encyclopedia of the American Presidency (em inglês). Nova Iorque: Infobase Publishing. pp. 93–94. ISBN 9781438126388