Resultados das fases preliminares da Copa Libertadores da América de 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

As fases preliminares da Copa Libertadores da América de 2019 foram disputadas entre 22 de janeiro e 28 de fevereiro. Consistiu de três fases eliminatórias, onde ao final da terceira os vencedores classificaram-se para a fase de grupos.[1]

As equipes se enfrentaram em jogos eliminatórios de ida e volta, classificando-se a que somasse o maior número de pontos. Em caso de igualdade em pontos, a regra do gol marcado como visitante seria utilizada para o desempate. Persistindo o empate, a vaga seria definida em disputa por pênaltis.[2]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada entre os dias 22 e 30 de janeiro por seis equipes provenientes de Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[3]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
E1 Delfín Equador 5–1 Paraguai Nacional 3–0 2–1
E2 Deportivo La Guaira Venezuela 2–2 (gf) Peru Real Garcilaso 1–0 1–2
E3 Bolívar Bolívia 5–6 Uruguai Defensor Sporting 2–4 3–2

Todas as partidas estão no horário local.

Chave E1[editar | editar código-fonte]

22 de janeiro Delfín Equador 3 – 0 Paraguai Nacional Estádio Jocay, Manta
18:30 (UTC−5)
Ordóñez Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10', Gol marcado aos 12 minutos de jogo 12'
Garcés Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88'
Relatório Árbitro: ChileCHI Julio Bascuñán

30 de janeiro Nacional Paraguai 1 – 2 Equador Delfín Estádio Defensores del Chaco, Assunção
18:15 (UTC−3)
Vieyra Gol marcado aos 1 minutos de jogo 1' Relatório Ordóñez Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41'
Garcés Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43'
Árbitro: ColômbiaCOL Andrés Rojas

Delfín venceu por 5–1 no placar agregado.

Chave E2[editar | editar código-fonte]

23 de janeiro Deportivo La Guaira Venezuela 1 – 0 Peru Real Garcilaso Estádio Olímpico da UCV, Caracas
19:30 (UTC−4)
Azócar Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70' Relatório Árbitro: ChileCHI César Deischler

29 de janeiro Real Garcilaso Peru 2 – 1 Venezuela Deportivo La Guaira Estádio Inca Garcilaso de la Vega, Cusco
18:30 (UTC−5)
Manco Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14'
Rengifo Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Relatório Balza Gol marcado aos 90+3 minutos de jogo 90+3' Árbitro: ArgentinaARG Mauro Vigliano

2–2 no placar agregado, Deportivo La Guaira avançou pela regra do gol fora de casa.

Chave E3[editar | editar código-fonte]

23 de janeiro Bolívar Bolívia 2 – 4 Uruguai Defensor Sporting Estádio Hernando Siles, La Paz
19:30 (UTC−4)
Pereyra Díaz Gol marcado aos 65 minutos de jogo 65', Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70' Relatório Rabuñal Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1'
López Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54'
Navarro Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' (pen)
Laquintana Gol marcado aos 90+3 minutos de jogo 90+3'
Árbitro: PeruPER Diego Haro

30 de janeiro Defensor Sporting Uruguai 2 – 3 Bolívia Bolívar Estádio Luis Franzini, Montevidéu
20:30 (UTC−3)
Rabuñal Gol marcado aos 1 minutos de jogo 1'
Nápoli Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
Relatório Jusino Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32'
Arce Gol marcado aos 36 minutos de jogo 36'
Thomaz Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42'
Árbitro: VenezuelaVEN José Argote

Defensor Sporting venceu por 6–5 no placar agregado.

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada entre os dias 5 e 14 de fevereiro por 16 equipes, sendo 13 delas provenientes de todas as dez associações sul-americanas, mais os três vencedores da fase anterior. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[3]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
C1 Danubio Uruguai 4–5 Brasil Atlético Mineiro 2–2 2–3
C2 Melgar Peru 1–0 Chile Universidad de Chile 1–0 0–0
C3 The Strongest Bolívia 2–6 Paraguai Libertad 1–1 1–5
C4 Palestino Chile 2–2 (4–1 p) Colômbia Independiente Medellín 1–1 1–1
C5 Talleres Argentina 2–0 Brasil São Paulo 2–0 0–0
C6 Deportivo La Guaira Venezuela 0–1 Colômbia Atlético Nacional 0–1 0–0
C7 Delfín Equador 1–1 (gf) Venezuela Caracas 1–1 0–0
C8 Defensor Sporting Uruguai 3–1 Equador Barcelona de Guayaquil 3–0[a] 0–1

Todas as partidas estão no horário local.

Chave C1[editar | editar código-fonte]

5 de fevereiro Danubio Uruguai 2 – 2 Brasil Atlético Mineiro Estádio Luis Franzini, Montevidéu
18:15 (UTC−3)
Rodríguez Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1'
Felipe Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Relatório Ricardo Oliveira Gol marcado aos 28 minutos de jogo 28', Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76' Árbitro: ArgentinaARG Germán Delfino

12 de fevereiro Atlético Mineiro Brasil 3 – 2 Uruguai Danubio Estádio Independência, Belo Horizonte
19:15 (UTC−2)
Luan Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14'
Ricardo Oliveira Gol marcado aos 25 minutos de jogo 25' (pen), Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27'
Relatório Grossmüller Gol marcado aos 45 minutos de jogo 45' (pen)
Siles Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57'
Árbitro: ArgentinaARG Patricio Loustau

Atlético Mineiro venceu por 5–4 no placar agregado.

Chave C2[editar | editar código-fonte]

5 de fevereiro Melgar Peru 1 – 0 Chile Universidad de Chile Estádio Monumental da UNSA, Arequipa
18:30 (UTC−5)
Arias Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53' Relatório Árbitro: BrasilBRA Anderson Daronco

13 de fevereiro Universidad de Chile Chile 0 – 0 Peru Melgar Estádio Nacional, Santiago
18:15 (UTC−3)
Relatório Árbitro: UruguaiURU Daniel Fedorczuk

Melgar venceu por 1–0 no placar agregado.

Chave C3[editar | editar código-fonte]

5 de fevereiro The Strongest Bolívia 1 – 1 Paraguai Libertad Estádio Hernando Siles, La Paz
19:30 (UTC−4)
Bejarano Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59' Relatório Martínez Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' Árbitro: EquadorECU Roddy Zambrano

13 de fevereiro Libertad Paraguai 5 – 1 Bolívia The Strongest Estádio Dr. Nicolás Leoz, Assunção
18:15 (UTC−3)
Martínez Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30', Gol marcado aos 60 minutos de jogo 60', Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Cardozo Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86'
Cougo Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2'
Relatório Machado Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43' Árbitro: BrasilBRA Wagner Magalhães

Libertad venceu por 6–2 no placar agregado.

Chave C4[editar | editar código-fonte]

6 de fevereiro Palestino Chile 1 – 1 Colômbia Independiente Medellín Estádio San Carlos de Apoquindo, Santiago
20:30 (UTC−3)
Fernández Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63' Relatório Cano Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59' Árbitro: PeruPER Víctor Carrillo

12 de fevereiro Independiente Medellín Colômbia 1 – 1 Chile Palestino Estádio Atanasio Girardot, Medellín
18:30 (UTC−5)
Murillo Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1' Relatório Jiménez Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41' Árbitro: VenezuelaVEN Juan Soto
    Penalidades  
Herazo Erro (defesa)
Ricaurte Erro (trave)
Perlaza Convertido
1 – 4 Convertido Jorquera
Convertido Mago
Convertido Jiménez
Convertido Farías
 

2–2 no placar agregado, Palestino venceu por 4–1 na disputa de pênaltis.

Chave C5[editar | editar código-fonte]

6 de fevereiro Talleres Argentina 2 – 0 Brasil São Paulo Estádio Mario Alberto Kempes, Córdova
20:30 (UTC−3)
Ramírez Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57'
Pochettino Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86'
Relatório Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

13 de fevereiro São Paulo Brasil 0 – 0 Argentina Talleres Estádio do Morumbi, São Paulo
21:30 (UTC−2)
Relatório Árbitro: EquadorECU Roddy Zambrano

Talleres venceu por 2–0 no placar agregado.

Chave C6[editar | editar código-fonte]

7 de fevereiro Deportivo La Guaira Venezuela 0 – 1 Colômbia Atlético Nacional Estádio Olímpico da UCV, Caracas
19:30 (UTC−4)
Relatório Gómez Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69' Árbitro: ArgentinaARG Facundo Tello

14 de fevereiro Atlético Nacional Colômbia 0 – 0 Venezuela Deportivo La Guaira Estádio Atanasio Girardot, Medellín
18:30 (UTC−5)
Relatório Árbitro: ChileCHI Piero Maza

Atlético Nacional venceu por 1–0 no placar agregado.

Chave C7[editar | editar código-fonte]

6 de fevereiro Delfín Equador 1 – 1 Venezuela Caracas Estádio Jocay, Manta
16:15 (UTC−5)
Garcés Gol marcado aos 19 minutos de jogo 19' (pen) Relatório Añor Gol marcado aos 33 minutos de jogo 33' Árbitro: ColômbiaCOL Nicolás Gallo

13 de fevereiro Caracas Venezuela 0 – 0 Equador Delfín Estádio Olímpico da UCV, Caracas
19:30 (UTC−4)
Relatório Árbitro: BrasilBRA Ricardo Marques

1–1 no placar agregado, Caracas avançou pela regra do gol fora de casa.

Chave C8[editar | editar código-fonte]

6 de fevereiro Defensor Sporting Uruguai 3 – 0[a] Equador Barcelona de Guayaquil Estádio Luis Franzini, Montevidéu
18:15 (UTC−3)
Navarro Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79' Relatório Esterilla Gol marcado aos 66 minutos de jogo 66'
Arreaga Gol marcado aos 90+3 minutos de jogo 90+3'
Árbitro: ChileCHI Julio Bascuñán

12 de fevereiro Barcelona de Guayaquil Equador 1 – 0 Uruguai Defensor Sporting Estádio Monumental, Guaiaquil
18:30 (UTC−5)
Oyola Gol marcado aos 39 minutos de jogo 39' Relatório Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

Defensor Sporting venceu por 3–1 no placar agregado.

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

A terceira fase foi disputada entre 19 e 28 de fevereiro pelas oito equipes vencedoras da fase anterior. Os cruzamentos foram predeterminados, sendo que a equipe de melhor ranking realizou o jogo de volta em casa. Os vencedores da cada confronto se classificaram à fase de grupos.[3]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Defensor Sporting Uruguai 0–2 Brasil Atlético Mineiro 0–2 0–0
G2 Melgar Peru 3–2 Venezuela Caracas 2–0 1–2
G3 Libertad Paraguai 1–1 (5–4 p) Colômbia Atlético Nacional 1–0 0–1
G4 Talleres Argentina 3–4 Chile Palestino 2–2 1–2

Todas as partidas estão no horário local.

Chave G1[editar | editar código-fonte]

20 de fevereiro Defensor Sporting Uruguai 0 – 2 Brasil Atlético Mineiro Estádio Luis Franzini, Montevidéu
21:30 (UTC−3)
Relatório Réver Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10'
Cazares Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77'
Árbitro: ArgentinaARG Néstor Pitana

27 de fevereiro Atlético Mineiro Brasil 0 – 0 Uruguai Defensor Sporting Estádio Independência, Belo Horizonte
21:30 (UTC−3)
Relatório Árbitro: ColômbiaCOL Andrés Rojas

Atlético Mineiro venceu por 2–0 no placar agregado.

Chave G2[editar | editar código-fonte]

19 de fevereiro Melgar Peru 2 – 0 Venezuela Caracas Estádio Monumental da UNSA, Arequipa
19:30 (UTC−5)
Romero Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34'
Arakaki Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50'
Relatório Árbitro: BrasilBRA Luiz de Oliveira

26 de fevereiro Caracas Venezuela 2 – 1 Peru Melgar Estádio Olímpico da UCV, Caracas
20:30 (UTC−4)
Fereira Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44'
Celis Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56'
Relatório Cuesta Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88' Árbitro: UruguaiURU Esteban Ostojich

Melgar venceu por 3–2 no placar agregado.

Chave G3[editar | editar código-fonte]

21 de fevereiro Libertad Paraguai 1 – 0 Colômbia Atlético Nacional Estádio Dr. Nicolás Leoz, Assunção
21:30 (UTC−3)
Cardozo Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54' Relatório Árbitro: ArgentinaARG Fernando Rapallini

28 de fevereiro Atlético Nacional Colômbia 1 – 0 Paraguai Libertad Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:30 (UTC−5)
Lucumí Gol marcado aos 33 minutos de jogo 33' Relatório Árbitro: BrasilBRA Wilton Sampaio
    Penalidades  
Bocanegra Erro (fora)
Ceppelini Convertido
Lucumí Convertido
Ramírez Convertido
Barcos Convertido
4 – 5 Convertido Recalde
Convertido É. Benítez
Convertido Cougo
Convertido Martínez
Convertido Aquino
 

1–1 no placar agregado, Libertad venceu por 5–4 na disputa de pênaltis.

Chave G4[editar | editar código-fonte]

20 de fevereiro Talleres Argentina 2 – 2 Chile Palestino Estádio Mario Alberto Kempes, Córdova
19:15 (UTC−3)
Moreno Gol marcado aos 2 minutos de jogo 2'
Ramírez Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34' (pen)
Relatório Cortés Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44'
Soto Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Árbitro: VenezuelaVEN Alexis Herrera

27 de fevereiro Palestino Chile 2 – 1 Argentina Talleres Estádio San Carlos de Apoquindo, Santiago
19:15 (UTC−3)
Jiménez Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70'
Jorquera Gol marcado aos 90 minutos de jogo 90'
Relatório Moreno Gol marcado aos 20 minutos de jogo 20' Árbitro: UruguaiURU Leodán González

Palestino venceu por 4–3 no placar agregado.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • A. ^ Foi atribuída a vitória por 3–0 ao Defensor Sporting devido a escalação irregular do jogador Sebastián Pérez pelo Barcelona de Guayaquil. Originalmente a partida terminou em 2–1 para o Barcelona.[4]

Referências

  1. «Programa de partidos de la CONMEBOL Libertadores 2019» (em espanhol). CONMEBOL. 17 de dezembro de 2018. Consultado em 18 de dezembro de 2018 
  2. «REGLAMENTO CONMEBOL LIBERTADORES 2019» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 19 de dezembro de 2018 
  3. a b c «Los Grupos y emparejamientos de la CONMEBOL Libertadores 2019» (em espanhol). CONMEBOL. 17 de dezembro de 2018. Consultado em 18 de dezembro de 2018 
  4. «Tribunal de Disciplina hace lugar al reclamo presentado por Defensor Sporting Club» (em espanhol). CONMEBOL. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 

Ver também[editar | editar código-fonte]