Revezamento 4x400 metros (misto)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Revezamento 4x400 metros (misto)
Desporto Atletismo
Praticado por Ambos os sexos
Campeões Olímpicos
Tóquio 2020
 Polónia
Zalewski, Kaczmarek, Swiety-Ersetic,Duszynski
Campeões Mundiais
Doha 2019
 Estados Unidos
London, Felix, Okolo, Cherry

Revezamento 4x400 metros misto é uma prova do atletismo de 4x400 metros com a equipe sendo composta de dois homens e duas mulheres, que correm cada um deles uma volta inteira na pista (400 metros) na ordem em que desejarem.[1]Introduzida no programa atlético no World Athletics Relays em 2017, realizado em Nassau, nas Bahamas, foi oficialmente disputado no Campeonato Mundial de Atletismo de 2019, em Doha, Qatar, e introduzido nos Jogos Olímpicos em Tóquio 2020, disputados em 2021 por causa de pandemia de Covid-19. A Polônia foi a primeira campeã olímpica desta prova.[2]

Parte da razão para a criação desta nova modalidade, é que, dependendo da ordem dos velocistas escolhida pelas esquipes, a prova poderá ser uma das mais emocionantes para o público, pela diferença de velocidade entre os corredores, com homens correndo contra mulheres, e a vitória imprevisível de uma delas.[1] Todas as equipes que correram no Mundial de Revezamento de 2017 nas Bahamas escolheram a ordem H-M-M-H. No Mundial de Atletismo de Doha, em 2019, todos escolheram a mesma ordem, com exceção do revezamento polonês que optou por H-H-M-M.[3]

Regras[editar | editar código-fonte]

Quatro velocistas competem em equipe dando uma volta inteira na pista. A primeira volta é corrida dentro de raias pré-designadas, assim como a segunda, até começo da reta de chegada. A partir daí, sem mais raias demarcadas, os atletas disputam a prova juntos geralmente correndo na mesma raia, cada um deles sempre portando um bastão a ser entregue ao corredor posterior, que o recebe dentro da zona de troca, uma área de dez metros de comprimento marcada a partir da linha de chegada nas pistas de atletismo. Vence a equipe cujo último atleta cruzar a linha de chegada primeiro com o bastão nas mãos. [4]

Recordes[editar | editar código-fonte]

O primeiro recorde mundial desta prova reconhecido pela World Athletics, novo nome do órgão máximo do esporte, antes IAAF, foi o tempo do vencedor no Campeonato Mundial de Atletismo de 2019, a equipe dos Estados Unidos, primeira vez que ela foi disputada oficialmente.[5] O recorde olímpico é o tempo do vencedor em Tóquio 2020, primeira vez que foi disputada em Jogos Olímpicos. [6]

Recorde
Marca
País
Atletas
Data
Local
Recorde mundial
3:09.34
Estados Unidos
Wilbert London, Allyson Felix, Courtney Okolo, Michael Cherry
29 setembro 2019
Doha
Recorde olímpico
3:09.87
Polónia
Karol Zalewski, Natalia Kaczmarek, Justyna Święty-Ersetic , Kajetan Duszynski
31 julho 2021
Tóquio 2020

Melhores marcas mundiais[editar | editar código-fonte]

As marcas abaixo são de acordo com a World Athletics.[7]

Posição Tempo País Atletas Data Local
1
3:09.34
Estados Unidos
Wilbert London, Allyson Felix, Courtney Okolo, Michael Cherry
29 setembro 2019
Doha
2
3:09.87
Polónia
Karol Zalewski, Natalia Kaczmarek, Justyna Święty-Ersetic , Kajetan Duszynski
31 julho 2021
Tóquio
3
3:10.21
República Dominicana
Lidio Feliz, Marileidy Paulino, Anabal Ventura, Alexander Ogando
31 julho 2021
Tóquio
4
3:10.22
Estados Unidos
Trevor Stewart, Kendall Ellis, Kaylin Whitney, Vernon Norwood
31 julho 2021
Tóquio
5
3:10.36
Países Baixos
Liemarvin Bonevacia, Lieke Klaver, Femke Bol, Ramsey Angela
31 julho 2021
Tóquio
6
3:10.44
Polónia
Dariusz Kowaluk, Iga Baumgart-Witan, Malgorzata Holub-Kowalik, Kajetan Duszynski
30 julho 2021
Tóquio
7
3:10.69
Países Baixos
Jochem Dobber, Lieke Klaver, Lisanne De Witte, Ramsey Angela
30 julho 2021
Tóquio
8
3:11.39
Estados Unidos
Elija Godwin, Lynna Irby, Taylor Manson, Bryce Deadmon
31 julho 2021
Tóquio
9
3:11.51
Bélgica
Dylan Borlée, Imke Vervaet, Camille Laus, Kevin Borlée
31 julho 2021
Tóquio
10
3:11.76
Jamaica
Sean Bailey, Junelle Bromfield, Stacey Ann Williams, Karayme Bartley
30 julho 2021
Tóquio

Melhores marcas olímpicas[editar | editar código-fonte]

As marcas abaixo são de acordo com o Comitê Olímpico Internacional – COI.[8]

Posição Tempo País Atleta Medalha Local
1
3:09.87
Polónia
Karol Zalewski, Natalia Kaczmarek, Justyna Święty-Ersetic , Kajetan Duszynski
ouro
Tóquio 2020
2
3:10.21
República Dominicana
Lidio Feliz, Marileidy Paulino, Anabal Ventura, Alexander Ogando
prata
Tóquio 2020
3
3:10.22
Estados Unidos
Trevor Stewart, Kendall Ellis, Kaylin Whitney, Vernon Norwood
bronze
Tóquio 2020
4
3:10.36
Países Baixos
Liemarvin Bonevacia, Lieke Klaver, Femke Bol, Ramsey Angela
Tóquio 2020
5
3:10.44
Polónia
Dariusz Kowaluk, Iga Baumgart-Witan, Malgorzata Holub-Kowalik, Kajetan Duszynski
Tóquio 2020
6
3:10.69
Países Baixos
Jochem Dobber, Lieke Klaver, Lisanne De Witte, Ramsey Angela
Tóquio 2020
7
3:11.39
Estados Unidos
Elija Godwin, Lynna Irby, Taylor Manson, Bryce Deadmon
Tóquio 2020
8
3:11.51
Bélgica
Dylan Borlée, Imke Vervaet, Camille Laus, Kevin Borlée
Tóquio 2020
9
3:11.76
Jamaica
Sean Bailey, Junelle Bromfield, Stacey Ann Williams, Karayme Bartley
Tóquio 2020
10
3:11.95
Reino Unido
Cameron Chalmers, Zoey Clark, Emily Diamond, Lee Thompson
Tóquio 2020

* As marcas da Polônia (3:10.44), Holanda (3:10.69), Jamaica (3:11.76) e Grã-Bretanha (3:11.95) foram conseguidas nas eliminatórias de Tóquio 2020.

Marcas da lusofonia[editar | editar código-fonte]

Até agosto de 2021, entre os países lusófonos apenas o Brasil tem marcas nacionais para esta prova.

País
Marca
Atletas
Ano
Local
Brasil
3:15.89
Anderson Henriques, Tiffany Marinho, Tabata Carvalho, Pedro Burmann
2021
Tóquio
[9]

Referências

  1. a b «The mixed gender 4x400 metre relay - what you need to know ahead of World Championships debut». The Telegraph. Consultado em 1 junho 2021 
  2. «Poland makes history with Olympic mixed 4x400m win». World Athletics. Consultado em 31 julho 2021 
  3. "World Athletics Championships", BBC 2, 29 setembro 2019
  4. «4x400 metres relay». IAAF. Consultado em 16 de setembro de 2015 
  5. «World Records». World Athletics. Consultado em 1 junho 2021 
  6. «Poland makes history with Olympic mixed 4x400m win». World Athletics. Consultado em 31 julho 2021 
  7. «4x400 Metres Relay Mixed». World Athletics. Consultado em 1 junho 2021 
  8. «48 PAST OLYMPIC GAMES». OIC. Consultado em 24 de abril de 2013 
  9. «4X400 METRES RELAY MIXED Heat 2». World Athletics. 31 de julho de 2021