Ribeirão Grande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ribeirão Grande
  Município do Brasil  
Portal RG.jpg
Símbolos
Bandeira de Ribeirão Grande
Bandeira
Brasão de armas de Ribeirão Grande
Brasão de armas
Hino
Gentílico ribeirão-grandense
Localização
Localização de Ribeirão Grande em São Paulo
Localização de Ribeirão Grande em São Paulo
Ribeirão Grande está localizado em: Brasil
Ribeirão Grande
Localização de Ribeirão Grande no Brasil
Mapa de Ribeirão Grande
Coordenadas 24° 05' 56" S 48° 21' 54" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Sorocaba
Região imediata[1] Itapeva
Municípios limítrofes Capão Bonito, Guapiara, Iporanga e Eldorado
Distância até a capital 230 km
História
Fundação 19 de maio de 1993 (26 anos)
Aniversário 19 de maio
Administração
Prefeito(a) Eliana dos Santos Silva (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 332,071 km²
População total (Censo IBGE/2010[3]) 7 419 hab.
Densidade 22,34 hab./km²
Clima subtropical (Cfb)
Altitude 690 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 18315-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,705 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 72 291,812 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 10 276,02
www.ribeiraogrande.sp.gov.br (Prefeitura)

Ribeirão Grande é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 24º05'57" sul e a uma longitude 48º21'55" oeste, estando a uma altitude de 690 metros. Sua população, segundo o censo de 2010, é de 7.419 habitantes. Possui uma área de 332 km².

História[editar | editar código-fonte]

O Município cresceu principalmente com o desenvolvimento dos núcleos Freguesia Velha à margem direita do Rio das Almas, à margem do Rio Ribeirão Grande o Bairro dos Cruzes em torno da Casa Grande, e o povoado de Ribeirão Grande em torno da Capela do Bom Jesus, padroeiro do município.

O povoado dos Cruzes surgiu primeiro que Ribeirão Grande, em torno da Casa Grande, importante exemplo de construção Taipa de Sopapo, a base de barro socado com as mãos e madeira, datada segundo relatos de moradores locais sendo do século XVIII.

Personalidades se destacaram ao longo do tempo. Na ajuda e construção da igreja Francisco Silvério Ferreira, que doou a imagem do santo padroeiro do município. Paulino Amantino Ferreira que doou o terreno para a construção da escola.

Ribeirão Grande foi rota de passagem de tropeiros, marcando a culinária local, com pratos derivados de milho, encapotado e o Rojão. As festas religiosas e danças são frequentes e tradicionais. O Fandango de Tamanco mantém viva uma tradição de mais de cinquenta anos associada à cultura rural.

Pertencente inicialmente ao município de Capão Bonito, o bairro Ribeirão Grande foi elevado a Distrito em 28 de fevereiro de 1964 e elevado a município pela Lei 7664 de 30 de dezembro de 1991, implantado a partir de 1993.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 7.390

  • Urbana: 2.325
  • Rural: 5.065
  • Homens: 3.816
  • Mulheres: 3.574

Densidade demográfica (hab./km²): 22,26

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 26,70

Expectativa de vida (anos): 66,28

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,94

Taxa de alfabetização: 83,35%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,705

  • IDH-M Renda: 0,622
  • IDH-M Longevidade: 0,688
  • IDH-M Educação: 0,805

(Fonte: IPEADATA)

Rodovia de Acesso.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[6], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[7], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[8] para suas operações de telefonia fixa.

Vista panorâmica (parcial) de Ribeirão Grande.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  7. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  8. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikivoyage