Guapiara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Guapiara
vista parcial de Guapiara

vista parcial de Guapiara
Bandeira desconhecida
Brasão de Guapiara
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 02 de maio
Fundação 2 de maio de 1872 (141 anos)
Gentílico guapiarense
Prefeito(a) Jorge Sabino da Costa (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Guapiara
Localização de Guapiara em São Paulo
Guapiara está localizado em: Brasil
Guapiara
Localização de Guapiara no Brasil
24° 11' 06" S 48° 31' 58" O24° 11' 06" S 48° 31' 58" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Itapetininga IBGE/2008[1]
Microrregião Capão Bonito IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Capão Bonito, Ribeirão Branco, Itapeva, Apiaí, Ribeirão Grande Iporanga Buri [[Eldorado]]
Distância até a capital 230 km
Características geográficas
Área 407,619 km² [2]
População 21,028 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 0,05 hab./km²
Altitude 1036 m
Clima subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,706 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 207,960,185 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 12 514,35 IBGE/2008[5]
Página oficial

Guapiara é um município do estado de São Paulo, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 24º11'06" sul e a uma longitude 48º31'58" oeste, estando a uma altitude de 1030 metros. Sua população em 2010 era de 17.998 habitantes.[3] A população estimada em 1 de julho de 2013 era de 20.738 habitantes.[6]
Possui uma área de 407,619 km². é conhecida como a Capital do Artesanato

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Guapiara" é um termo derivado da língua tupi que significa "caminho para a enseada", através da junção dos termos kûá ("enseada")[7] e piara ("caminho para")[8] .

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundada em 2 de maio de 1872 pelo alferes João Paulo do Amaral, junto com a cidade vizinha de Buri foi ocupada por tropas, na Revolução Constitucionalista de 1932, sendo palco de grandes e violentas batalhas.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Segundo a Lei Estadual 7 664, de 30 de dezembro de 1991, as divisas do município são: Começa na Serra de Paranapiacaba, onde esta entronca com o espigão que deixa, à esquerda, as águas do rio São José do Guapiara, e, à direita, as do rio das Almas; segue por este espigão até alcançar a cabeceira sul-oriental do ribeirão do Alegre, onde tiveram início estas divisas. Seu clima e ameno no verão com temperatura média de 18°C e muito frio no inverno com temperatura média de 8°C com frequência geadas e ate mesmo a ocorrência de neve como ocorrido em 1975 e também no dia 24 de julho de 2013 em que a temperatura chegou a -5°C, seu clima é parecido com a capital paranaense Curitiba.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010 [3]

População total: 17 998

  • Urbana: 7 233
  • Rural: 10 765
  • Homens: 9 153
  • Mulheres: 8 845

Densidade demográfica (hab./km²): 44,08

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 26,70

Expectativa de vida (anos): 69,28

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,95

Taxa de alfabetização: 83,06%

IDH-M: 0,675 (médio)

  • IDH-M Renda: 0,634 (médio)
  • IDH-M Longevidade: 0,806 (muito alto)
  • IDH-M Educação: 0,602 (médio)

Fonte: PNUD [9]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. a b c Sinopse do Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Estimativa da População - 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
  7. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  8. NAVARRO, E. A. Método Moderno de Tupi Antigo. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p.395
  9. PNUD_Ranking IDH-Brasil 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]