Rio Manso (rio)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura Rio Manso, município de Minas Gerais,, veja Rio Manso (Minas Gerais).
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Manso
Rio anso IMG 1698.jpg

Vista parcial da represa Rio Manso em Conceição de Itaguá, Brumadinho, Minas Gerais, formada pelo barramento do rio Manso.

Localização
Continente
País
Localização
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
64 km
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Área da bacia
657,78[3] km²
País(es) da
bacia hidrográfica
Nascente
Altitude da nascente
1020[1] m
Afluentes
esquerda
Córrego Lamas, Rio Veloso[4]
Afluentes
direita
Córrego da Pinguela, Córrego dos Marques, Córrego Piaba, Córrego Peroba[4]
Foz
Altitude da foz
735[2] m

O rio Manso é um curso de água localizado no estado de Minas Gerais, Brasil, afluente da margem esquerda do rio Paraopeba. Nasce no município de Crucilândia, atravessa a cidade homônima e percorre parte do município de Brumadinho até a sua foz. Faz parte da bacia do rio Paraopeba, que é uma sub-bacia da bacia do rio São Francisco.

O rio percorre aproximadamente 64 quilômetros de extensão, desde sua nascente, localizada a uma cota de 1020 metros de altitude, até a foz no rio Paraopeba, a uma cota de 735 metros de altitude em relação ao nível do mar.[2]

Represa Rio Manso[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Represa Rio Manso

O rio é barrado no município de Brumadinho para formação de reservatório que abastece a Região Metropolitana de Belo Horizonte. O reservatório é o maior do tipo na região metropolitana e inunda território dos municípios de Brumadinho e Rio Manso. O empreendimento é administrado pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA) e denomina-se Sistema Rio Manso. Funciona em conjunto com os sistemas Vargem das Flores e Serra Azul, formando o Sistema Integrado do Paraopeba, que, por sua vez, é uma parte do Sistema Integrado de Abastecimento de Água da Região Metropolitana de Belo Horizonte.[5]

Escassez hídrica[editar | editar código-fonte]

Durante o período de seca na Região Sudeste do Brasil em 2014–2017, pela primeira vez na história, o reservatório do rio Manso atingiu níveis preocupantes.[6] Devido à importância do rio para o abastecimento de àgua na RMBH, o Instituto Mineiro de Gestão de Águas declarou situação de escassez hídrica superficial na porção hidrográfica da barragem do rio Manso.[7]

Referências

  1. a b IBGE; Instituto de Geociências Aplicadas de Minas Gerais (1976). Folha Topográfica - Itaguara (JPG) (Mapa). [1:50.000]. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  2. a b c IBGE; Instituto de Geociências Aplicadas de Minas Gerais (1976). Folha Topográfica - Brumadinho (JPG) (Mapa). [1:50.000]. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  3. «APEE - Área de Proteção Especial Estadual - MG» (PDF). Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais - IEF. 2008. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  4. a b IBGE (1985). Folha Topográfica - Igarapé (JPG) (Mapa). [1:50.000]. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  5. ARSAE-MG (2013). «Relatório de Fiscalização - Sistema Integrado de Abastecimento de Água da RMBH - Bacia do Paraopeba» (PDF). Companhia de Saneamento de Minas Gerais. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  6. Chenna, Cinara (2016). «Chenna, S. I. M. (2016). O enfrentamento da escassez hídrica e a solução construída para a garantia de abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte». Revista do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais. 33 (3): 14-18. Consultado em 11 de outubro de 2017 
  7. «PORTARIA IGAM Nº 013, DE 08 DE ABRIL DE 2015» (PDF). Instituto Mineiro de Gestão das Águas. 8 de abril de 2015. Consultado em 23 de outubro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.