SS Zealandic (1911)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SS Zealandic
Zealandic.jpg
SS Zealandic
Carreira  Reino Unido
Proprietário White Star flag NEW.svg White Star Line
Fabricante Harland and Wolff, Belfast
Lançamento 29 de junho de 1911
Viagem inaugural 30 de outubro de 1911
Porto de registo Government Ensign of the United Kingdom.svg Liverpool, Reino Unido
Estado Afundado por um E-boat
Características gerais
Tipo de navio Transatlântico
Tonelagem 8 090 t
Altura 9,4 m
Comprimento 145 m
Boca 19,2 m
Propulsão Quatro cilindros de expansão quadruple
Carga 945 passageiros

SS Zealandic foi um transatlântico britânico a vapor, construído por Harland and Wolff e inicialmente operado pela White Star Line. Ele foi usado tanto como um navio de passageiros quanto em um navio de carga. Zealandic serviu as duas guerras mundiais.

História[editar | editar código-fonte]

Zealandic foi construído por Harland and Wolff em Belfast e lançado no dia 29 de junho de 1911. Sua viagem inaugural ocorreu quatro meses depois, no dia 30 de outubro de 1911, na rota de Liverpool a Wellington, na Nova Zelândia. Durante uma viagem no dia 22 de janeiro de 1913, Zealandic partiu de Wellington com um recorde de lã exportado, ao mesmo tempo, foi fretado como um portador de imigrantes pelo governo australiano.

Primeira Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de julho de 1915, Zealandic teve de encontro com um submarino alemão U-39, que o perseguiu, no entanto sua velocidade lhe permitiu escapar ileso.[1] Ele permaneceu em serviço da White Star Line até em 1917, quando Zealandic foi comandado pela Marinha Real para o transporte de tropas, devido a Primeira Guerra Mundial. No dia 15 de junho de 1919 ele foi liberado do serviço militar e voltou para a White Star Line.

Durante a guerra[editar | editar código-fonte]

O navio foi premiado com uma soma de €6,350, por ter feito um resgate bem sucedido em um barco à vela Garthsnaid.[1]

A companhia Aberdeen adquiriu o Zealandic no ano de 1926, e foi posteriormente renomeado como Mamilius. Zealandic foi novamente transferido para outra companhia chamada Shaw Savill and Albion em 1932, recebendo o nome Mamari.[2] Quando a White Star Line se fundiu com a Cunard Line em 1934, ele atuou na rota australiana, com o nome de Mamari III

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Zealandic foi vendido mais uma vez em setembro de 1939 para o Almirantado, sendo utilizado no serviço militar durante a Segunda Guerra Mundial e foi reequipado para se disfarçar com um transportador britânico chamado HMS Hermes.[1] Nessa missão ele carregava o nome de Fleet Tender C. No dia 4 de junho de 1941 foi a última vez em que o navio foi utilizado, quando esteve a caminho de Kent para ser convertido novamente como um navio de carga, ele foi atacado por uma aeronave alemã, perto de Cromer, Norfolk. Na tentativa de escapar, ele atingiu um navio submerso (afundado por uma mina marítima no dia 8 de abril daquele ano) e encalhou. Ele foi destinado a ser recuperado e reflutuado; no entanto, ele foi torpedeado por E-boat alemães. A tripulação foi retirada por um rebocador e desembarcaram em Grimsby.[3]

Referências

  1. a b c «Zealandic». Titanic-Titanic.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2011 
  2. «Zealandic». The Fleets. The Ships List. 16 de julho de 2006. Consultado em 2 de fevereiro de 2011 
  3. «June 1941», Patriot Files, Naval History 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]