Saša Vujačić

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Saša Vujačić
SashaVujacic 20060409.jpg
Informações pessoais
Nome completo Aleksandar Vujačić
Data de nasc. 8 de março de 1984 (33 anos)
Local de nasc. Maribor,  RS da Eslovénia Iugoslávia
Atual  Eslovênia
Altura 2,01m
Peso 93 kg
Apelido The Machine [1]
Informações no clube
Clube atual Estados Unidos New York Knicks
Número 18
Posição Armador
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
2001-2004
2004-2010
2010-2011
2011-2013
2014
2014
2015
2015-presente
Itália Snaidero Udine
Estados Unidos Los Angeles Lakers
Estados Unidos New Jersey Nets
Turquia Anadolu Efes
Estados Unidos Los Angeles Clippers
Itália Reyer Venezia Mestre
Espanha Laboral Kutxa
Turquia İstanbul BB
Estados Unidos New York Knicks
273 (1420)

Aleksandar "Saša" (servo-cirílico: Александар Вујачић - Саша) Vujačić, geralmente grafado em inglês como Sasha Vujacic (Maribor, 8 de março de 1984) é um jogador de basquetebol que defende o New York Knicks, time da NBA. Em sua carreira européia, costumava jogar como Point Guard, mas na NBA, devido à sua altura e bom chute de 3, é aproveitado como Shooting Guard.

Início de Carreira[editar | editar código-fonte]

Sasha teve seu início no basquete profissional com 16 anos, ao jogar pelo time Italiano Snaidero Basketball, sediado na cidade de Udine. O início tão cedo no Basquete profissional se deve à tradição de basquete na família. O pai de Sasha, por exemplo, é técnico de basquete.[2]

Sasha se inscreveu para o Draft da NBA de 2004 e foi escolhido na posição 27, pelo Los Angeles Lakers, ficando à frente, inclusive, do brasileiro Anderson Varejão, escolhido na 31.

Na NBA[editar | editar código-fonte]

A Evolução do Lakers[editar | editar código-fonte]

Sasha chegou ao Lakers num momento delicado para o time. Na temporada 2003-2004, o time havia montado um elenco para ser campeão da liga pela 15ª vez, com jogadores de grande sucesso como: Shaquille O'Neal, Kobe Bryant, Karl Malone, Gary Payton (os dois últimos aceitaram salários muito abaixo do que pooderiam ganhar para tentar o título); mas o Lakers acabou perdendo a final da NBA para o Detroit Pistons.

Além disso, o pivô Shaquille O'Neal queria uma extensão para seu contrato com valores exorbitantes e também não aceitava dividir o estrelato do time com o ala-armador Kobe Bryant. Por isso, o Lakers se viu obrigado a troca um dos maiores pivôs de todos os tempos. Na troca chegaram: Lamar Odom, Caron Butler e Brian Grant. O Lakers também não contava mais com Karl Malone e Gary Payton na nova temporada. Foi nesse contexto que Sasha chegou. Um time debilitado que não conseguiu nem fazer uma boa temporada regular. Sasha teve poucos minutos em quadra e não demonstrou bom basquete.

O Lakers continuou lutando por posições intermediárias nos anos seguintes, até que na temporada 2007-2008 duas mudanças ocorreram: o jovem pivô Andrew Bynum (escolhido aos 17 anos) começou a evoluir o esperado e o pivô Kwame Brown, juntamente com Javaris Crittenton, Aaron McKie e os direitos de Marc Gasol foram para o Memphis Grizzlies, em troca do pivô espanhol Pau Gasol. Vale ressaltar que o GM do Lakers, Mitch Kupchak assumiu que só fez essa troca devido à lesão no joelho de Andrew Bynum, no dia 13 de janeiro de 2008.

Sasha no novo Lakers[editar | editar código-fonte]

O novo Lakers também passou a contar com um bom banco de reservas e o amadurecimento de jogadores como Sasha foi fundamental para isso. Suas bolas de três são importantíssimas para o time e daí veio seu apelido "The Machine" - que foi dado por ele mesmo, mas os comentaristas aderiram. Na defesa, Vujacic também faz bem o seu papel, sendo considerado irritante pelos adversários.

Grandes momentos na carreira[editar | editar código-fonte]

Durante a temporada 2005-06, Sasha fez uma importante cesta de três pontos para dar ao Lakers a liderança na prorrogação sobre o Utah Jazz. Durante a temporada 2006-07, Sasha converteu o arremesso da vitória sobre o Dallas Mavericks, encerrando uma série de 13 jogos sem perder do time de Dallas. Na temporada 2007-08, Sasha fez 22 pontos em uma vitória sobre o Denver Nuggets, seu recorde. E fez o mesmo número de pontos na vitória sobre o Toronto Raptors.

Em 2006, Sasha teve um aproveitamento de 60% da linha dos três pontos nos Playoffs da NBA.

Em 2008, durante o jogo 3 das finais da NBA, diante do Boston Celtics, Sasha marcou o seu maior número de pontos em playoffs, totalizando 20 pontos.

No jogo 6 das finais da NBA de 2010, Sasha fez duas cestas de 3 pontos, uma cesta de 2 pontos, além de um lance livre para liderar o banco do Lakers com 9 pontos marcados. Isso aconteceu em um jogo que o banco do Lakers realizou um grande jogo, com um total de 25 pontos e liderou o Lakers para ir ao jogo 7 após empatar a série final contra o Boston Celtics em 3-3.

No jogo 7 das finais da NBA de 2010, Sasha converteu dois cruciais lances livres faltando menos de um minuto para o término do jogo, fazendo com que o Lakers liderasse por 4 pontos para que o time californiano se consagrasse campeão da NBA pela 16ª vez.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Temporada Time Jogos PPJ RPJ APJ RoPJ TPJ MPJ %A %LL
2004-2005 Los Angeles Lakers 35 2,9 1,8 1,5 0,3 0,1 11,5 28% 94%
2005-2006 Los Angeles Lakers 82 3,9 1,9 1,7 0,6 0 17,7 34% 88%
2006-2007 Los Angeles Lakers 73 4,3 1,5 0,9 0,6 0 12,8 39% 87%
2007-2008 Los Angeles Lakers 72 8,8 2,1 1 0,5 0,1 17,8 45% 83%

PPJ = Pontos por jogo, RPJ = Rebotes por jogo, APJ = Assistências por jogo, RoPJ = Roubos por jogo, TPJ = Tocos por jogo, MPJ = Minutos por jogo, %A = Porcentagem do Arremesso, %LL = Porcentagem do Lance Livre

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Sasha Vujacic tem dois irmãos, uma irmã chamada Nina e um irmão chamado Aljoša. Seus pais vivem em Rancho Palos Verdes, na Califórnia, enquanto ele vive em Redondo Beach. Além do basquete, ele gosta de jogar vôlei, tênis e futebol.

Namorou a tenista profissional russa Maria Sharapova, desde 2009 até ?.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]