Scott Peterson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Scott Peterson
Scott Peterson
Data de nascimento 24 de outubro de 1972 (48 anos)
Local de nascimento San Diego, California, U.S.
Ocupação Fertilizer salesman
Crime(s) Assassinato em primeiro grau na morte de Laci; assassinato em segundo grau de Conner
Esposa Laci Rocha (c. 1997; assassinada 2002)
Condenação(ões) Morte (Derrubado)
Localização Prisão Estadual de San Quentin
Apreendido em 18 de abril de 2003

Scott Lee Peterson (nascido em 24 de outubro de 1972) é um americano condenado assassino e que atualmente está encarcerado na Prisão Estadual de San Quentin. Em 2004, ele foi condenado pelo assassinato em primeiro grau de sua esposa grávida, Laci Peterson, e pelo assassinato em segundo grau de seu filho não nascido, Conner, em Modesto, Califórnia, em 2005, ele foi condenado à morte por injeção letal . Seu caso estava em apelo automático à Suprema Corte da Califórnia . Em 24 de agosto de 2020, a sentença de morte para Peterson foi anulada, embora sua condenação tenha sido mantida. [1]

Juventude e casamento[editar | editar código-fonte]

Scott Lee Peterson nasceu em 24 de outubro de 1972, no Sharp Coronado Hospital em San Diego, Califórnia, filho de Lee Arthur Peterson, um empresário que possuía uma empresa de embalagem de caixas, e Jacqueline "Jackie" Helen Latham, [2] [3] que era dona de uma boutique em La Jolla chamada The Put On. Embora Lee e Jackie tivessem seis filhos de relacionamentos anteriores, Scott era o único filho do casal. Quando criança, ele compartilhou um quarto com seu meio-irmão John no apartamento de dois quartos da família em La Jolla. Peterson começou a jogar golfe muito jovem, resultado do tempo que passou com seu pai. Aos 14 anos, ele poderia vencer seu pai no jogo, atingindo assim um nível de habilidade superior em relação ao seu genitor. Por um tempo, ele sonhou em se tornar um jogador de golfe profissional como Phil Mickelson, seu companheiro de equipe na University of San Diego High School . No final do ensino médio, ele era um dos melhores jogadores de golfe júnior em San Diego. Em 1990, Peterson matriculou-se na Arizona State University (onde Mickelson também havia se matriculado) com uma bolsa parcial de golfe. [4] Mickelson viria a se tornar um jogador de golfe PGA de grande sucesso, [5] e Lee Peterson mais tarde testemunhou que a competição considerável que Mickelson apresentou a seu filho enquanto eles estavam no estado do Arizona desencorajou Peterson. Randall Mell, do condado de Broward, Flórida, Sun-Sentinel relatou que Chip Couch, pai de outro jogador de golfe do estado do Arizona, Chris Couch, disse a Mell que conseguiu que Peterson fosse expulso do time de golfe. Couch afirmou que Peterson tinha levado Chris para beber e conhecer garotas, resultando em uma ressaca para Chris. Como Chris era o júnior número 1 do país, Chip não queria que Peterson ameaçasse o futuro de seu filho e reclamou para o treinador de golfe, que expulsou Peterson do time. Peterson foi transferido para o Cuesta College em San Luis Obispo e, posteriormente, para a California Polytechnic State University . [6] Inicialmente, planejou se formar em negócios internacionais, mas mudou para negócios agrícolas. Os professores que ensinaram Peterson o descreveram como um aluno modelo. Seu professor de agronegócio, Jim Ahern, comentou: "Eu não me importaria de ter uma aula cheia de Scott Petersons."

Enquanto estava na California Polytechnic, Peterson trabalhou em um restaurante em Morro Bay chamado Pacific Café. Um de seus colegas de trabalho receberia a visita de uma vizinha chamada Laci Denise Rocha, que por coincidência também estudara na Cal Poly [2] como formadora de horticultura ornamental. Quando Peterson e sua futura esposa se conheceram no restaurante em meados de 1994, Laci foi quem deu o primeiro passo, enviando-lhe seu número de telefone. Imediatamente após conhecê-lo, a garota então apaixonada disse à mãe com convicção que havia conhecido o homem com quem se casaria. Peterson mais tarde ligou para Laci e não demorou muito para que eles começassem a namorar. O primeiro encontro fora numa pescaria em alto mar em que Laci ficou enjoada pelo balanço das ondas, evento este que foi marcante no então primeiro encontro do casal de namorados. [7] À medida que o relacionamento amoroso de Peterson e Laci se tornava mais sério, o jovem passou a deixar de lado sua aspiração para a carreira de golfe a fim de seguir uma carreira empresarial mais sustentável. [3] O casal namorou por dois anos e, eventualmente, foram morar juntos. Em 1997, após a formatura de Laci e 3 anos como namorados eles se casaram no Sycamore Mineral Springs Resort, no Vale de Avila, no condado de San Luis Obispo . [4] Enquanto Peterson terminava seu último ano de faculdade, Laci conseguiu um emprego na cidade vizinha de Prunedale . Os promotores declararam que nessa época em questão Peterson teve o primeiro de pelo menos dois casos extraconjugais, embora não tenha sido revelado o nome ou os detalhes de cada relacionamento. Peterson graduou-se como Bacharel em Ciências em negócios agrícolas em junho de 1998. Após a formatura, os Petersons abriram um bar de esportes em San Luis Obispo chamado The Shack. Ao contrário de uma história contada pelo Los Angeles Times que relatou que os pais de Peterson lhe emprestaram dinheiro para abrir o estabelecimento como uma forma de assistir o jovem, seus pais disseram enfaticamente ao San Francisco Chronicle que não o fizeram, pois acreditavam que era um mau investimento. Quando o casal teve dificuldade em encontrar um técnico para instalar o respiradouro necessário no restaurante, Peterson fez o curso de certificação necessária em Los Angeles para instalá-lo ele mesmo. Os negócios foram inicialmente lentos, mas eventualmente melhoraram, com destaque aos fins de semana esses que eram característicos pelo alta movimentação de fregueses. Os Petersons venderam The Shack em 2000, quando se mudaram para a cidade natal de Laci, Modesto, para começar uma família. Em outubro de 2000, eles compraram um bangalô de três quartos e dois banheiros por US $ 177.000 na Covena Avenue, em um bairro nobre perto do Parque La Loma .

Laci logo conseguiu um emprego de meio período como professora substituta, [3] e Peterson conseguiu um emprego na Tradecorp U.S.A., uma subsidiária recém-fundada de uma empresa europeia de fertilizantes. [8] De acordo com Lee Peterson, a empresa espanhola estava tentando estabelecer uma base de clientes nos Estados Unidos e contratou Peterson como seu representante na Costa Oeste. Trabalhando com salário mais comissão, ele vendeu sistemas de irrigação, fertilizantes, nutrientes químicos e produtos relacionados para grandes fazendas e cultivadores de flores, principalmente na Califórnia, Arizona e Novo México. Peterson estava ganhando um salário de US $ 5.000 por mês antes dos impostos. Os entes queridos de Laci, incluindo sua mãe e irmã mais nova, relataram que ela trabalhou com entusiasmo para ser a dona de casa perfeita, que gostava de cozinhar e se divertir, e que ela e sua família receberam bem a notícia em 2002 de que ela estava grávida. Em novembro de 2002, quando Laci estava grávida de sete meses, Peterson foi apresentado por um amigo a uma massagista de Fresno chamada Amber Frey. Em declarações públicas posteriores, Frey disse que Peterson disse a ela que era solteiro e os dois começaram um relacionamento romântico. A última vez que os pais de Peterson viram Laci foi durante um fim de semana de três dias que passaram juntos em Carmel, Califórnia, uma semana antes do Natal.

Desaparecimento de Laci Peterson[editar | editar código-fonte]

Em 23 de dezembro de 2002, às 17:45, Peterson e Laci foram a Salon, Salon - local de trabalho da irmã de Laci, Amy Rocha - para um corte de cabelo mensal. [9] Enquanto conversavam, Rocha disse que Peterson se ofereceu para pegar uma cesta de frutas que ela havia encomendado para seu avô como presente de Natal no dia seguinte, porque ele estaria jogando golfe em um campo próximo. Os promotores dizem que Peterson também disse a outras pessoas que jogaria golfe na véspera de Natal. [10] Mais tarde naquela noite, Sharon Rocha, a mãe de Laci, falou com Laci ao telefone por volta das 20h30. [11]

Peterson disse mais tarde à polícia que viu sua esposa pela última vez por volta das 9h30 manhã do dia 24 de dezembro, quando ele saiu para pescar na Marina de Berkeley. Ele disse que Laci estava assistindo a um programa de culinária na televisão, mas se preparava para limpar o chão, assar biscoitos e passear com o cachorro da família até um parque próximo. [12] [13] Mais tarde naquela manhã, uma vizinha dos Petersons disse que encontrou o cachorro dos Petersons, um Golden Retriever chamado McKenzie, e o devolveu ao quintal dos Petersons entre 10:10 e 10:17. Cerca de meia hora depois, pouco depois das 10:45, outro vizinho chamado Mike Chiavetta disse que encontrou McKenzie [14] vagando pela vizinhança com uma coleira lamacenta e também o devolveu ao quintal dos Petersons. [15] Peterson disse que voltou para casa naquela tarde para encontrá-la vazia. Peterson encontrou McKenzie em seu quintal, [16] e o Land Rover Discovery SE 1996 de Laci estava na garagem. [17] Ele tomou banho e lavou suas roupas porque se molhou durante a pesca.

De acordo com a ABC News, Peterson relatou que sua esposa Laci desapareceu de sua casa em Modesto . No entanto, o New York Post informou que, quando Laci ainda não tinha voltado para casa às 5:15 da tarde, Peterson ligou para a sogra informando a situação e, meia hora depois, o padrasto de Laci, Ron Grantski, chamou a polícia. [12] O Modesto Bee também atribui a primeira chamada da polícia a Grantski. [18] Laci estava grávida de sete meses e meio [19] com a data de nascimento do bebê planejada para 10 de fevereiro de 2003. O casal planejava chamar o bebê de Conner. [20] A data exata e a causa da morte de Laci nunca foram determinadas. [21] [22] Laci foi dada como desaparecida na véspera de Natal, [23] e a história atraiu o interesse da mídia nacional. [24] [25] [26] Depois que a polícia chegou à casa de Peterson naquela noite, as chaves, a carteira e os óculos de sol de Laci foram encontrados na sua bolsa em um armário. [27] A mesa da sala de jantar foi meticulosamente arrumada para um jantar em família na noite seguinte. Um detetive encontrou uma lista telefônica em um balcão da cozinha, aberta em um anúncio de uma página inteira de um advogado de defesa. Peterson foi relatado como completamente calmo. Os detetives da polícia de Modesto Jon Buehler e Allen Brocchini, os principais investigadores do caso, interrogaram Scott Peterson naquela noite. Embora Scott inicialmente tenha dito que passou o dia jogando golfe, mais tarde ele disse à polícia que tinha ido pescar esturjão na Marina de Berkeley . Às 2:15 pm, ele deixou uma mensagem para Laci, dizendo: "Ei, linda. São 14h15. Estou saindo de Berkeley. " Peterson afirmou que foi pescar a cerca de 90 milhas da casa do casal em Modesto. Os detetives imediatamente iniciaram uma busca, mas ficaram surpresos com o comportamento de Scott Peterson. Buehler disse à ABC News em 2017: "Suspeitei de Scott quando o conheci. Não quis dizer que ele fez isso, mas fiquei um pouco desconcertado com seu comportamento calmo e frio e sua falta de questionamento ... ele não estava, 'Você vai me ligar de volta? Posso ficar com um de seus cartões? O que vocês estão fazendo agora? '"

A polícia de Modesto não revelou imediatamente ao público que Peterson era suspeito, principalmente porque a família e os amigos de Laci mantiveram sua fé na inocência dele durante o mês seguinte ao desaparecimento dela. A polícia tratou o caso como suspeito nas primeiras horas após o registro do relatório de pessoas desaparecidas. [28] Eventualmente, a polícia começou a suspeitar mais de Peterson devido às inconsistências em sua história. Em 17 de janeiro de 2003, soube-se que Peterson havia se envolvido em dois outros casos extraconjugais antes de Amber Frey. [29] Frey abordou a polícia sobre Peterson, que negou às autoridades que estava tendo um caso. Ela disse aos detetives que conheceu Peterson em 20 de novembro, e que ele inicialmente disse que era solteiro. Depois que eles começaram a namorar, no entanto, ela passou a suspeitar que ele era casado e o confrontou em 9 de dezembro sobre isso. Frey relatou a Brocchini: "Ele disse que perdeu sua esposa, este seria o primeiro feriado que ele passaria sem sua esposa." [30] Em uma coletiva de imprensa [31] em 24 de janeiro de 2003, a família Rocha retirou publicamente seu apoio a Peterson, [32] explicando que fizeram isso ao saber de seu caso com Frey, [33] em particular ao ver fotos de Peterson e Frey juntos. [34] O irmão de Laci, Brent Rocha, afirmou que embora Peterson tivesse admitido um caso um ano antes em uma conversa por telefone em 16 de janeiro de 2003, após o desaparecimento de Laci, Peterson havia parado de se comunicar com a família Rocha a respeito do que aconteceu com ela. Posteriormente, eles disseram que estavam irritados não com o caso, mas com o fato de Peterson ter contado a Frey que "perdera sua esposa" em 9 de dezembro de 2002 - 14 dias antes de ela desaparecer, [12] seu primeiro Natal sem ela. Posteriormente, a polícia especulou se isso era uma indicação de que Peterson já havia decidido matar sua esposa, [35] especulação essa que Sharon Rocha concordou ser uma possibilidade. [36] Frey permitiu que os detetives da polícia gravassem secretamente suas conversas telefônicas subsequentes com Peterson na esperança de fazê-lo confessar . [37] Durante o julgamento, foram reproduzidas as gravações em áudio das conversas telefônicas do casal e divulgadas as transcrições. As gravações revelaram que nos dias seguintes ao desaparecimento de Laci, Peterson disse a Frey que tinha viajado a Paris para comemorar as férias, em parte com seus novos companheiros Pasqual e François. Na verdade, ele havia dado um desses telefonemas minutos antes da vigília à luz de velas da véspera de Ano Novo para Laci em Modesto. [38]

Recuperação dos restos mortais de Laci e Conner[editar | editar código-fonte]

Em 13 de abril de 2003, um casal passeando com seu cachorro encontrou o corpo em decomposição, mas bem preservado, de um feto do sexo masculino em uma área pantanosa da costa da Baía de São Francisco no parque Point Isabel Regional Shoreline de Richmond, ao norte de Berkeley. [39] [40] Seu cordão umbilical ainda estava preso. [41] Embora um juiz tenha selado os resultados da autópsia, uma fonte anônima da Associated Press revelou que 1,5 laços de fita de náilon foram encontrados ao redor do pescoço do feto e um corte significativo foi no corpo do feto. [42] [43]

Um dia depois, um transeunte encontrou o torso de uma mulher grávida recentemente, vestindo calça bege e sutiã de maternidade, na costa leste da baía, [40] [10] [44] ao longo de uma costa rochosa do mesmo parque, uma milha de onde o corpo do bebê fora encontrado. O cadáver estava decomposto a ponto de ser quase irreconhecível como corpo humano, faltando a cabeça, os braços, a maior parte das pernas e todos os órgãos internos, exceto o útero. [42] [45]

Em 18 de abril de 2003, os resultados dos testes de DNA comprovaram que os corpos eram de Laci Peterson e de seu filho Conner. [40] [46] A autópsia em ambos os corpos foi realizada pelo patologista forense Dr. Brian Peterson (sem parentesco). [47] De acordo com a autópsia, a pele de Conner não estava decomposta, embora o lado direito de seu corpo estivesse mutilado e a placenta e o cordão umbilical não fossem encontrados com o corpo. [42] O colo do útero de Laci estava intacto. A data exata e a causa da morte de Laci nunca foram determinadas. [21] [22] Ela havia sofrido duas costelas quebradas, mas o Dr. Peterson não conseguiu determinar se isso ocorreu antes ou depois de sua morte. [48] A parte superior do tronco de Laci havia sido esvaziada de órgãos internos, exceto o útero, que protegia o feto, explicando o nível inferior de decomposição que ele experimentou. [45] O Dr. Peterson determinou que o feto havia sido expulso do corpo em decomposição de Laci, embora ele não pudesse determinar se ele estava vivo ou morto quando isso ocorreu.

A descoberta dos corpos criou um senso de urgência maior para Brocchini e Buehler, que colocaram um rastreador no carro de Peterson. Sabendo que ele estava em San Diego na época, eles temeram que ele escapasse pela fronteira com o México . Brocchini comentou em 2017: "Eu apenas pensei: 'Precisamos encontrar Scott agora. Ele me disse que estava lá e é aí que os corpos aparecem? Quer dizer, eu acho que foi premeditado, ele planejou. . . San Diego era bem perto da fronteira mexicana. Scott conhecia a área muito bem. É onde moravam seus pais. É onde ele morava. Portanto, não era como se ele tivesse que entrar no MapQuest para tentar descobrir uma maneira de chegar a Tijuana . " [19]

O FBI e o Departamento de Polícia de Modesto realizaram buscas forenses na casa de Peterson. [49] O FBI também conduziu testes de DNA mitocondrial em um fio de cabelo com um alicate encontrado no barco de pesca de Peterson, que os ligou a fios de cabelo recuperados da escova de cabelo de Laci. [50] As autoridades também revistaram a caminhonete, a caixa de ferramentas, o depósito e o barco de Peterson. [51] Depois que Peterson foi preso, a polícia conduziu novas buscas na baía na tentativa de localizar âncoras de concreto feitas à mão que eles acreditam ter pesado o corpo de Laci enquanto ele estava debaixo d'água; contudo nada foi encontrado. [52]

Prender[editar | editar código-fonte]

Peterson foi preso em 18 de abril de 2003, [53] [54] [55] perto de um campo de golfe La Jolla. [56] Ele disse à polícia que iria encontrar seu pai e seu irmão para uma partida de golfe. [57] Seu cabelo naturalmente castanho escuro tinha sido tingido de loiro, [58] e seu Mercedes-Benz estava "lotado" com diversos itens, incluindo quase $ 15.000 em dinheiro, doze comprimidos de Viagra, equipamento de sobrevivência, [59] equipamento de acampamento, várias mudas de roupa, quatro celulares, e a carteira de motorista do irmão, além da sua. O pai de Peterson explicou que usou a licença de seu irmão no dia anterior para obter um desconto para residentes de San Diego no campo de golfe e que Peterson estava morando fora de seu carro por causa da atenção da mídia. No entanto, a polícia suspeitou que esses itens eram uma indicação de que Peterson planejava fugir para o México, uma ideia com a qual os promotores mais tarde concordariam. [60]

Em 21 de abril de 2003, Peterson foi citado perante a juíza Nancy Ashley no Tribunal Superior do Condado de Stanislaus . Ele foi acusado de duas acusações criminais de homicídio com premeditação e circunstâncias especiais: o assassinato em primeiro grau de Laci e o assassinato em segundo grau de Conner. Ele se declarou inocente. [61] e foi detido sob fiança. [62]

Tentativas[editar | editar código-fonte]

Antes de sua acusação, Peterson havia sido representado por Kirk McAllister, um veterano advogado de defesa criminal de Modesto. O vice- defensor público -chefe Kent Faulkner também foi designado para o caso. Peterson indicou posteriormente que poderia pagar um advogado particular, chamado Mark Geragos, que havia feito outro trabalho de defesa criminal de alto perfil. [63] Em 20 de janeiro de 2004, um juiz mudou o local do julgamento de Modesto para Redwood City, porque Peterson foi vítima de hostilidade crescente na área de Modesto. [64]

O julgamento de Peterson começou em 1 ° de junho de 2004, [61] e foi acompanhado de perto pela mídia. O promotor principal foi Rick Distaso, enquanto Geragos liderou a defesa de Peterson. Nas declarações iniciais, Geragos afirmou que Peterson era "um canalha " por trair Laci, mas não era um assassino. [65]

A testemunha de acusação Frey contratou seu próprio advogado, Gloria Allred, para representá-la. Allred não foi obrigada a obedecer à ordem de silêncio imposta aos envolvidos no julgamento. Embora ela sustentasse que seu cliente não tinha opinião sobre se Peterson era culpado, Allred foi abertamente simpática à acusação. Ela apareceu com frequência em programas de notícias de televisão durante o julgamento. [66] [67]

Os promotores alegaram que Peterson fez âncoras de cimento para pesar o corpo de sua esposa na baía de São Francisco, no entanto, nenhuma foi encontrada quando a baía foi revistada, embora o sonar pudesse localizar pequenos objetos no fundo do mar. [68] A defesa questionou se a investigação foi minuciosa, já que o detetive da polícia de Modesto Mike Hermos admitiu que não verificou o álibi de uma prostituta que foi acusada de roubar cheques da caixa de correio de Peterson, mas Hermos não indicou que a mulher já foi suspeita e o promotor Dave Harris observou que os cheques foram roubados depois que Laci desapareceu, impedindo a mulher de se envolver em seu desaparecimento. Um oficial de serviço comunitário da polícia testemunhou que uma entrevista com Peterson não teve som devido à falta de baterias colocadas em um gravador. Outros detetives foram chamados para testemunhar sobre a extensa busca por evidências. [69]

Os advogados de defesa de Peterson basearam seu caso na falta de evidências diretas e minimizaram a importância das evidências circunstanciais . [65] Eles sugeriram que os restos mortais do feto eram de um bebê a termo e teorizaram que alguém sequestrou Laci, segurou-a até ela dar à luz e jogou os dois corpos na baía. Os especialistas médicos da promotoria argumentaram que o bebê não estava a termo e morreu ao mesmo tempo que sua mãe. [70]

A jurada Frances Gorman foi removida e substituída no início do julgamento devido a má conduta . O capataz do júri e advogado Gregory Jackson mais tarde solicitou sua própria remoção durante as deliberações do júri, provavelmente porque seus colegas jurados queriam substituí-lo como capataz. [71] [72] [73] Geragos disse a repórteres que Jackson havia mencionado ameaças que recebeu quando pediu para ser removido do júri. [74] Jackson foi substituído por um suplente. [75]

Provas[editar | editar código-fonte]

Um único fio de cabelo foi a única prova forense identificada. O cabelo então encontrado, fora combinado por meio de comparação de DNA com o cabelo da escova de cabelo de Laci, estava preso a um alicate encontrado no barco que estava a posse de Peterson. [76]

Apresentado como prova de acusação durante o julgamento estava o fato de Peterson ter mudado sua aparência e comprado um veículo usando o nome de sua mãe para evitar o reconhecimento pela imprensa. Ele acrescentou dois canais de televisão pornográfica a seu serviço a cabo apenas alguns dias após o desaparecimento de sua esposa. [77] A acusação afirmou que isso significava que ele sabia que ela não voltaria para casa. Peterson expressou interesse em vender a casa que dividia com Laci, [78] e trocou seu Land Rover por uma pick-up Dodge. [79]

Rick Cheng, um hidrólogo do Serviço Geológico dos Estados Unidos e uma testemunha especialista nas marés da Baía de São Francisco, testemunhou como testemunha de acusação. Durante o interrogatório, Cheng admitiu que suas descobertas eram "prováveis, mas imprecisas". [80] Os sistemas de maré são suficientemente caóticos e ele não foi capaz de desenvolver um modelo exato da eliminação e da viagem dos corpos. À medida que o julgamento avançava, a promotoria abriu uma discussão sobre o caso de Peterson com Frey e o conteúdo de seus telefonemas gravados secretamente. [81]

Charles March, um especialista em fertilidade, era esperado para ser uma testemunha crucial para a defesa, aquele que, de acordo com o San Francisco Chronicle, poderia, sozinho, exonerar Peterson, mostrando que o feto de Laci morreu uma semana depois que os promotores o reivindicaram. Sob interrogatório, March admitiu basear suas descobertas em uma anedota de uma das amigas de Laci de que ela havia feito um teste de gravidez em casa em 9 de junho de 2002. Quando os promotores apontaram que nenhum prontuário médico confiava na data de 9 de junho, March ficou agitado e confuso no depoimento e pediu ao promotor que lhe desse "alguma folga", minando sua credibilidade. Resumindo essa importante testemunha de defesa, Stan Goldman, professor de direito penal da Loyola Law School, em Los Angeles, disse: "Houve momentos hoje que me lembraram Chernobyl ". [82] De acordo com um relato de jornal sobre o depoimento de March, "Ao final de seu depoimento na quinta-feira, analistas jurídicos e jurados fecharam seus cadernos, reviraram os olhos e riram quando achavam que ninguém estava olhando". [83]

Motivo[editar | editar código-fonte]

A promotoria apresentou o caso extracunjulgal de Peterson com Frey, problemas financeiros e paternidade iminente como motivos para o assassinato, presumindo que ele matou Laci devido ao aumento da dívida decorrende da gravidez e ao desejo de ficar solteiro novamente e ter novas relações com outras mulheres. [84] [85]

Veredicto e sentença[editar | editar código-fonte]

Prisão Estadual de San Quentin, onde Peterson está encarcerado

Em 12 de novembro de 2004, o júri condenou Peterson por duas acusações de homicídio: homicídio de primeiro grau com circunstâncias especiais por matar Laci e homicídio de segundo grau por matar o feto que ela carregava. [61] [86] A fase penal do julgamento teve início em 30 de novembro e terminou em 13 de dezembro, quando o júri proferiu sentença de morte. Em 16 de março, o juiz Alfred A. Delucchi seguiu o veredicto do júri, sentenciando Peterson à morte por injeção letal e ordenando-o a pagar $ 10.000 para as despesas do funeral de Laci, [87] [88] [89] chamando o assassinato de Laci "cruel, indiferente, sem coração e insensível". [90]

Em aparições posteriores à imprensa, os membros do júri afirmaram acreditar que o comportamento de Peterson - especificamente sua falta de emoção e os telefonemas para Frey nos dias seguintes ao desaparecimento de Laci - indicava que ele era culpado. Eles basearam seu veredicto em "centenas de pequenas 'peças de quebra-cabeça' de evidências circunstanciais que foram reveladas durante o julgamento, desde a localização do corpo de Laci até as inúmeras mentiras que seu marido contou após seu desaparecimento". O júri decidiu sobre a pena de morte porque considerou que Peterson traiu sua responsabilidade de proteger sua esposa e filho. [91]

Em 21 de outubro de 2005, um juiz determinou que o produto de uma política de seguro de vida de $ 250.000 que Peterson havia feito com Laci iria para a mãe da falecida, o que foi reafirmado pelo Quinto Tribunal Distrital de Apelação em 21 de outubro de 2005. O recurso automático de Peterson foi apresentado na Suprema Corte da Califórnia em 5 de julho de 2012. [61]

Peterson chegou à Prisão Estadual de San Quentin nas primeiras horas da manhã de quarta-feira, 17 de março de 2005. Ele alega não ter dormido na noite anterior, por estar muito "animado" para dormir. [92] [93] Ele se juntou a mais de 700 outros presos no único corredor da morte da Califórnia, enquanto seu caso está em recurso automático para a Suprema Corte da Califórnia . [87] [94]

Em setembro de 2006, o ex-congressista William E. Dannemeyer foi o responsável pelo envio de uma carta ao Procurador-Geral da Califórnia e outras autoridades relacionadas ao caso de Peterson argumentando que Laci Peterson havia sido morta por membros de um culto satânico, e não pelo acusado, declarando assim inocência ao então acusado, mas sem apresentar provas concisas. [95] [96]

Apelo e revogação da sentença de morte[editar | editar código-fonte]

Em 6 de julho de 2012, o advogado de Peterson, Cliff Gardner, interpôs recurso de 423 páginas da sentença de Peterson, afirmando que a publicidade em torno do julgamento, decisões probatórias incorretas e outros erros privaram Peterson de um julgamento justo. [97] [98] A Procuradoria Geral do Estado apresentou seu escrito de resposta em 26 de janeiro de 2015. [99] A defesa apresentou uma resposta à petição do Estado em julho de 2015, alegando que um cão certificado que detectou o cheiro de Laci na Marina de Berkeley falhou em dois terços dos testes em condições semelhantes. [100]

Em novembro de 2015, a defesa entrou com uma petição de habeas corpus, alegando que um jurado mentiu em seu pedido do júri e que havia evidências de que os vizinhos viram Laci viva depois que Scott saiu de casa. [101] Em 10 de agosto de 2017, o Procurador-Geral do Estado respondeu ao recurso apresentando um documento de 150 páginas contestando a noção de contestação das alegações apresentadas no recurso, afirmando que o recurso ignorava "provas contundentes" de que Peterson assassinou Laci. A procuradora-geral adjunta Donna Provenzano afirmou que o cronograma do crime foi apurado pela vizinha que encontrou o Golden Retriever dos Petersons, McKenzie, vagando pela rua com a coleira ainda presa, antes dos avistamentos de Laci e seu cachorro. Provenzano também indicou: "Supostos avistamentos de Laci foram uma legião", observando 74 relatos de avistamentos em 26 estados e no exterior, a maioria dos quais ela afirmou, não eram viáveis nem corroborados. [102]

Em agosto de 2018, a defesa apresentou réplica, foi protocolado o sexto escrito. A petição incluiu seis alegações de "desempenho deficiente" do advogado de acusação Mark Geragos, como por exemplo, deixar de chamar especialistas em crescimento fetal, cheiro de cachorro, como os corpos se movem na água, afirmando que ele chamaria testemunhas, mas não cumpriu com isso, e não abordou adequadamente as evidências de roubo. [103]

Em 2 de junho de 2020, a Suprema Corte da Califórnia ouviu o argumento do recurso de Scott Peterson. A defesa argumentou que os jurados em potencial foram indevidamente desculpados; que o juiz de primeira instância permitiu indevidamente dois jurados no barco de Peterson; que o juiz errou ao insistir que a promotoria estivesse presente durante o teste de defesa do barco; e que a moção para mover o julgamento para outro condado deveria ter sido concedida devido aos resultados do questionário dos jurados mostrando que quase metade dos jurados em potencial já havia concluído que Peterson era culpado antes do julgamento. A promotoria rebateu que a Suprema Corte da Califórnia só deveria anular o veredicto se descobrisse que um jurado em potencial foi indevidamente demitido e que "não houve 'nenhuma alegação credível' de que qualquer um dos 12 jurados que decidiram o destino de Peterson foi injusto ou parcial . " [104]

Em 24 de agosto de 2020, em uma decisão de 7-0, a Suprema Corte da Califórnia manteve a condenação de Peterson, mas anulou sua sentença de morte, porque o juiz de Peterson, [1] Albert Delucchi, falecido em 26 de fevereiro de 2008, [105] despediu jurados que se opunham à pena de morte sem lhes perguntar se podiam colocar as suas opiniões de lado. A juíza Leondra Kruger explicou que, de acordo com as decisões da Suprema Corte desde 1968, "os jurados não podem ser desculpados meramente por se oporem à pena de morte, mas apenas por opiniões que os tornam incapazes de considerar justamente a imposição daquela pena de acordo com seu juramento. Este é o significado da garantia de um júri imparcial. ” [106] [107]

Retratos da mídia[editar | editar código-fonte]

  • Em 2005, Peterson foi retratado por Nathan Anderson no filme para TV Amber Frey: Witness for the Prosecution . [108]
  • Em 2007, a Court TV cobriu o caso com um documentário intitulado Scott Peterson: A Deadly Game .
  • Em 2015, a série Murder Made Me Famous cobriu a história em seu segundo episódio, que estreou em 22 de agosto. [109] [110]
  • Ele foi mencionado no episódio 71 do drama policial Cold Case, que começou com uma prótese de braço sendo encontrada em um lago.
  • Ele foi mencionado no filme I Hope They Serve Beer in Hell, de Tucker Max .
  • O caso de Peterson foi o tema do episódio de estreia homônimo de 2010 de Investigation Discovery 's True Crime com Aphrodite Jones . [111]
  • Em 2017, o canal a cabo americano Reelz exibiu um especial de uma hora intitulado Scott Peterson: What Happened?, que na verdade foi uma retransmissão de Murder Made Me Famous .
  • Em abril de 2017, o caso de Peterson foi tema de um segmento da Dateline NBC, "The Laci Peterson Story: A Dateline Investigation". [112]
  • Em maio de 2017, o caso de Peterson foi o foco principal de "Notorious: Scott Peterson", a estreia da 20ª temporada da série de TV Oxygen Snapped . [113]
  • Em junho de 2017, a ABC exibiu um documentário de duas horas sobre o caso intitulado Truth and Lies: The Murder of Laci Peterson . [114]
  • Em julho de 2017, o HLN exibiu um programa de duas horas sobre o caso intitulado How It Really Happened .
  • Em agosto de 2017, o caso foi coberto pela série de seis partes da A&E, The Murder of Laci Peterson . [115]
  • Em novembro de 2017, Investigation Discovery exibiu um documentário de duas horas intitulado Scott Peterson: An American Murder Mystery .
  • Em dezembro de 2018, o caso foi discutido no talk show Dr. Phil . [116]

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Lee, Henry C.; Labriola, Jerry (2006). Dr. Henry Lee's Forensic Files: Five Famous Cases Scott Peterson, Elizabeth Smart, and more... Prometheus Books. Amherst, NY: [s.n.] ISBN 1-59102-409-9 Lee, Henry C.; Labriola, Jerry (2006). Dr. Henry Lee's Forensic Files: Five Famous Cases Scott Peterson, Elizabeth Smart, and more... Prometheus Books. Amherst, NY: [s.n.] ISBN 1-59102-409-9  Lee, Henry C.; Labriola, Jerry (2006). Dr. Henry Lee's Forensic Files: Five Famous Cases Scott Peterson, Elizabeth Smart, and more... Prometheus Books. Amherst, NY: [s.n.] ISBN 1-59102-409-9 

Referências[editar | editar código-fonte]

2

  1. a b Egelko, Bob (August 24, 2020). «Death penalty overturned for Scott Peterson, convicted of murdering wife and unborn child». San Francisco Chronicle. Consultado em August 24, 2020. Cópia arquivada em August 24, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  2. a b St. John, Kelly (March 7, 2004). "A PORTRAIT OF THE ACCUSED: In a rare interview, the family of Scott Peterson sheds light on the life and times of the 'perfect' son" Arquivado em setembro 13, 2017[Erro data trocada], no Wayback Machine.. San Francisco Chronicle.
  3. a b c Sahagun, Louis; Arax, Mark (November 12, 2004). «Scott Peterson Convicted in Murder of Wife Laci». Los Angeles Times. Consultado em August 27, 2020. Cópia arquivada em September 14, 2017  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  4. a b Harris, Ashley (May 10, 2016). "9 Famous People Who Went to Arizona State University" Arquivado em setembro 14, 2017[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Phoenix New Times.
  5. «The 87th PGA Championship» (PDF). PGA of America. August 15, 2005. Consultado em October 16, 2013. Cópia arquivada (PDF) em August 9, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  6. Stapley, Garth (March 6, 2007). «Man claims he got Scott Peterson thrown off the golf team». The Modesto Bee. Modesto, California. Consultado em February 28, 2019. Cópia arquivada em February 26, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  7. «The woman behind the smile». The Modesto Bee. Modesto, California. April 19, 2003. Consultado em February 3, 2019. Cópia arquivada em May 1, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  8. Walsh, Diana (August 3, 2004). "THE PETERSON TRIAL / Credit-card debt takes center stage / Couple appeared to be living beyond means, says auditor" Arquivado em setembro 14, 2017[Erro data trocada], no Wayback Machine.. San Francisco Chronicle.
  9. Coté, John; Stapley, Garth (November 1, 2003). «Witnesses: Fishing wasn't planned». The Modesto Bee. Modesto, California. Consultado em February 3, 2019. Cópia arquivada em February 4, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  10. a b "Stepsister describes last sighting of Laci Peterson" Arquivado em junho 5, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. CNN. June 7, 2004.
  11. "Other woman in Laci case comes forward" Arquivado em fevereiro 4, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. United Press International. January 24, 2003. Retrieved February 3, 2019.
  12. a b c Sheehy, Kate (November 13, 2014). "SWEET LACI'S JOURNEY FROM LOVE STORY TO TALE OF HORROR" Arquivado em dezembro 16, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. New York Post. Retrieved December 15, 2018.
  13. "Witness tells Scott Peterson's attorneys he saw suspicious man" {{Webarchive|url=https://web.archive.org/web/20190204122520/http://www.cnn.com/2003/LAW/05/23/peterson/ |date=February 4, 2019}. CNN. May 23, 2003. Retrieved February 3, 2019.
  14. Coté, John; Stapley, Garth (November 1, 2003). «Another witness saw dog». The Modesto Bee. Modesto, California. Consultado em February 3, 2019. Cópia arquivada em February 4, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  15. Giblin, Patrick; McKinnon, Julissa (April 24, 2003). «Peterson pets in good hands». The Modesto Bee. Modesto, California. Consultado em February 3, 2019. Cópia arquivada em February 4, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  16. "Laci Peterson Kin Feel 'Betrayed'" Arquivado em fevereiro 4, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. January 23, 2003. Retrieved February 3, 2019.
  17. «Case No. S132449: The People of the State of California v. Scott Lee Peterson». The Modesto Bee. Modesto, California: Supreme Court of California. January 21, 2015. Consultado em February 3, 2019. Cópia arquivada em February 4, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  18. «The Search For Laci Peterson Chronology». The Modesto Bee. Modesto, California. January 24, 2003. Consultado em February 27, 2019. Cópia arquivada em February 4, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  19. a b Effron, Lauren (September 12, 2017). "What police found in Scott Peterson's car after Laci Peterson's body was discovered" Arquivado em setembro 14, 2017[Erro data trocada], no Wayback Machine.. ABC News.
  20. "Laci Peterson's due date arrives" Arquivado em fevereiro 4, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. CNN. February 10, 2003. Retrieved February 3, 2019.
  21. a b Taupin, Jane Moira (July 31, 2013). Introduction to Forensic DNA Evidence for Criminal Justice Professionals. Routledge. p. 122. Archived at Google Books. Retrieved February 3, 2019.
  22. a b Windell, James O. (May 5, 2015). Looking Back in Crime: What Happened on This Date in Criminal Justice History?. CRC Press. p. 74. Archived at Google Books. Retrieved February 3, 2019.
  23. Fleeman, Michael (April 1, 2007). Laci: Inside the Laci Peterson Murder. St. Martin's True Crime. pp 20 - 21. Archived at Google Books. Retrieved February 3, 2019.
  24. "Scott Peterson sentenced to death" Arquivado em fevereiro 4, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. BBC News. February 3, 2019.
  25. "Crime Peterson" Arquivado em fevereiro 4, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Reuters Pictures. January 23, 2004. Retrieved February 3, 2019.
  26. "Peterson Sentenced" Arquivado em fevereiro 4, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Wired. March 16, 2005. Retrieved February 3, 2019.
  27. «Scott Peterson Case: Day 5». The Modesto Bee. Modesto, California. November 5, 2003. Consultado em February 4, 2019. Cópia arquivada em February 4, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  28. Kristal Hawkins. «The Murder of Laci Peterson». Trutv.com. Consultado em June 19, 2011. Cópia arquivada em October 3, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  29. Ryan, Harriet (September 28, 2004). «Before Frey, two other affairs for him, detective says». Court TV. Consultado em January 22, 2018. Cópia arquivada em March 28, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  30. «Scott Peterson Called Himself a Widower, Detective Says». Associated Press/Fox News. January 13, 2015. Consultado em August 28, 2020. Cópia arquivada em December 16, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  31. Finn, Natalie (December 24, 2017). "Secrets, Lies & Sadness: Laci Peterson's Murder Is Long Solved, but Here's Why the Case Won't Rest" Arquivado em dezembro 16, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. E! Online. Retrieved December 15, 2018.
  32. "Woman Claims Affair With Scott Peterson" Arquivado em dezembro 16, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. ABC News. January 24, 2003. Retrieved December 15, 2018.
  33. Dearden, Jason (October 26, 2004). "Peterson’s parents take turns on stand " Arquivado em dezembro 16, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. East Bay Times. Retrieved December 15, 2018.
  34. Jardine, Jeff; Stapley, Garth (December 23, 2007). «Where are they now?». The Modesto Bee. Consultado em February 28, 2019. Cópia arquivada em January 13, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  35. Wakesman, Jessica (August 15, 2017). "Laci Peterson Murder: Everything You Need to Know" Arquivado em agosto 7, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Rolling Stone. Retrieved December 15, 2018.
  36. Rocha, Sharon (2006). For Laci. Crown Publishers. New York: [s.n.] pp. 72–73. ISBN 0-307-33828-2 
  37. «Detective: Peterson's mistress agreed to tape phone calls». Court TV. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em April 10, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  38. «Laci Peterson Case: Scott Peterson's Ex-Mistress Testifies». CNN. December 31, 2007. Consultado em June 11, 2008. Cópia arquivada em June 13, 2008  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  39. "Man Describes Finding Body of Peterson Fetus" Arquivado em fevereiro 9, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Fox News. July 6, 2004. Retrieved February 7, 2019.
  40. a b c Monte Morin; Dan Morain (April 19, 2003). «Scott Peterson Arrested in Wife's Slaying». Los Angeles Times. Consultado em February 7, 2019. Cópia arquivada em March 6, 2014. Four months after Laci disappeared from their Modesto home and days after her skeletal remains washed ashore in San Francisco Bay, federal and local authorities Friday arrested Scott near a La Jolla golf course.  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  41. Eng, Paul (April 24, 2003). "Forensic Evidence From Laci's Remains?" Arquivado em fevereiro 9, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. ABC News. Retrieved February 7, 2019.
  42. a b c «Autopsy: Laci Peterson's Head Was Missing». ABC News. May 30, 2003. Consultado em February 7, 2019. Cópia arquivada em December 29, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  43. «Laci Peterson's Autopsy to Stay Sealed». Los Angeles Times. 8 June 2003. Consultado em 5 December 2013. Cópia arquivada em 8 January 2014. A judge ruled Friday that autopsy results for Laci Peterson and her unborn son would remain sealed  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  44. DeFao, Janine; May, Meredith; Lee, Henry K.; (April 15, 2003). "Bodies of fetus, woman found by bay / Cops investigating Laci Peterson case summoned to site" Arquivado em fevereiro 9, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. San Francisco Chronicle. Retrieved February 7, 2019.
  45. a b Walsh, Diana; St. John, Kelly (September 17, 2004). "THE PETERSON TRIAL / Pathologist: Baby was protected by uterus / Tiny body was more intact than mother's" Arquivado em fevereiro 9, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. San Francisco Chronicle. Retrieved February 7, 2019.
  46. Cosby, Rita (April 19, 2003). «Body Identified as Laci Peterson; Scott Peterson Arrested in San Diego». Fox News. Consultado em December 5, 2013. Cópia arquivada em June 30, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  47. "Expert: Fetus expelled from Laci Peterson's body after her death" Arquivado em fevereiro 9, 2019[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Sioux City Journal. September 17, 2004. Retrieved February 7, 2019.
  48. Vries, Lloyd (September 17, 2004). «Grisly Moments At Peterson Trial». CBS News. Consultado em February 7, 2019. Cópia arquivada em February 9, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  49. "Evidence at Peterson Home Is Revealed" Arquivado em dezembro 10, 2015[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Associated Press/Los Angeles Times. July 13, 2004.
  50. "The Case of the Explosive Shoes: And Other Amazing Stories from the FBI Lab" Arquivado em 2017-06-29 no Wayback Machine.. Federal Bureau of Investigation. July 18, 2005.
  51. Finz, Stacy; Walsh, Diana (July 14, 2004). "THE PETERSON TRIAL / White powder, brown stains, strand of hair / All were found in defendant's boat and pickup truck" Arquivado em setembro 14, 2017[Erro data trocada], no Wayback Machine.. San Francisco Chronicle.
  52. «Witness tells Scott Peterson's attorneys he saw suspicious man». CNN. May 22, 2003. Consultado em January 7, 2014. Cópia arquivada em January 7, 2014  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  53. «Scott Peterson jailed in wife's death». CNN. April 19, 2020. Consultado em August 25, 2020. Cópia arquivada em June 21, 2003  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  54. Anderson, Hil (April 18, 2003). «Scott Peterson arrested for double murder». UPI. Consultado em August 25, 2020. Cópia arquivada em August 25, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  55. Montaldo, Charles. «Items Found in Scott Peterson's Car». About.com. Consultado em December 5, 2013. Cópia arquivada em June 11, 2011  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  56. Morin, Monte; Morain, Dan (April 19, 2003). «Scott Peterson Arrested in Wife's Slaying». Los Angeles Times. Cópia arquivada em March 6, 2014  Verifique data em: |arquivodata=, |data= (ajuda)
  57. Miller, Wilbur R. (July 20, 2012). The Social History of Crime and Punishment in America: An Encyclopedia. SAGE Publications. [S.l.: s.n.] – via Google Books  Verifique data em: |data= (ajuda)
  58. «Laci Peterson case: Key players in the trial». CNN. 2004. Cópia arquivada em September 8, 2017  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  59. «Laci Peterson case: What the jury didn't hear». CNN. 2004. Cópia arquivada em September 8, 2017  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  60. «Authorities Feared Scott Peterson Planned Escape to Mexico». Modesto, California: Associated Press. April 18, 2003. Consultado em February 20, 2014. Cópia arquivada em 4 March 2014. Modesto police say they feared Scott Peterson was preparing to flee to Mexico when they arrested him on Friday  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  61. a b c d «Scott Peterson Trial Fast Facts». CNN. April 30, 2017. Cópia arquivada em September 12, 2017  Verifique data em: |arquivodata=, |data= (ajuda)
  62. Coté, John (April 23, 2003). «Defense team set». The Modesto Bee. Consultado em October 3, 2020. Cópia arquivada em October 3, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  63. Finz, Stacy (May 3, 2003). «L.A. attorney says client wants to vindicate himself by finding killer». San Francisco Chronicle. Consultado em May 1, 2009. Cópia arquivada em March 16, 2008  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  64. «Judge Moves Peterson Trial to San Mateo County». Fox News. Associated Press. January 20, 2004. Consultado em May 1, 2009. Cópia arquivada em November 2, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  65. a b «Two-timer, yes, but no double murderer: Peterson's defense lays out its case». Court TV. Consultado em 20 de novembro de 2010. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2009 
  66. «The Scott Peterson Murder Trial». Court TV. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em February 28, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  67. «Transcripts». CNN. November 13, 2003. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em June 4, 2011  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  68. Walsh, Diana; Finz, Stacy (September 8, 2004). «THE PETERSON TRIAL / It's hard searching bay, diver testifies / Prosecutors try to show why body wasn't found». San Francisco Chronicle. Consultado em December 20, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  69. «Concrete Found in Peterson Home». CBS News. July 22, 2004. Consultado em August 20, 2011. Cópia arquivada em October 9, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  70. «Peterson's unborn son died at time of his wife's disappearance, expert says». Court TV. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em February 28, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  71. Walsh, Diana (December 16, 2004). «BEHIND CLOSED DOORS / Two jury members were kicked off, the foreman was ousted and the case was nearly deadlocked. Now jurors in the Scott Peterson case tell the story of their decision to sentence him to death.». The San Francisco Chronicle. Consultado em March 19, 2019. Cópia arquivada em June 6, 2013  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  72. «Source: Jury foreman dismissed in Peterson case». CNN. November 11, 2004. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em November 9, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  73. Marshall, Carolyn (November 11, 2004). "Judge Dismisses Foreman from Peterson Jury" Arquivado em fevereiro 5, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. The New York Times.
  74. «Peterson penalty phase postponed until after Thanksgiving». Court TV. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em February 28, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  75. "Peterson Judge Dismisses Another Juror" Arquivado em fevereiro 6, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. Fox News. November 11, 2004
  76. «The Scott Peterson Trial». Writ.news.findlaw.com. July 20, 2004. Consultado em June 21, 2011. Cópia arquivada em June 3, 2011  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  77. «Prosecutors: Peterson signed up for porn channels after wife vanished». Court TV. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em March 3, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  78. «Taped phone calls catch Scott Peterson in numerous lies to family, friends». Court TV. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em February 28, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  79. «Hair Strands A Key In Laci Trial». CBS News (em inglês). September 9, 2004. Consultado em December 17, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  80. de Vries, Lloyd (October 4, 2004). «Laci Dumped at Scott Fishing Spot?: But Prosecution Expert Can't Be Certain About The Location». CBS News. Consultado em May 1, 2009. Cópia arquivada em May 22, 2010  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  81. «'Love triangle' murder trial captivates US». The Sydney Morning Herald. August 23, 2004. Consultado em May 1, 2009. Cópia arquivada em May 27, 2008  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  82. Finz, Stacy; Walsh, Dian (October 22, 2004). "THE PETERSON TRIAL / Defense witness asks D.A. to cut him slack / Expert says fetus died days after mother disappeared" Arquivado em 2017-08-27 no Wayback Machine.. San Francisco Chronicle.
  83. Finz, Stacy; Walsh, Diana (October 22, 2004). «Defense witness asks D.A. to cut him slack: Expert says fetus died days after mother disappeared». San Francisco Chronicle. Consultado em July 6, 2012. Cópia arquivada em December 14, 2004  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  84. «June 17: Was Money The Motive For Murder?». Reno, NV: KRXI-TV. June 24, 2010. Consultado em May 1, 2009. Cópia arquivada em March 8, 2011  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  85. «Scott Peterson Trial Fast Facts». CNN. May 1, 2019. Consultado em December 28, 2019. Cópia arquivada em April 9, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  86. «US beach bodies killer convicted». BBC News. November 12, 2004. Consultado em June 21, 2011. Cópia arquivada em January 28, 2012  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  87. a b «Peterson sentenced to death for wife's slaying». CNN. March 17, 2005. Consultado em February 11, 2015. Cópia arquivada em December 9, 2014  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  88. «Timeline: The Scott Peterson case». Fox News. July 6, 2012. Consultado em February 11, 2015. Cópia arquivada em February 19, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  89. Egelko, Bob (January 12, 2013). «Peterson appeal may be helped by ruling». San Francisco Chronicle. Consultado em February 11, 2015. Cópia arquivada em February 12, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  90. Ryan, Harriet (March 16, 2005). «Judge sentences Scott Peterson to death for killing his wife and unborn son». Court TV. Consultado em September 13, 2017. Cópia arquivada em February 28, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  91. «Peterson jurors speak about guilty verdict, death sentence». Court TV. Consultado em November 20, 2010. Cópia arquivada em February 28, 2009  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  92. «Prison: Two women want to marry Peterson». CNN. March 18, 2005. Consultado em May 23, 2010. Cópia arquivada em April 7, 2010  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  93. «Scott Peterson sent to San Quentin». NBC News. March 18, 2005. Consultado em June 19, 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  94. Abad-Santos, Alexander (July 6, 2012). "Scott Peterson Won't Be Executed Anytime Soon" Arquivado em fevereiro 5, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. The Atlantic.
  95. Bill Dannemeyer (September 20, 2006). «Letter to Attorney General Bill Lockyer». Cópia arquivada em February 1, 2017  Verifique data em: |arquivodata=, |data= (ajuda)
  96. Phillip Matier; Andrew Ross (October 23, 2006). «Daly at risk of losing seat, new polls say». San Francisco Chronicle. Consultado em September 15, 2018. Cópia arquivada em September 15, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  97. «Scott Peterson appeals death sentence to California Supreme Court». Fox News. July 6, 2012. Consultado em February 11, 2015. Cópia arquivada em February 1, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  98. Egelko, Bob (July 18, 2012). «Scott Peterson files to overturn convictions». San Francisco Chronicle. Consultado em March 6, 2014. Cópia arquivada em March 6, 2014  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  99. Stapley, Garth (January 29, 2015). «Details emerge to counter Scott Peterson appeal». Modesto Bee. Consultado em June 10, 2015. Cópia arquivada em June 10, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  100. Stapley, Garth (July 27, 2015). «New court brief says judge botched Scott Peterson's 2004 trial». Modesto Bee. Consultado em November 25, 2015. Cópia arquivada em November 26, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  101. «Will Scott Peterson conviction be thrown out?». KGTV ABC 10 News. November 24, 2015. Consultado em November 25, 2015. Cópia arquivada em November 26, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  102. Stapley, Garth (August 11, 2017). «A new trial for Scott Peterson? No way, new court filing contends». The Modesto Bee. Modesto, California. Consultado em February 28, 2019. Cópia arquivada em January 31, 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  103. Stapley, Garth (August 9, 2018). «Attorney Geragos bungled Scott Peterson's 2004 murder trial, new brief alleges». The Modesto Bee. Consultado em December 28, 2019. Cópia arquivada em April 1, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  104. Dolan, Maura (June 2, 2020). «Scott Peterson asks court to overturn murder conviction and death sentence». Los Angeles Times. Consultado em June 28, 2020. Cópia arquivada em June 3, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  105. Sweeney, Jason (February 29, 2008). «Alfred Delucchi, judge in Scott Peterson case, dies». East Bay Times. Consultado em August 24, 2020. Cópia arquivada em August 24, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  106. Thompson, Don (August 24, 2020). «California justices toss death penalty for Scott Peterson». Associated Press. Consultado em August 24, 2020. Cópia arquivada em August 24, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  107. Kruger, Leondra (August 24, 2020). «People v. Peterson, Case No. S132449» (PDF). Supreme Court of California. Consultado em August 27, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  108. «Amber Frey: Witness for the Prosecution» (em inglês). Moviefone. 2006. Consultado em August 24, 2020. Cópia arquivada em August 16, 2017  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  109. "Episode Guide: Season 1, Episode 2 Scott Peterson" Arquivado em dezembro 16, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. TV Guide. Retrieved December 15, 2018.
  110. Helling, Steve (August 20, 2015). "Scott Peterson Juror: 'I Would Personally Execute Him'" Arquivado em dezembro 16, 2018[Erro data trocada], no Wayback Machine.. People. Retrieved December 15, 2018.
  111. «True Crime with Aphrodite Jones: Scott Peterson». Investigation Discovery. 2010. Consultado em March 11, 2017. Cópia arquivada em March 12, 2017  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  112. «A Reporter's Notebook: The Laci Peterson Story Then and Now». Keith Morrison. Consultado em May 9, 2017. Cópia arquivada em 7 May 2017  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  113. Reyes, Traciy (May 7, 2017). «Scott Peterson: Innocent? 'Snapped' Notorious 20th Anniversary Investigates Laci Peterson's Death». Inquisitr. Consultado em May 9, 2017. Cópia arquivada em May 9, 2017  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  114. Desk, BWW News. «'Truth and Lies: The Murder of Laci Peterson' Airs Saturday on ABC». BroadwayWorld.com (em inglês). Consultado em December 16, 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  115. Wiegand, David (August 14, 2017). «TV docuseries seems to suggest Scott Peterson didn't kill pregnant wife Laci». Associated Press. Consultado em December 28, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  116. «16 Years Later, Family Of Scott Peterson Claims New Evidence Proves Innocence» (em inglês). CBS 4 Denver. December 18, 2018. Consultado em December 16, 2019  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)

Links externos[editar | editar código-fonte]