Sistema monetário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cédula de 5.000 réis, brasileira.

Um sistema monetário é um conjunto de regras e instituições cujo objetivo é organizar a moeda em um determinado espaço monetário.

Tradicionalmente, os sistemas monetários são a responsabilidade dos Estados (exceto em países que adotam um sistema bancário livre) [1] e são administrados como parte da política econômica nacional. Existem também sistemas transnacionais, como a zona euro.

Um sistema monetário é organizado em torno de dois componentes essenciais:

  • Um sistema de moeda de conta

Por exemplo, a zona euro tem como moeda da conta o euro e os centavos de euro. A escrituração contábil em euro é obrigatória na zona euro para os indivíduos e as empresas desde 2002 e para os mercados financeiros desde 1999.

  • Um sistema de moeda de pagamento (ou de transação)

Por exemplo, a moeda fiduciária da zona euro é um dos elementos da moeda de pagamento ou de transação. Ela é composta de espécies metálicas e notas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Free Banking and Monetary Reform. Autor: David Glasner. Cambridge University Press, 1989, (em inglês) ISBN 9780521361750 Adicionado em 20/08/2017.
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.