Supercopa Sulamericana dos Campeões Intercontinentais de 1968

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Supercopa Sul-Americana dos

Campeões Intercontinentais 1968

Recopa Sul-Americana dos Campeões Intercontinentais
Dados
Participantes 3
Período 13 de novembro de 196822 de maio de 1969
Gol(o)s 16
Média gol(o)s por partida
Campeão Brasil Santos
Vice-campeão Uruguai Peñarol
Melhor marcador 3 gols
Uruguai Pedro Rocha (Peñarol)
Soccerball.svg 1969 ►►

A Supercopa dos Campeões Intercontinentais de 1968 foi uma competição organizada pela CONMEBOL,[1] disputada em 1968 em sistema de pontos corridos por todos os times sulamericanos campeões da Taça Intercontinental. Os participantes foram Santos, Peñarol, Racing e Estudiantes (este em 1969).

Em 1968, o campeão sulamericano tinha o direito de enfrentar o campeão da Supercopa Européia na final da Recopa Intercontinental de 1968.

O Santos foi o campeão da Supercopa Sul-Americana de 1968 (Zona Sul-Americana da Recopa Intercontinental) e posteriormente campeão da Recopa Intercontinental.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Campeões intercontinentais
Uruguai Peñarol (Montevidéu) Campeão da Taça Intercontinental de 1961 e 1966
Argentina Racing (Avellaneda) Campeão da Taça Intercontinental de 1967
Brasil Santos (Santos) Campeão da Taça Intercontinental de 1962 e 1963

Tabela[editar | editar código-fonte]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Supercopa Sul-Americana dos Campeões Intercontinentais de 1968[editar | editar código-fonte]

Turno
13 de novembro de 1968 Peñarol Uruguai 3 – 0 Argentina Racing Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Pedro Rocha Gol marcado aos 38 minutos de jogo 38'
Spencer Gol marcado aos 58 minutos de jogo 58'
Carrera Gol marcado aos 84 minutos de jogo 84'
Árbitro: Brasil Romualdo Arppi Filho

19 de novembro de 1968 Santos Brasil 2 – 0 Argentina Racing Palestra Itália, São Paulo (SP)

Pelé Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Edu Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57'
Árbitro: Uruguai Esteban Marino

21 de novembro de 1968 Santos Brasil 1 – 0 Uruguai Peñarol Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Clodoaldo Gol marcado aos 68 minutos de jogo 68' Público: 20.858
Árbitro: Argentina Aurelio Bossolino
Returno
16 de abril de 1969 Racing Argentina 2 – 3 Brasil Santos Juan Domingo Perón, Avellaneda (Argentina)

Da Silva Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10' Gol marcado aos 87 minutos de jogo 87' Toninho Guerreiro Gol marcado aos 47 minutos de jogo 47' Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Negreiros Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88'
Árbitro: Uruguai Armando Pena Rocha

19 de abril de 1969 Peñarol Uruguai 3 – 0 Brasil Santos Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Ramos Delgado Gol marcado aos ? minutos de jogo ?' (C)
Pedro Rocha Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56' Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70' (P)
Público: 13.382
Árbitro: Argentina Guillermo Nimo

22 de maio de 1969 Racing Argentina 1 – 1 Uruguai Peñarol Juan Domingo Perón, Avellaneda (Argentina)

Da Silva Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44' Basile Gol marcado aos 12 minutos de jogo 12' (C) Árbitro: Brasil Arnaldo César Coelho
Classificação
Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil Santos 6 4 3 0 1 6 5 1
Uruguai Peñarol 5 4 2 1 1 7 2 5
Argentina Racing 1 4 0 1 3 3 9 - 6
Supercopa Sul-Americana dos Campeões Intercontinetais de 1968
Flag of Brazil.svg
Santos
Campeão
(1º título)

Referências

  1. «Competições oficiais da CONMEBOL | Conmebol.com». www.conmebol.com. Consultado em 24 de maio de 2016