The Golden Bowl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Golden Bowl
A Taça de ouro (PT)
Infidelidades (BR)
Autor (es) Henry James
Idioma língua inglesa
País  Estados Unidos
Género Ficção
Editora Scribner
Lançamento 10 de novembro de 1904
Páginas Vol. 1, 412 pp; Vol. 2, 377pp
Edição portuguesa
Tradução Carlota Pracana
Editora Círculo de Leitores
Lançamento 2001
Páginas 576
ISBN 972-42-2468-6
Edição brasileira
Tradução Alves Calado
Editora Record
Lançamento 2002
Páginas 590
ISBN 8501059749

A taça de ouro (título no Brasil) ou Infidelidades (título em Portugal) - no original The Golden Bowl é um romance de Henry James publicado em 1904[1] . Tendo como cenário a Inglaterra, este estudo complexo e intenso do casamento e do adultério completa o que alguns críticos chamam de "fase maior" na carreira de James. The Golden Bowl explora as confusas relações entre pai e filha e seus respectivos esposos. O romance se foca profunda e quase exclusivamente na consciência das personagens centrais, como detalhes obsessivos mas poderas revelações. O título é uma citação do Eclesiastes, 13:6-7: "Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre a taça de ouro, [...]". O romance já foi adaptado para o cinema[2] .

Enredo[editar | editar código-fonte]

O príncipe Amerigo, um nobre italiano empobrecido mas carismático, encontra-se em Londres para seu casamento com Maggie Verver, a única filha do viúvo Adam Verver, o incrivelmente rico financista americano e colecionador de arte. Lá, ele reencontra Charlotte Stant, outra jovem americana e sua antiga amante de seus dias em Roma. Eles se reencontram na sala de desenhos da sra. Assignham. Ela não é rica, o que é uma das razões por eles não terem se casado. Maggie e Charlotte são amigas desde pequenas, ainda que Maggie não tenha conhecimento do antigo relacionamento de Charlotte e Amerigo. Charlotte e Amerigo saem para comprar um presente de casamento para Maggie. Eles encontram uma loja de curiosidades, e o vendedor oferece uma antiga taça de cristal com detalhes em ouro. O príncipe se recusa a comprá-la, pois suspeita que tenha algum defeito oculto.

Depois de seu casamento, Maggie teme que seu pai tenha se tornado solitário, uma vez que foram muito próximos por anos. Ela o persuade a propor casamento a Charlotte, que aceita a proposta. Logo após o casamento, Charlotte e Amerigo são lançados um de encontro ao outro, pois seus respectivos esposos parecem mais interessados na relação de pai e filha que no casamento. Amerigo e Charlotte finalmente consumam um caso de adultério.

Maggie começa a suspeitar do par. Ele vai, por acaso, à mesma loja e compra a taça que eles haviam recusado. Arrependido do alto preço que cobrou, o vendedor visita Maggie e confessa o preço excessivo. Na casa, ele vê fotos de Amerigo e Charlotte. Ele conta a Maggie sobre a visita dos dois à sua loja na véspera do casamento, e sua conversa íntima na loja (eles falavam italiano, mas o vendedor entendia a língua).

Maggie cofronta Amerigo. Ela começa uma campanha secreta para separar os dois, sem nunca revelar ao pai o caso. Também ocultado qualquer conhecimento de Charlotte e negando qualquer mudança na amizade, ela gradualmente persuade seu pai a voltar aos Estados Unidos com sua esposa. Depois de haver previamente considerado Maggie ingênua e imatura, o príncipe parece impressionado com a delicada diplomacia de sua esposa. O romance termina com Adam e Charlotte Verver prestes a partir para os Estados Unidos. Amerigo diz que "só tem olhos" para Maggie e a abraça

Referências

  1. The Golden Bowl, em inglês, no Projeto Gutenberg.
  2. The Golden Bowl, em inglês no IMDb

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Texto com prefácio do autor, em inglês.

Ver também[editar | editar código-fonte]

The Golden Bowl (filme)

Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.