U-966

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
U-966
U-Boot Tipo VIIC.
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Data de encomenda 5 de junho de 1941
Estaleiro Blohm + Voss, Hamburgo[1]
Batimento de quilha 1 de maio de 1942
Lançamento 14 de janeiro de 1943
Comissionamento 4 de março de 1943
Período de serviço 1943
Estado afundado
Fatalidade 10 de novembro de 1943
Características gerais
Tipo de navio Submarino
Classe Tipo VIIC[2][3]
Deslocamento 769 toneladas (superfície)
871 toneladas (submerso)
Comprimento 67,1 m
Boca 6,18 m
Calado 4,74 m
Altura 9,55 m
Propulsão 3 200 HP (superfície)
750 HP (submerso)
Velocidade 17,7 nós (32,8 km/h) (superfície)
7,6 nós (14,1 km/h) (submerso)
Autonomia 8 500 milhas (15 742 km) / 10 nós (18,5 km/h) (superfície)
80 milhas (148,2 km)/ 4,0 nós (7,4 km/h) (submerso)
Profundidade máximo de 220 m
Armamento lança torpedos 4/1 (tubos de popa/tubos de convés), 14 torpedos
Canhão de 88 mm, 250 tiros
Canhão anti-aéreo de 20 mm, 4 380 tiros
Tripulação 46 tripulantes

Unterseeboot 966 foi um submarino alemão do Tipo VIIC, pertencente a Kriegsmarine que atuou durante a Segunda Guerra Mundial.[4][5][6]

O U-966 esteve em operação no ano de 1943, realizando uma patrulha de guerra. Foi afundado no dia 10 de novembro de 1943 na Baía de Biscay por cargas de profundidade lançadas por aeronaves Wellington e Liberator britânicas, norte-americanas e checas (Sqdn 612/B, 311/D, VB-103/E, VB-110/E).

A marinha americana e a força aérea britânica atacaram o U-966 Gut Holz durante todo o dia. Os alemães defenderam-se e derrubaram um avião britânico. Porém, depois de conseguir escapar por algum tempo, o submarino alemão foi atingido por um bombardeiro da força aérea britânica.

A embarcação, que tinha quase 70 metros de comprimento, ficou seriamente danificada no bombardeamento. A tripulação alemã instalou então bombas-relógio e abandonou o submarino para que se afundasse. Oito tripulantes alemães morreram na operação. Outras 52 pessoas, o resto da tripulação, conseguiu chegar a terra firme.

Em 2018, mergulhadores espanhóis encontraram os restos da embarcação alemã, a cerca de 25 metros de profundidade, próximo de uma área conhecida como Estaca de Bares. Os restos do submarino estão totalmente dispersos por causa das explosões e da acção do mar. Antes de ser abatido, o U-966 voltava de uma operação na costa dos Estados Unidos, quando foi detectado pelas forças aliadas.

O Gut Holz era praticamente novo quando se afundou: tinha sido inaugurado nesse mesmo ano de 1943, e foi utilizado durante apenas 10 meses.

Na altura, a Espanha era uma ditadura comandada pelo general Francisco Franco. Oficialmente, o país manteve-se neutro na guerra, mas ofereceu ajuda à Alemanha nazi de várias formas. Essa relação de amizade permitiu que a tripulação alemã que sobreviveu ao naufrágio do U-966 regressasse com vida ao país natal.

Três barcos pesqueiros locais resgataram os 44 membros da tripulação, que se mantiveram a salvo na costa da Galiza[7].

Este ataque deixou oito mortos e 42 sobreviventes.[4]

Comandantes[editar | editar código-fonte]

Comandante Data
Oblt. Eckehard Wolf 4 de março de 1943 - 10 de novembro de 1943

Subordinação[editar | editar código-fonte]

Período Flotilha
4 de março de 1943 - 31 de julho de 1943 5. Unterseebootsflottille
1 de agosto de 1943 - 10 de novembro de 1943 9. Unterseebootsflottille


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Guðmundur Helgason. «Blohm & Voss, Hamburg» (em inglês). u-boat.net. Consultado em 31 de março de 2012 
  2. Deutsche U-Boote 1935 - 1945. «Typ VIIC» (em alemão). Consultado em 31 de março de 2012 
  3. Uboat.net. «Type VIIC» (em inglês). Consultado em 31 de março de 2012 
  4. a b Guðmundur Helgason. «U-966» (em inglês). uboat.net. Consultado em 31 de março de 2012 
  5. «U-966» (em alemão). Lexikon der Wehrmacht. Consultado em 31 de março de 2012 
  6. «U-966» (em inglês). Ubootwaffe. Consultado em 31 de março de 2012 
  7. «Encontrado na Galiza submarino nazi desaparecido há 75 anos» 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Stern, Robert C. (1991). Type VII U-boats. Annapolis, Maryland (USA): Naval Institute Press. ISBN 1-55750-828-3.
  • Peter Sharpe, U-Boat Fact File. Midland Publishing, Inglaterra, 1998. ISBN 1-85780-072-9.
  • Rohwer, J. and Hummelchen, G. (1992). Chronology of the War at Sea 1939-1945. Naval Institute Press. ISBN 1-55750-105-X.
  • M. J. Whitley: Destroyers of World War Two, Arms and Armour Press, London 1988 ISBN 0853689105

Ligações externas[editar | editar código-fonte]