Variedade (matemática)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura tubulações, veja Manifold (engenharia geral).

Em matemática, variedade é uma generalização da ideia de superfície. Há vários tipos de variedades, de acordo com as propriedades que possuem. As mais usuais são as variedades topológicas e as variedades diferenciáveis. As variedades são de interesse no estudo da geometria, da topologia, e da análise.

Motivação[editar | editar código-fonte]

Considere a opinião de que a Terra é plana em contraste com a evidência moderna de que é aproximadamente esférica. A discrepância vem essencialmente do facto de, nas escalas pequenas que vemos, a terra parecer ser plana. Generalizando, qualquer objeto que seja quase "plano" em escalas pequenas é uma variedade. As variedades constituem uma generalização dos objetos que podem ser considerados planos, em torno de um dado ponto.

Construção geral[editar | editar código-fonte]

Quatro cartas de um círculo.

A ideia geral comum aos vários tipos de variedades consiste na decomposição de um conjunto em vários pedaços do mesmo tipo, de modo que estes pedaços se liguem bem.

Formalmente, considere-se um espaço topológico e um grupo de homeomorfismos de abertos de . Uma variedade modelada no par é um espaço topológico dotado de um conjunto de homeomorfismos , onde e são abertos de e , respetivamente tais que:

  • se , então

Cada função é chamada uma carta, e a coleção de todas as cartas é chamada de atlas.

Variedades topológicas[editar | editar código-fonte]

Uma variedade topológica é uma variedade modelada no par , onde é o conjunto dos homeomorfismos de . Por outras palavras, uma variedade topológica é um espaço topológico que localmente é similar a um espaço euclidiano.

Variedades diferenciáveis[editar | editar código-fonte]

Uma variedade diferenciável é uma generalização de uma variedade topológica que traduz a ideia de diferenciabilidade. É uma variedade modelada no par , onde é o conjunto dos difeomorfismos de .

Dimensão[editar | editar código-fonte]

As variedades de dimensão 1 e 2 têm nomes especiais. Assim,

  • uma variedade de dimensão 1 chama-se uma curva;
  • uma variedade de dimensão 2 chama-se uma superfície.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

O exemplo básico de uma variedade é o próprio espaço euclidiano; muitas das suas propriedades recaem sobre as variedades. Além disso, todo o limite plano de um subconjunto do espaço euclidiano, como o círculo ou a esfera, é uma variedade.

Ver também[editar | editar código-fonte]