Velveteen Dream

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Velveteen Dream
"Velveteen Dream" Patrick Clark.jpg
Dream em abril de 2018.
Informações pessoais
Nome completo Patrick Clark Jr.[1]
Nascimento 19 de agosto de 1995 (23 anos)[2]
Washington, D.C., Estados Unidos[1]
Carreira na luta livre profissional
Nome(s)
de ringue
Patrick Clark
Rick Powers
Slugger Clark
Velveteen Dream[3]
Altura
anunciada
1 88 m[3]
Peso
anunciado
227 lb (100 kg)[3]
Anunciado
de
Capitol Hill, Washington, D.C.[3]
Treinado
por
MCW Training Center
Corporal Punishment
Calvin Raines[4]
Estreia 3 de outubro de 2014.

Patrick Clark Jr. (Washington, D.C., 19 de agosto de 1995)[2] é um lutador americano de luta livre profissional que atualmente trabalha para a WWE, em seu território de desenvolvimento, o NXT, sob o nome de ringue Velveteen Dream, onde é o atual campeão norte-americano do NXT em seu primeiro reinado.

Carreira na luta profissional[editar | editar código-fonte]

Início (2014–2015)[editar | editar código-fonte]

Clark treinou para se tornar um lutador profissional no centro de treinamento da Maryland Championship Wrestling, e fez sua estréia para a promoção após quatro meses de treinamento em 3 de outubro de 2014.[4] Ele continuou lutando para a MCW, vencendo o MCW Tag Team Championship com Lio Rush em outubro de 2015.[5] Além de trabalhar para o MCW, Clark fez inúmeras aparições para várias promoções independentes americanas durante 2015, incluindo World Xtreme Wrestling, Combat Zone Wrestling, Marvelous Puroresu USA e Lancaster Championship Wrestling. Ele mencionou o quanto gostou do nome Slugger Clark na CZW.[6]

World Wrestling Entertainment / WWE[editar | editar código-fonte]

Tough Enough (2015)[editar | editar código-fonte]

Clark foi escolhido para ser um concorrente na sexta temporada do WWE Tough Enough, que começou a ser exibido em junho de 2015.[7] Apesar de ter sido apontado como um dos favoritos para vencer a competição, ele foi eliminado no 5º episódio devido a uma percepção de falta de humildade, ficando em 9º lugar na série.[1]

NXT (2015–presente)[editar | editar código-fonte]

Em 17 de outubro de 2015, foi reportado que Clark havia assinado um contrato de desenvolvimento com a WWE.[8] Ele fez sua estréia no ringue da companhia no live event do NXT em Lakeland, Flórida, em 5 de fevereiro de 2016, sendo derrotado por Riddick Moss.[9] Ele fez sua estréia na televisão em 20 de julho de 2016, no episódio do NXT, em uma perda para Austin Aries.[10] Em 19 de outubro no episódio do NXT, Clark confrontou e desafiou o Campeão do NXT Shinsuke Nakamura, mas foi atacado pelo mesmo.[11] Clark retornou e teve sua primeira vitória televisionada no episódio de 1 de março de 2017 do NXT, derrotando Sean Maluta.[12]

Dream no NXT TakeOver: New Orleans em abril de 2018.

Em 24 de maio no episódio do NXT, Clark estreou um novo personagem inspirado em Prince, chamado "Velveteen Dream", sem nenhuma menção sobre suas realizações passadas sob seu nome real. Em setembro, Dream começou uma rivalidade com Aleister Black, onde ele constantemente perseguia e assediava Black para que ele dissesse seu nome. Isso levou a uma luta no NXT TakeOver: WarGames, onde Dream foi derrotado. Após o combate, Black sentou-se ao lado de um atordoado Velveteen Dream, antes de finalmente dizer seu nome.[13] Mesmo com Velveteen Dream perdendo a luta, muitos meios de comunicação esportivos disseram que o desempenho de Dream foi o "melhor de sua carreira profissional", com comentários de Nigel McGuinness e Mauro Ranallo, bem como a reação do público durante e após o combate confirmando isso. A rivalidade entre Dream e Black foi subsequentemente nomeada como a rivalidade do ano do NXT em 2017 no NXT Year-End Awards.[14]

No episódio de 6 de dezembro do NXT, Dream foi programado para enfrentar Kassius Ohno em uma luta classificatória para a luta fatal-four way que determinaria o desafiante ao Campeonato do NXT; porém, uma lesão sofrida no NXT TakeOver: WarGames deixou Dream fora de competição, e ele foi substituído por Johnny Gargano, que derrotou Ohno e mais tarde venceu a fatal-four way para se tornar o desafiante. Em 10 de janeiro no episódio do NXT, Dream interrompeu a entrevista de Gargano para ridicularizá-lo por levar 20 minutos para derrotar Ohno, alegando que ele poderia vencê-lo em "30 segundos no máximo". Em 24 de janeiro no episódio do NXT, Dream desafiou Gargano pela sua oportunidade pelo título, mas foi derrotado. Após o combate, Dream foi confrontado nos bastidores por Ohno, que o empurrou contra uma parede. Triple H confirmou que um combate entre Ohno e Dream seria marcado para o NXT TakeOver: Philadelphia.[15] No NXT TakeOver: Philadelphia, Dream derrotou Ohno via pinfall. Durante a luta após soar o sino, o público começou a contar em uníssono até trinta, e Dream conseguiu realmente socar Ohno com força suficiente para ele cair no chão atordoado antes da contagem de 30. Dream então pediu para o árbitro para terminar o combate, mas Ohno logo acordou. Dream usou shorts de boxe no ringue para esta luta e, momentaneamente, começou a fazer shadowboxing quando o combate iniciou; uma imitação do estilo de luta one-punch knockout de Ohno.

No NXT TakeOver: New Orleans, Dream competiu na luta de escadas pelo inaugural Campeonato Norte-Americano do NXT, que foi vencida por Adam Cole. A luta foi mais tarde premiada com 5 estrelas por Dave Meltzer, fazendo de Dream o único participante do Tough Enough a ter conquistado 5 estrelas em um combate.

No wrestling[editar | editar código-fonte]

Dream aplicando um Purple Rainmaker em Ricochet.

Títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Patrick talks about his shocking elimination from WWE Tough Enough - Channel Guide Magazine». 22 de julho de 2015 
  2. a b «Velveteen Dream Profile». Online World of Wrestling. Consultado em 4 de outubro de 2017 
  3. a b c d «Velveteen Dream». WWE 
  4. a b «MARYLAND CHAMPIONSHIP WRESTLING TRAINEE PATRICK CLARK IS TOUGH ENOUGH - PWInsider.com». www.pwinsider.com 
  5. a b «MCW Tag Team Championship history» 
  6. (Editor), Jamie Greer (9 de janeiro de 2017). «Patrick Clark Proves Kayfabe Is Still Alive - Last Word on Pro Wrestling» 
  7. «Patrick Clark | Tough Enough». wwetoughenough.com. Consultado em 6 de julho de 2015 
  8. «WWE SIGNS ANOTHER TOUGH ENOUGH COMPETITOR - PWInsider.com». pwinsider.com 
  9. «FORMER TOUGH ENOUGH COMPETITOR MAKES WWE NXT DEBUT: 2/5 NXT IN LAKELAND, FLORIDA RESULTS - PWInsider.com». www.pwinsider.com 
  10. «NXT: Bayley survives Jax in rubber match» 
  11. a b «Patrick Clark learned the hard way not to challenge Nakamura» 
  12. a b «3/1 Moore's NXT TV Review: Authors of Pain vs. Tommaso Ciampa and Johnny Gargano for the NXT Tag Team Championship, Asuka vs. Peyton Royce for the NXT Women's Championship, Patrick Clark vs. Sean Maluta - Pro Wrestling Dot Net». 1 de março de 2017 
  13. «NXT TakeOver War Games Live Results, News & Recap». Wrestling Observer. Consultado em 19 de novembro de 2017 
  14. «NXT TakeOver Philadelphia live results: Almas vs. Gargano». Wrestling Observer. Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  15. Currier, Joseph. «Final Match Set for NXT Takeover Philadelphia which he went on to win!Card». Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  16. «The Velveteen Dream def. Cezar Bononi» 
  17. «The Velveteen Dream def. Robert Anthony» 
  18. «WWE NXT Results (1/24): Johnny Gargano Vs. Velveteen Dream For Title Shot, No Way Jose Returns, TM61 - WrestlingInc.com». WrestlingInc.com (em inglês). Consultado em 28 de janeiro de 2018 
  19. «The Best And Worst Of WWE NXT 6/14/17: Brawl For All». 15 de junho de 2017 
  20. «411's WWE NXT Report 6.14.17 - 411MANIA». 411mania.com 
  21. «Pro Wrestling Illustrated (PWI) 500 for 2017». The Internet Wrestling Database. Consultado em 8 de setembro de 2017 
  22. Dave Meltzer, Dave. «April 16, 2018 Wrestling Observer Newsletter: Historic WrestleMania 34 weekend reviewed, more». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 12 de abril de 2018  |último= e |autor= redundantes (ajuda)
  23. «NXT TakeOver Philadelphia live results: Almas vs. Gargano». Wrestling Observer. Consultado em 28 de janeiro de 2018