Verruga plantar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Verruga plantar
Ampliação de uma verruga plantar de grande dimensão
Sinónimos Verruca plantaris[1]
Especialidade Dermatologia
Sintomas Lesão com a cor da pele, pode ser dolorosa[2]
Complicações Dificuldade em caminhar[2]
Duração Dois anos[2]
Causas Vírus do papiloma humano (VPH)[2]
Fatores de risco Balneários, antecedentes de verrugas, deficiência imunitária[2][3]
Método de diagnóstico Baseado nos sintomas[3]
Condições semelhantes Calos, molusco contagioso, carcinoma espinocelular[2]
Tratamento Ácido salicílico, crioterapia, remoção cirúrgica[2]
Frequência Comum[4]
Classificação e recursos externos
CID-10 B07.0
CID-9 078.12
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Uma verruga plantar é qualquer verruga que ocorra nos dedos ou na planta do pé.[4] A cor é geralmente semelhante à cor da pele.[2] Em muitos casos aparecem na superfície da verruga pequenos pontos pretos.[4] É comum a ocorrência de várias verrugas na mesma região.[2] A dor causada pela a pressão pode fazer com que seja difícil caminhar.[2]

As verrugas são causadas pelo vírus do papiloma humano (VPH).[2] Para que haja uma infeção é necessário que haja uma lesão na pele.[2] Entre os fatores de risco estão a utilização de balneários públicos, antecedentes de verrugas e comprometimento do sistema imunitário.[2][3] Diagnosis is typically based on symptoms.[3]

Só é necessário tratamento se as verrugas causarem sintomas ou desconforto.[3] Entre as opções de tratamento estão o uso de ácido salicílico, crioterapia ou remoção cirúrgica.[2] Antes de iniciar o tratamento, geralmente é necessário remover a pele por cima da lesão.[2] Em cerca de 1/3 a 2/3 dos casos, as verrugas desaparecem sem tratamento específico no prazo de dois anos.[2] As verrugas plantares são uma condição bastante comum.[4] A condição é mais frequente entre crianças e jovens adultos.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. James, William D.; Berger, Timothy G.; et al. (2006). Andrews' Diseases of the Skin: clinical Dermatology. [S.l.]: Saunders Elsevier. 405 páginas. ISBN 978-0-7216-2921-6 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p Vlahovic, TC; Khan, MT (julho de 2016). «The Human Papillomavirus and Its Role in Plantar Warts: A Comprehensive Review of Diagnosis and Management.». Clinics in Podiatric Medicine and Surgery. 33 (3): 337–53. PMID 27215155. doi:10.1016/j.cpm.2016.02.003 
  3. a b c d e f Ferri, Fred F. (2017). Ferri's Clinical Advisor 2018 E-Book: 5 Books in 1 (em inglês). [S.l.]: Elsevier Health Sciences. p. 1375. ISBN 9780323529570 
  4. a b c d «Plantar Warts». AOFAS (em inglês). Consultado em 11 de novembro de 2017