Molusco contagioso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Molusco contagioso
Bolhas típicas da doença do molusco contagioso
Classificação e recursos externos
CID-10 B08.1
CID-9 078.0
DiseasesDB 8337
MedlinePlus 000826
eMedicine derm/270
MeSH D008976

Molusco contagioso ou Molluscum contagiosum é uma doença dermatológica causada pelo Molluscum contagiosum. Caracteriza-se por bolhas rosadas ou brancas pela pele em qualquer parte do corpo e podem coçar. É mais comum em crianças de 0 a 12 anos de idade, transmitido por contato físico. Desaparecem sozinhas em 6 a 12 meses, mas podem deixar cicatrizes. [1]

Vírus do Molusco[editar | editar código-fonte]

  • Grupo: Grupo I (dsDNA,dst)
  • Família: Poxviridae
  • Género: Molluscipoxvirus
  • Espécie: Vírus do Molusco

O vírus do molusco (molluscum contagiosum virus) é um Poxvirus, parente do vírus da varíola. É o maior (300 nanómetros) e mais complexo vírus que infecta o ser humano. O vírus do molusco é de DNA bicatenar (dupla hélice), que se multiplica no citoplasma usando as suas próprias enzimas de replicação de ácidos nucléicos, utilizando apenas os ribossomas e o restante da maquinaria de síntese protéica da célula hospedeira. A sua área de replicação no citoplasma é visível ao microscópio óptico.

Epidemiologia[editar | editar código-fonte]

O vírus é transmitido por contato físico ou por tecidos, por exemplo tocando a mão de alguém que coçou uma bolha causada por molusco contagioso ou compartilhando toalhas. Pode ser transmitido através de contato sexual. É mais comum em locais úmidos e com muita gente vivendo juntos e compartindo toalhas e roupas, uma vez que essas condições são favoráveis para a transmissão do vírus. É mais comum em crianças e imunodeprimidos.[2]

Progressão e sintomas[editar | editar código-fonte]

Erupções cutâneas claras, lisas e firmes, típicas do molusco contagioso.

O vírus infecta células da pele, e tem um período de incubação (após infecção e antes dos sintomas) de 2 a 8 semanas. Surgem então pequenas pápulas que se desenvolvem numa espécie de verrugas (tumores) claras com pedículo, de cerca de 2 milímetros a um centímetro. Podem ser dolorosos ou irritativos, mas frequentemente não o são. Estes tumores têm sempre uma zona central em forma de cratera cheia de uma substância com a consistência de queijo mole (cratera caseosa) que é facilmente espremida pela compressão dos seus bordos. Contudo esta substância contém vírus e é infecciosa para outras zonas da pele, sendo portanto desaconselhável espremê-las. Aparecem em qualquer zona da pele.

A doença não tem qualquer perigo e é apenas desconfortável e inestética. O sistema imunitário geralmente elimina o vírus e resolve a condição em alguns meses. A infecção pode ser acompanhada por um período de latência de até 6 meses, no entanto o período de incubação é geralmente de 2 a 8 semanas.

Indivíduos imunocompetentes eliminam essa virose após 6 meses a 36 meses. É benigna. Não tem vacina. Entretanto pode ser um sinal de enfraquecimento do sistema imunológico, sendo casos epidêmicos corporais e principalmente faciais comuns em pessoas com a imunidade muito baixa, como em pessoas com AIDS, em anêmicos, etc.

Diagnóstico e tratamento[editar | editar código-fonte]

O diagnóstico é por recolha de amostras do tumor e observação microscópica. As células têm inclusões típicas.

O tratamento não é realmente necessário, porém se o paciente quiser podem ser removidas por pequenas cirurgias como curetagem, congelando com nitrogênio líquido ou com laser. O tratamento geralmente é fácil e rápido, mas pode deixar irritação, dor e cicatriz no local.

Um tratamento alternativo pode ser feito utilizando-se pomadas de podofilotoxina(0,5%), cremes e sabonetes à base de calêndula, iodeto ou ácido salicílico.[3]

Outro tratamento alternativo é feito com óleo essencial da planta de chá, conhecido também como Melaleuca.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.cdc.gov/poxvirus/molluscum-contagiosum/
  2. http://www.cdc.gov/poxvirus/molluscum-contagiosum/transmission.html
  3. http://www.cdc.gov/poxvirus/molluscum-contagiosum/treatment.html