Vida de Solteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Singles
Vida de Solteiro (PT/BR)
O condomínio usado como locação principal para o filme
 Estados Unidos
1992 •  cor •  99 min 
Direção Cameron Crowe
Roteiro Cameron Crowe
Elenco Bridget Fonda
Campbell Scott
Kyra Sedgwick
Matt Dillon
Sheila Kelley
Jim True-Frost
Bill Pullman
Género Drama
Comédia
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Singles (br / pt: Vida de Solteiro) é um filme escrito e dirigido por Cameron Crowe, lançado em 1992, estrelando Bridget Fonda, Campbell Scott, Kyra Sedgwick e Matt Dillon.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O filme foca na vida amorosa de um grupo de amigos na faixa dos 20 anos de idade que vive em um bloco de apartamentos. É dividido em capítulos. Tem, como pano de fundo, Seattle e o movimento grunge durante o começo dos anos 1990.

Elenco e produção[editar | editar código-fonte]

Cameron Crowe escreveu o papel de Janet Livermore especificamente para Bridget Fonda.

O filme foi filmado em diversas locações ao redor de Seattle e inclui cenas no Gas Works Park, Capitol Hill, Pike Place Market e no túmulo de Jimi Hendrix no Greenwood Memorial Park em Renton. A cafeteria mostrada no filme é o agora demolido OK Hotel. O condomínio onde morava a maioria dos personagens está localizado no canto noroeste do cruzamento entre a rua E. Thomas e a 19ª avenida. Filmagens de concerto adicionais foram gravadas no agora falido bar RCKCNDY.

A maior parte do guarda-roupa de Matt Dillon no filme na verdade pertencia ao baixista do Pearl Jam, Jeff Ament.[1] Durante a gravação do filme, Ament produziu uma lista de títulos de música para a banda ficcional do filme, a "Citizen Dick". Chris Cornell tomou como um desafio escrever canções para o filme usando aqueles títulos:"Spoonman" foi uma das canções compostas por ele. Uma versão acústica da canção foi criada e pode ser ouvida sendo tocda ao fundo durante uma cena do filme. O nome da canção do Citizen Dick "Touch Me, I'm Dick" é uma brincadeira com a canção "Touch Me, I'm Sick" da banda de Seattle, Mudhoney. Também, na foto de contracapa da trilha sonora, há um CD do Citizen Dick com a relação de faixas no próprio CD. Uma das canções é intitulada "Louder than Larry", uma brincadeira com o álbum do Soundgarden, Louder than Love. O nome "Citizen Dick" é uma brincadeira com nome da banda de Seattle "Citizen Sane", que, por sua vez, é uma brincadeira com o clássico do cinema Citizen Kane.

Promoção e lançamento[editar | editar código-fonte]

Classificação[2]
País Classificação
 Austrália M
 Canadá PG
 Finlândia K-12
 Alemanha 12
 Islândia L
 Estados Unidos PG-13

Tendo sido completado no começo de 1991, o filme não foi lançado até setembro de 1992. O lançamento do filme passou por diversos atrasos enquanto os executivos do estúdio debatiam como promovê-lo. A Warner Bros. não sabia o que fazer com o filme, mas, após a cena grunge explodir, o filme foi finalmente lançado.

Reação[editar | editar código-fonte]

O sucesso e falação sobre a trilha sonora do filme eclipsou vastamente o próprio filme, que não foi tão bem-sucedido nem comercialmente nem criticamente como o filme anterior de Crowe, Say Anything..., ou seu filme seguinte, Jerry Maguire. Mesmo assim, Singles tem sido creditado como tendo inspirado uma onda de filmes feitos para a Geração X, criando numerosos imitadores (mais notavelmente Reality Bites e Threesome). Tim Appelo escreveu na revista Entertainment Weekly: "com... estilo lento e natural, Crowe captura o apelo excêntrico de uma cidade onde café expresso brota em cada esquina e crianças em sujas camisas de flanela criam álbuns que as fazem milionárias".[3]

Curiosamente, a Warner Bros. Television tentou imediatamente transformar Singles em uma série de televisão. Crowe foi contra o projeto, mas a companhia continuou com a ideia, engajou um novo time de roteiristas e diretores e mudou elementos e o nome da série para Friends.[4]

Música[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Singles (trilha sonora)

A trilha sonora de Singles foi lançada em 30 de junho de 1992 pela Epic Records e alcançou o topo das paradas três meses antes do lançamento do filme. A trilha sonora incluía músicas das principais bandas da cena musical de Seattle na época, como Pearl Jam, Alice in Chains, e Soundgarden. O Pearl Jam lançou duas canções na trilha sonora, "Breath" e "State of Love and Trust", e a canção do Soundgarden, "Birth Ritual", bem como a do cantor da banda, Chris Cornell, "Seasons", também aparecem. Paul Westerberg, do The Replacements, contribuiu com duas músicas e compôs a música-tema do filme. O Smashing Pumpkins também contribuiu com a canção "Drown".

A banda Nirvana, que havia tido um grande sucesso um ano antes com o multiplatinado álbum Nevermind, foi a única grande banda grunge da época a não aparecer na trilha sonora. Durante a produção, o Nirvana não era, ainda, celebridade nacional, mas, quando a trilha sonora do filme foi lançada, a canção "Smells Like Teen Spirit" da banda teve que ser cortada porque custava muito comprar os seus direitos.

Referências

  1. "Northwestern Exposure". Entertainment Weekly (5 de março de 1993).
  2. Singles (1992). Internet Movie Database. Retirado em 2 de junho de 2008.
  3. Entertainment Weekly, p.46. 18 de setembro de 1992.
  4. The Chicago Sun-Times. Disponível em http://www.jimdero.com/Bangs/on_the_set.htm. Acesso em 6 de setembro de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]