Vitas Gerulaitis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tenista Vitas Gerulaitis
ABN-tennistoernooi in Rotterdam Vitas Gerulaitis in actie, Bestanddeelnr 929-6578.jpg
País  Estados Unidos
Data de nascimento 26 de julho de 1954 (64 anos)
Local de nasc. Brooklyn, Nova Iorque, EUA
Data de morte 17 de setembro de 1994
Local da morte Southampton, Nova Iorque, EUA
Altura 1,83 m
Profissionalização 1971
Mão Destro
Prize money 2,778,748
Simples
Vitórias-Derrotas 528–225
Títulos 25
Melhor ranking N° 3 (27 de Fevereiro de 1978)
Resultados de Grand Slam
Open da Austrália V (1977 Dez)
Roland Garros F (1980)
Wimbledon SF (1977, 1978)
US Open F (1979)
Torneios principais
Tour Finals F (1979, 1981)
Duplas
Vitórias-Derrotas 168–123
Títulos 8
Melhor ranking N° 43 (20 de Maio de 1985)
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália 1R (1983)
Roland Garros QF (1980)
Wimbledon V (1975)
US Open 3R (1972)
Torneios principais de duplas
Última atualização em: 12 de maio de 2015.

Vitas Gerulaitis (Brooklyn, 26 de Julho de 1954 - Southampton, 17 de Setembro de 1994) foi um tenista profissional lituano-estadunidense.[1]Detentor de um estilo vistoso e grande carisma, foi um dos grandes talentos da década de 70 e começo de 80, ao lado de Bjorn Borg, Jimmy Connors, Guillermo Villas, Arthur Ashe e muitos outros.

Irreverente, Gerulaitis proferiu uma famosa frase depois de vencer Connors em um Masters em 1980: "Que sirva de lição para todos. Ninguém vence Vitas Gerulaitis 17 vezes seguidas." - Connors havia vencido os últimos 16 jogos.

Lutou contra o vício em drogas durante parte de sua carreira e teve um falecimento trágico devido a um vazamento de gás no quarto de um hotel.

Grand Slam finais[editar | editar código-fonte]

Simples: 3 (1–2)[editar | editar código-fonte]

Posição Ano Campeonato Piso Oponente Placar
Campeão 1977 Australian Open Grama Reino Unido John Lloyd 6–3, 7–6(7–1), 5–7, 3–6, 6–2
Vice 1979 US Open Duro Estados Unidos John McEnroe 5–7, 3–6, 3–6
Vice 1980 Roland Garros Saibro Suécia Björn Borg 4–6, 1–6, 2–6

Referências